Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Negócios de família, o franchising unindo todos

29/07/2020

Negócios de Família

A família é a base de tudo!

Em um negócio, contar com o apoio e suporte dos nossos familiares nos ajuda a enfrentar as adversidades e seguir em busca dos nossos objetivos.

Mas eles também podem atuar conosco dentro do negócio!

De acordo com dados do do Sebrae e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), empresas familiares representam 90% dos empreendimentos do Brasil.

Muitos se perguntam: é uma boa ideia misturar família e negócios? A resposta é sim! Mas, é claro, precisa ter muito cuidado.

Assim como qualquer outro funcionário, é necessário verificar se aquela pessoa tem a habilidade necessária para a função que irá exercer, se ela realmente quer fazer parte do negócio e se ela é comprometida.

Se, de fato, o familiar for o ideal para te ajudar no negócio, aí você ganha um bônus a mais: a confiança.

Quando se trata de alguém que já conhecemos e que faz parte do nosso núcleo familiar, fica muito mais fácil confiar atividades importantes do nosso negócio.

Além disso, os resultados da unidade interessam aos membros da família e, por isso, todos vão lutar e dar o melhor de si para garantir o sucesso da franquia!

Porque investir em uma franquia em família

Investir em uma franquia tem muitos benefícios para empreendedores.

Ao longo dos anos, o setor colecionou bons resultados. Em 2019, por exemplo, o faturamento do setor foi de mais de R$ 186 bilhões de reais, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Outro benefício de uma franquia é contar com o apoio da franqueadora em todos os momentos do negócio.

Quando você empreende em família, você também tem a ajuda de outras pessoas que são fundamentais para o bem-estar do negócio.

Há uma boa abertura para discutir sobre as questões do negócio e buscar ideias para melhorar a operação.

Além disso, há um apoio a mais para superar os desafios do dia a dia do negócio.

Histórias inspiradoras

No franchising, há muitas histórias inspiradoras de famílias inteiras envolvidas em uma franquia.

Há casos onde os filhos cresceram observando o trabalho dos pais nas franquias e, por isso, fizeram uma faculdade pensando em ajudar no negócio.

Em outras histórias, o sonho da esposa de empreender contagiou o marido e, juntos, decidiram empreender.

No fundo, o que todas as histórias têm em comum é como o respeito, a confiança e a cumplicidade podem ser fundamentais para gerar o desenvolvimento da família e o crescimento do negócio.

Trouxemos algumas famílias que investiram em franquias para você se inspirar! Confira!

 

Alexandre Saidel tem 35 anos e é empreendedor 5àsec. Ele e seus pais possuem oito unidades da franquia.

“Atualmente trabalho com meus pais. Minha mãe iniciou o negócio em 2005, adquirindo uma unidade da 5àsec. Eu ainda estudava fora e quando retornei ao Brasil, em 2007, comecei a ajudá-la em algumas questões administrativas.

Pouco a pouco fui me envolvendo e gostando de empreender. Quando me dei conta estava totalmente imerso e apaixonado por isso.

Trabalhar em família não é uma tarefa tranquila, pois os assuntos sempre retomam de uma maneira ou outra em nosso convívio familiar.

Por isso, desenvolvemos algumas técnicas para tentar diminuir essa armadilha, mas acredito que seja uma das maiores dificuldades da relação como um todo.

Desde o início, estruturamos a empresa para que cada um fosse responsável pela administração de uma área específica e as decisões seriam tomadas em colegiado sempre respeitando a posição de cada um.

Claro que este método não é perfeito e muitas vezes temos discussões sobre os temas, mas o tempo nos ajudou a entendermos e respeitarmos mais as posições individuais de cada um.

Após anos de aprendizado coletivo, acredito que hoje estamos muito mais alinhados e coesos em nossos objetivos empresariais.

Olhando para trás fico orgulhoso em poder ter construído um negócio com eles, sempre fomos muito competitivos e ter um negócio juntos nos ajudou a canalizarmos isso num trabalho em equipe.

Atualmente temos oito lojas da marca 5àsec.

