Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Franquias de idiomas reagem bem à crise

10/08/2020 | Publieditorial

Franquias de serviços educacionais

Apenas 5% dos brasileiros falam inglês, segundo uma pesquisa feita pelo Instituto Data Popular.

Desses, somente 1% são realmente fluentes no idioma estrangeiro.

É um índice baixíssimo, e já que 91% dos pesquisados consideram esta a língua principal do mundo dos negócios – e portanto um diferencial ao se candidatar a uma vaga de emprego – é possível ter uma ideia do tamanho potencial do negócio de escolas de idiomas no Brasil.

Além do potencial de mercado, as franquias de serviços educacionais são um segmento de números bastante positivos.

O faturamento do setor cresceu 3,5% no primeiro trimestre de 2020 e esse é um dos segmentos dentro do franchising que melhor vem reagindo à crise.

Enquanto a queda na receita do setor de franquias foi de 30% em junho, serviços educacionais viu uma perda menor: 23%, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

 

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

 

Optar por uma franquia ao decidir empreender no setor de idiomas é uma opção mais segura, porque tanto o modelo de negócios quanto a metodologia de ensino já foram testadas – e funcionam.

Esse foi o pensamento de Sedilha Novais, 43 anos, franqueada de sete escolas CNA em São Paulo.

“Optei pela franquia por saber que as chances de o negócio dar errado eram menores”, conta.

“E como eu tinha estudado no CNA, sabia que era o produto certo. Se havia funcionado para mim, funcionaria para outras pessoas.”

Sedilha estudou por quatro anos no CNA e, aos 17, ao terminar o curso de língua inglesa, começou a dar aulas na escola onde havia se formado – e ocupou a função de professora por seis anos.

O antigo sonho de abrir a própria escola de ensino de idiomas se concretizou em 2001.

“Escolhi o CNA porque pensei que teria mais sucesso se estivesse atrelada a uma marca com uma metodologia eficiente”, diz.

“A metodologia do CNA influenciou totalmente na minha decisão, porque eu senti na prática que ela realmente funciona.”

Com mais de 600 escolas abertas em todo o país, o CNA é hoje uma das principais redes de ensino de idiomas do Brasil.

Atende anualmente centenas de milhares mais de alunos e desenvolveu uma metodologia própria de ensino, além de materiais didáticos exclusivos, que fazem o aluno aprender o idioma estrangeiro de forma lúdica com temas ligados ao seu dia a dia.

Abrir uma escola CNA requer investimento a partir de R$ 100 mil.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

 


 

Agora que você sobre as franquias de serviços educacionais reagem bem
à crise, leia também:

 
 
Por Publieditorial