Franquias driblam crise e têm alta de 21% na RMVale no primeiro semestre

05/09/2017

Jornal o Vale – Danilo Alvim – 26/08 Região ganha 63 novas unidades de franquias em um só semestre; estratégias de marketing e corte de despesas são fundamentais para empreendedor e superar a turbulência econômica ; o setor de alimentação puxou a fila Apesar da crise econômica que assola o país, o mercado de franquias […]

Jornal o Vale – Danilo Alvim – 26/08

Região ganha 63 novas unidades de franquias em um só semestre; estratégias de marketing e corte de despesas são fundamentais para empreendedor e superar a turbulência econômica ; o setor de alimentação puxou a fila

Apesar da crise econômica que assola o país, o mercado de franquias permanece em alta na região com crescimento de 21% no primeiro semestre do ano em comparação ao mesmo período em 2016.

As redes de franquias saltaram de 305 no ano passado para 368 este ano, superando o aumento que ocorreu entre 2016 e 2015, quando aconteceu uma alta de 4% , com 14 novas redes. Os dados são da ABF (Associação Brasileira de Franchising).

Já o número de unidades franqueadas atingiu a marca de 1.563 nos primeiros seis meses de 2017 contra 1.432 no mesmo período do ano passado — alta de 9%. Com sete unidades em funcionamento no Vale, a rede de lavanderias 5àsec apostou no marketing para atrair clientes e fugir do cenário de crise.

 

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

 

“As estratégias traçadas foram focadas em ações externas para captação de novos clientes, forte atuação de marketing nas promoções para atrair clientes e fidelizar os que já conhecem e gostam dos serviços prestados pela marca”, disse a gerente de operações e expansão da 5àsec , Ana Paula Castellano.

Segundo ela, o grande potencial econômico da região foi fundamental para o investimento. “Decidimos apostar neste mercado local, pelo alto potencial da praça atrelado ao nosso segmento. Além disso, o crescimento da região com a instalação de grandes indústrias”, contou.

Tendência

São José dos Campos registrou alta de 19% no número de redes de franquias, passando de 245 nos primeiros seis meses de 2016 para 291 este ano. Com 75 novas unidades franqueadas de um ano para o outro, a cidade registrou 13% de aumento em relação a 2016, passando de 588 para 663 novas praças de franquias.

Proprietário de uma unidade da rede de restaurantes de comida caipira Divino Fogão no CenterVale Shopping, em São José, Vitor Barreto, de 61 anos, aponta que os anos de 2016 e 2017 foram os mais difíceis no setor e conta que o controle dos alimentos foi fundamental para vencer a turbulência econômica no país.

“Na crise é onde você começa a se apegar aos detalhes. Fizemos uma remodelação de pessoal e reduzimos o desperdício. Como é área de alimentação, o desperdício tem que ser controlado. Começamos a adequar nossa produção de alimentos de acordo com a venda, e reduzir as despesas”, disse.

Barreto diz que o modelo de negócio pronto e consolidado dá segurança ao investidor. “A franquia ajuda bastante a gente como investidor, ela já tem a receita pronta. Temos suporte de operação fornecido pela marca, como treinamento para funcionários, departamento jurídico, RH. A certeza que vai dar certo é muito maior”, disse o empresário.

Alimentação representa 31% das unidades franqueadas no Vale

Maior responsável por alavancar as franquias, o setor de alimentação representa 31% do mercado na região do Vale do Paraíba, em balanço da ABF (Associação Brasileira de Franchising) deste primeiro semestre do ano. A região acumula ao todo 477 unidades do setor alimentício. São José dos Campos é responsável por 28% deste número, com a abertura de 187 unidades. O setor de saúde, beleza e bem-estar apresenta 16%, serviços educacionais 14% e moda 12%.

Avaliação

NOTÍCIAS RELACIONADAS