Hoje, meu pai também trabalha conosco, ele é responsável pela área financeira/administrativa da empresa, eu sou responsável pelas áreas Comercial, Técnica e Marketing, e minha mãe é responsável pela área Operacional e Recursos Humanos.

O maior benefício que vejo é poder olhar para trás e ver que construímos uma história muito bacana juntos com o nosso trabalho, isso vale muito mais do que qualquer benefício financeiro.

Cada loja significa muitos desafios vencidos e poder desenvolver hoje uma equipe que acredita na mesma ideia que nós é muito gratificante.

Evitar sobreposições administrativas, dar espaço para que cada um possa agregar valor no que gosta de fazer e saber respeitar a visão de cada um tentando encontrar consensos nos objetivos.”

 

Jean Carlos Sousa Barreto, 40 anos, e Kariny Fleury Canesin, 34 anos, são casados e juntos investiram na franquia Terça da Serra. Além deles, a mãe de Jean também atua na franquia.

“Eu e Kariny desde o início queríamos ter o próprio negócio. Temos a base de formação na fisioterapia, sendo que Kariny atuava mais diretamente na área clínica e eu na área de tecnologia assistiva, responsável pela área comercial de uma multinacional alemã.

Nosso objetivo sempre foi empreender no segmento de saúde e a Terça da Serra nos apresentou um conceito de negócio totalmente inovador e apaixonante.

Minha mãe entrou após a fase de implantação.

Para alcançar a excelência em nossa operação, precisávamos de pessoas muito comprometidas e apaixonadas por cuidar.

Minha mãe preenche completamente a nossa necessidade.

O maior benefício de trabalhar com familiares é termos a certeza de que independente dos desafios todos estão muito comprometidos e totalmente dedicados a superá-los.

O desafio é encontrar um momento em família no qual não estamos falando ou mesmo fazendo planos para evoluir sempre.

Na verdade, nem considero um desafio a ser superado, pois gostamos tanto do que fazemos que apesar de estarmos falando de trabalho nos momentos em família é muito prazeroso e divertido para nós.

É importante ter transparência ao nível máximo entre os envolvidos, pois se cada um já tem claro o seu papel e função dentro do negócio conflitos desnecessários e desgastante serão evitados.

Tenha sempre a coragem e iniciativa de investir naquilo que acredita, pois se faz com amor e dedicação colherá frutos não só financeiros, mas terá o prazer de se sentir pleno.”

 

Juliana Ferreira Renne, 39 anos, é franqueada da Casa da Empada. Seu pai, Joaquim Renne, a ajuda desenvolvendo atividades do setor financeiro.

“O envolvimento do meu pai no negócio Já estava planejado, mas as funções foram sendo preenchidas de forma natural, no decorrer dos anos. Meu pai, Joaquim, naturalmente foi para o financeiro e eu para o operacional.

Os benefícios de trabalhar com familiares são a lealdade e o companheirismo desde a primeira ideia.

O desafio é não misturar o pessoal com o profissional.

Para quem quer investir um negócio junto com a família, desenvolva tudo de forma orgânica, natural e de um jeito que cada um assuma a posição que mais tem habilidade.

Não adianta querer forçar uma pessoa que não tem perfil para o negócio por ser um familiar e consequentemente uma pessoa de confiança.

O sonho tem que ser sonhado junto. Tem pessoas que acham mais cômodo terem familiares como sócios, porém se não tiverem o perfil para o negócio a coisa não funciona.”

Saiba mais sobre a franquia Casa da Empada.

 

Gilvan Sousa Dos Anjos, 48 anos, tem cinco lojas do Griletto.

“O meu filho administra uma loja, a minha filha faz a gestão de todas as lojas, e tenho dois irmãos, cada um deles é responsável por gerenciar uma loja também.

Os meus filhos já começaram comigo, foi uma escolha nossa.

O envolvimento dos meus irmãos foi acontecendo conforme fomos investindo em mais unidades e tivemos essa necessidade.

Acredito que o principal benefício de trabalhar com meus filhos e irmãos é a grande confiança que temos entre nós.

Já o principal desafio é a questão da cobrança das atividades, acredito que, na maior parte dos momentos, é mais fácil ter esse tipo de conversar com um funcionário que não temos vínculo familiar.”

Saiba mais sobre a franquia Griletto.

 

Vivian Perussi, 33 anos, administra uma franquia do Montana Grill junto com seus pais

“Somos eu, minha mãe e meu pai na administração da franquia. Eles são os sócios proprietários e hoje gerenciam a distância e influenciam nas decisões mais importantes.

O envolvimento da família não estava planejado.

Meus pais investiram na franquia 20 anos atrás. Depois de alguns anos, minha irmã começou a trabalhar com eles na parte administrativa.

Quando ela saiu, eu assumi. Hoje gerencio toda parte administrativa e financeira da franquia.

Os maiores benefícios são a liberdade que se tem para conversar, expressar ideias, afinal já existe o costume da convivência e a liberdade.

Além disso, outra vantagem é estar perto da família, criamos um laço ainda mais forte.

Já o maior desafio é saber separar o lado profissional do pessoal, não viver o trabalho nos momentos de lazer com a família.

A principal dica é separar bem as responsabilidades e não levar para o pessoal os desentendimentos que irão acontecer.

E ter em mente que dentro do ambiente de trabalho são todos colegas profissionais e não pais, irmãos, maridos, etc.”

Saiba mais sobre a franquia Montana Grill.

 

Camilo da Silva Tranin, 44 anos, tem uma franquia do Jin Jin junto com sua esposa.

“Somos eu e minha esposa. Eu sou responsável pela operação, pela parte de RH e contratação e pela parte contábil.

Minha esposa, Aline, é responsável pela parte de marketing e vendas e pela parte de controles, como vigilância sanitária, bombeiros, desinsetização, etc.

Depois de trabalhar 10 anos como Engenheiro Eletricista em uma multinacional e minha esposa finalizando o curso de Enfermagem, decidimos ter o nosso próprio negócio, em que pudéssemos ter crescimento financeiro de acordo com o nosso empenho dinâmico e compartilhado.

Decidimos pensar no ramo de alimentação, que nos chama atenção por ser o último ramo a sentir reflexos negativos e a primeira a perceber melhora em tempos de crise.

Pensamos muito em como poderíamos iniciar este tipo de negócio tão complexo já que não tínhamos experiência no ramo.

Foi aí que buscamos a parceria com uma franquia para obter todo o conhecimento e apoio necessário.

Em nossa opinião, o que foi fundamental nesta hora, foi identificar o produto adequado para o público alvo e como seria o suporte.

Participamos de várias feiras de franchising, e o excelente produto, a capacidade de suporte e o reconhecimento da marca nos levaram a Halipar.

Os principais benefícios são crescimento intelectual e financeiro compartilhados, maior convivência, já que a área de restaurante requer uma dedicação maior aos negócios e decisões mais rápidas por estarem em sincronismo com os mesmos objetivos.

Já os desafios são separar o tempo social com a família sem levantar assuntos relacionados a empresa e as divergências de análises de ações que requerem maior cuidado para não impactar a vida pessoal do casal.

Aproveitem a sinergia criada com a família, porém saibam separar negócios da vida social, para que possam usufruir cada energia dispensada e tempo de modo correto.

Divergências de pensamentos sempre existirão em todas as esferas, porém como saber utilizá-las convertendo em oportunidades é o que os encaminhará para o sucesso.

Definam as funções de cada um na empresa, isto facilitará na comunicação e fluxo das ações e informações. Tenham resiliência, fé e cooperação.”

Saiba mais sobre a franquia Jin Jin.

 

Leila Monteiro Nogueira Kreuz, 34 anos, franqueada de três lojas da Croasonho

“Desde o começo trabalhamos juntos, somos eu, minha irmã, nosso pai e nossa mãe.

Minha irmã, minha mãe e meu pai cuidam cada um da operação de uma loja e o administrativo geral sou eu quem faço, mas todos também me ajudam com as lojas que estão.

Sabíamos que queríamos empreender juntos, mas ainda não sabíamos em que. Minha irmã conheceu a Croasonho, em 2011, em Caxias do Sul, e ficou encantada.

Na época, meu pai tinha acabado de se aposentar e queria empreender. Nós não sabíamos ainda em que queríamos investir e aí conversamos e decidimos que iríamos então investir em uma franquia da Croasonho.

Então, em fevereiro de 2012 abrimos a primeira loja, em 2014 inauguramos a segunda loja e em 2016 a terceira loja.

O mais difícil de trabalhar em família, principalmente quando moramos juntos, é separar as coisas de trabalho com as coisas pessoais.

Mas o grande benefício é que por ser família é possível fazer isso e a gente sempre conseguiu. Nossa parceria já tem 9 anos.

É preciso entender que às vezes as pessoas não vão pensar igual e concordar, mas a parceria de se estar em família é saber ouvir o outro e aceitar as opiniões diferentes.

Sou muito feliz e me sinto muito segura dos meus familiares estarem cuidando das lojas.”

Saiba mais sobre a franquia Croasonho.

 

Mariângela de Oliveira Guimarães Fernandes, 62 anos, franqueada da rede Casa de Bolos, desde 2014. Atualmente com quatro unidades, sendo três na cidade de Jundiaí (SP) e um em Louveira (SP).

“As quatro unidades da franquia são administradas em conjunto com minhas duas filhas: Mariana Guimarães Fernandes e Luna Guimarães Fernandes.

Elas me auxiliam em toda parte administrativa, desde compras, estoque e gerenciamento financeiro.

Quando me tornei franqueada da rede, em 2014, eu queria um negócio próprio que pudesse ser um complemento para minha aposentadoria, mas deu tão certo que um ano depois vi a oportunidade de adquirir outra unidade, então elas me ajudaram e, principalmente, me incentivaram a adquirir outras.

O benefício principal está relacionado a unicidade dos objetivos.

O desafio é justamente encontrar caminhos para chegar a este objetivo de forma equilibrada, sem deixar a relação familiar ser prejudicada ou afetada.

Caso tenhamos divergências de opiniões, sentamos, conversamos e buscamos o denominador comum.

Ter em mente que negócios são negócios.

É preciso saber separar o trabalho da relação familiar.

Fazer um pacto com o objetivo do negócio, comprometimento e responsabilidade entre todos os envolvidos.”

Saiba mais sobre a franquia Casa de Bolos.

 

Alexandra Machado, 46 anos, é franqueada da YES! Idiomas junto com o seu marido. O filho do casal também trabalha na parte financeira e operacional do negócio.

“Eu e meu marido planejamos a atuação em conjunta na franquia, mas meu filho foi inserido aos poucos na rotina da unidade.

Os benefícios de ter a família no negócio são a disponibilidade total de horário, além da abertura e facilidade para a discussão de assuntos, o que resulta em soluções e ideias com mais rapidez.

Nas horas difíceis, temos o apoio um do outro.

Empreendedores que pretendem incluir a família em seus negócios precisam estar certos dessa decisão e levar em consideração o perfil de cada um, além do relacionamento que possuem.”

Saiba mais sobre a franquia Yes! Idiomas.

 

Leonardo Marchi Oliveira, 25 anos, é franqueado da Via Certa Educação Profissional – Dracena (SP)

“Eu, Leonardo, sou sobrinho do Décio Marchi (Fundador da Via Certa, ele é irmão da minha mãe), meu irmão, André Guilherme, é sócio do meu tio na Via Certa.

Minha namorada, Hellen, é minha sócia na nossa empresa, que é a Escola Via Certa na cidade de Dracena.

Quando eu tinha 18 anos, trabalhei para o meu tio Décio na Escola de Birigui, depois acabei iniciando estágio na minha área de formação e sai da escola.

Depois de um tempo, comecei a namorar minha sócia e ela entrou como colaboradora na Escola Via Certa de Três Lagoas.

Conheceu o negócio, gostou do formato e assim, por incentivo dos meus familiares, abrimos nossa própria Escola. Não foi nada planejado.

Tendo meu tio e meu irmão como Franqueadora me deixa bem seguro pois eu sei que eles almejam meu sucesso em dobro, pois além de Franqueado temos o vínculo familiar.

Claro que isso não diminui em nada meu esforço para que cada dia o meu negócio prospere. Tenho muito apoio deles e acredito que os outros franqueados também tenham.

Sabemos que todo negócio exige muito esforço e dedicação incluindo também conhecimento na área, então antes de contratar um familiar, ter uma sociedade ou algo do tipo, essa pessoa precisa saber o que está fazendo e estar preparada para tal.”

 

Jennifer Kusz, 29 anos, franqueada da Maria Brasileira. Atualmente, a Jennifer mora na Alemanha e toca o negócio a distância, com a ajuda de seu tio, Cassius Marcellus Clay França, e o marido, Marcin Kusz.

Antes mesmo de entrar em contato com o setor de franquias da Maria Brasileira, Jennifer conversou com o seu tio e explicou para ele o seu desejo de investir em algo no Brasil que trouxesse retorno mesmo no momento em que estamos vivendo (isso aconteceu bem no início da pandemia, já estava de quarentena na Alemanha, mas o Brasil ainda não naquela época).

Ele achou super interessante a ideia e topou na hora.

“Partindo desse princípio acreditamos que sim, era uma oportunidade de negócio perfeita para um investimento.

Em primeiro lugar, destaco a confiança como principal benefício de investir em um negócio junto com a família!

No meu caso algo primordial para mim que investi e acompanho um negócio a distância.

Segundo, a liberdade. Poder agir com transparência e ter a liberdade de colocar tudo a mesa, reais expectativas, reais preocupações, falar abertamente sobre tudo, ajuda muito a alcançar nossos objetivos de uma forma melhor.

O maior desafio, no entanto, é conseguir não ser condescendente no início. Saber delegar sem o receio de estar ultrapassando o limite imaginário que a gente cria quando tem uma parceria com alguém.

Acho que é saber separar as coisas. Até chegarmos no ponto ideal não é tão simples, mas com o passar do tempo a gente entende que é necessário.

Acho que o principal de tudo é que, antes de ingressar em um negócio com alguém da família, precisamos ter um olhar imparcial sobre a pessoa e o profissionalismo dela, bem como as coisas que ela poderia acrescentar no negócio, afinal será um trabalho que dependerá dos esforços e competências de todos.

Não é só investimento que importa.

Às vezes um familiar tem tudo que a gente precisa economicamente falando, porém, ele não acredita, não se encaixa, não entende o negócio.

E no final isso será um problema. É muito mais promissor alguém que compartilha o mesmo entusiasmo que o seu, a mesma visão os mesmos objetivos.

Torna os desafios muito mais possíveis de serem ultrapassados e o sucesso muito mais alcançável.”

 

Alessandra Lopes Flores, 31 anos, é franqueada do Doutor Sofá em Brasília. Trabalham na unidade seu tio Sérgio, seu primo Pedro e seu marido Fernando.

Tivemos a ideia de abrir esta franquia porque vimos que o mercado era interessante e conhecemos os sócios. Porém, Santa Catarina, onde moramos, já está quase esgotado.

A única capital que ainda estava disponível era Brasília e, por coincidência, eu sou de lá e tenho família em Brasília.

Então pensei em convidar o meu tio que já é empresário e tem conhecimento e o meu primo que tinha tempo disponível para se dedicar ao projeto.

Como meu marido já é da área do marketing, ele ficou com a parte de marketing e comercial. E assim estamos tocando e a parceria tem dado certo.

O maior benefício de todos é a confiança. Tenho total confiança no trabalho e na índole de todos os sócios.

Sei que vão cuidar muito da empresa e não me preocupo com a parte financeira, mesmo estando longe.

O principal desafio é não deixar que o negócio interfira na relação familiar, porque é normal que haja divergência de pensamentos, mas isso deve ser resolvido apenas no âmbito da empresa, sem levar para o âmbito familiar.

Como todos os sócios são super tranquilos e entendem tudo isso, não estamos tendo problemas neste sentido.

Se quiser investir em uma franquia e incluir um familiar no negócio, é muito importante analisar o perfil da pessoa e é preciso se distanciar da relação para fazer esta análise, tentar ser frio e pensar se a pessoa tem as características que complementam as suas.

Deixar tudo sempre muito claro, conversar abertamente sobre tudo, não guardar ressentimentos e sempre estar aberto a ouvir e entender.

Acho que o mais difícil em uma empresa são encontrar pessoas boas, de confiança. E isso é um ponto muito bom em administrar uma empresa em família.

Vale a pena, se for tudo colocado de forma clara e aberta, acho que tem tudo pra dar certo. Estou muito satisfeita com as nossas escolhas na Doutor Sofá.”

 

Cristiane Schard de Almeida, 33, é franqueada de Ponta Grossa da É seguro.

“Eu e meu esposo trabalhamos na franquia. Eu sou responsável pelo operacional e ele cuida do comercial, mas aos poucos estou me envolvendo no comercial também.

No início somente ele atuava na empresa, mas em três meses eu acabei saindo da área em que eu trabalhava e vim para nossa empresa também.

O principal benefício é o convívio em tempo integral com a família, o tempo juntos. Já o maior desafio são as tomadas de decisões, para entrar em comum acordo às vezes gera um pouco de conflitos.

Neste tipo de negócio, é importante ser sempre transparente ao tomar decisões e tentar compreender que algumas dificuldades existem, mas podem ser perfeitamente contornadas.

Estamos felizes com o formato de trabalho, estamos felizes com os resultados alcançados até o momento, nosso objetivo é crescer ainda mais nos próximos anos.”

Saiba mais sobre a franquia É Seguro.

 

Adriano Saldanha, 40 anos, dono de quatro unidades da Franquia SUPERA Ginástica para o Cérebro em Curitiba (PR).

“Sou eu e minha esposa, Paula, que estamos envolvidos no negócio. Desde o início a gente tomou a decisão de separar nossas funções de acordo com o que cada um tem de força.

A Paula, como psicóloga, tem uma bagagem de recursos humanos e, por isso, é muito mais envolvida em questões pedagógicas e decisões em relação às pessoas. Já eu tenho um foco maior no administrativo e na área comercial.

O envolvimento da família foi planejado desde o início.

A gente optou por iniciar o que a gente acredita que será uma rede de unidades maior no futuro e isso foi importante, porque já começamos a entender como seriam os impactos disso no futuro.

Isso ajuda a passar pelos momentos difíceis e correr atrás dos objetivos.

Os maiores benefícios de ter a família junta no negócio é ter um proposito alinhado.

Escolhemos um negócio que está muito alinhado ao nosso propósito de vida, de fazer bem para o outro.

Eu tenho casos de Alzheimer na família, acredito na prevenção como um fator de qualidade de vida. Isso faz muita diferença porque a gente passa a desenvolver a família e o negócio de uma forma paralela.

Desafios são naturais.

O ideal é conversar muito sobre a empresa, sobre o negócio. Somos uma pessoa só para viver tudo que a gente vive! Só funciona bem porque temos essa clareza de separar os assuntos e momentos.

Não é simplesmente incluir a família, é importante que as pessoas saibam suas funções, os resultados que precisam entregar e realmente estejam juntos para se dedicar fortemente.

Tem uma frase que meu pai me disse que é ‘nunca contrate alguém que você não pode demitir depois’, então quando você traz alguém da família, é muito importante essa pessoa ter ciência das entregas que precisam ser feitas e o objetivo, porque senão ela vai sair.

Se achar que a pessoa não terá maturidade para entender essa necessidade, é melhor nem levar para trabalhar junto. A ausência de resultado é a pior coisa para um negócio.”

Saiba mais sobre a franquia SUPERA Ginástica para o Cérebro.

 

Marco Notaroberto Alexandrino, 36 anos, e Mariane Notaroberto Alfaro, 34 anos, são primos e franqueados da Limpeza com Zelo, unidade Vila Mariana.

“Existia um interesse mútuo em abrir um negócio próprio.

Após pesquisarmos em feiras de franquias, Sebrae e conhecendo alguns negócios de amigos – embora com formações acadêmicas e profissionais distintas – ambos se interessaram no ramo de serviços.

Pela nossa inexperiência inicial e os valores que envolviam a compra de uma franquia, a opção de sociedade ocorreu naturalmente, já que diminuía um pouco os riscos e poderíamos unir forças para nossa empresa crescer.

A confiança mútua foi de grande importância e valia na nossa gestão.

Todas as decisões importantes, problemas, oportunidades e desafios eram compartilhados e todas essas decisões foram tomadas em mútuo acordo.

Até em ocasionais divergências, o respeito entre as partes sempre imperou, o que ajudou muito em momentos desafiadores, que exigiam bastante reflexão e ponderação para seguirmos o melhor rumo.

A proximidade do parentesco e da nossa família foi bastante importante nesses momentos e certamente nos ajudou.

A principal dica para os empreendedores que querem envolver a família é se apoiarem no respeito, confiança e a proximidade que as boas relações familiares proporcionam, o que é muito importante quando se trata de abrir um negócio em sociedade, mas também é importante que fiquem atentos em separar o lado profissional do pessoal – uma coisa são dois empresários debatendo pontos de vistas dissonantes, outra coisa são dois parentes próximos em uma celebração familiar.”

Saiba mais sobre a franquia Limpeza com Zelo.

 

O casal Alessandra e Ricardo Przadka são franqueados da Pinta Mundi Tintas.

Ambos chegaram aos 50 anos de idade com carreiras consolidadas – mas, com muita energia produtiva e vontade de realizar novas atividades.

Ela, dedicada ao ramo da confeitaria, confessa que se sentia um pouco cansada com a desvalorização de seu trabalho, que era realizado de maneira artesanal e nem sempre podia render o que realmente valia.

Já o esposo, Ricardo, deixou a indústria automotiva para prestar consultoria no ramo – mas, acostumado a trabalhar desde cedo, via-se com tempo sobrando.

Foi numa reportagem que mostrava boas opções em franquia, há pouco mais de um ano, que eles conheceram a Pinta Mundi Tintas.

A marca, varejista de tintas e acessórios para pintura, despertou-lhes uma curiosidade.

“Sempre gostamos de reformas, mas ter um negócio no ramo é diferente. Além disso, não era algo muito tradicional, então resolvemos estudar o segmento junto a outras marcas.

Fomos a feira de franquias na capital paulista e vimos muitas opções, mas em nenhuma delas o próprio dono da marca, o fundador da empresa, falou conosco, no fechamento do negócio.

Isso fez uma diferença enorme, porque sentimos uma confiança e uma honestidade ímpares, que nos deixou muito bem impressionados.

Temos uma filha adolescente e ela precisa de bastante atenção.

O fato de a Pinta Mundi não depender de mim o tempo todo ajuda nessa jornada, porque sei que se eu me ausentar, o negócio não para.

Além disso, não abrimos aos domingos e isso não gera impacto sobre nosso faturamento, o que nos dá tempo para realizar outras atividades que, atualmente, nos são fundamentais”.

 

Francine Murmura de Oliveira Rosa e Evaldo de Oliveira Rosa, ambos com 50 anos, são casados e franqueados da Megamatte.

“Evaldo é responsável pelo estoque e compras e Francine pelos pagamentos, funcionários e trabalha no caixa da empresa.

O envolvimento de ambos no negócio já estava planejado há anos, só não estava definido qual seria a franquia escolhida.

Os maiores benefícios são as conquistas e a confiança mútua. O desafio é não misturar assuntos da empresa com assuntos pessoais, tanto na empresa quanto em casa.

Para quem quer empreender junto com a família, não leve assuntos de trabalho para casa e nem misture assuntos pessoais no trabalho. É difícil, mas é importante ter persistência.”

Saiba mais sobre a franquia Megamatte.

 

Nédio Cerchi, 39 anos, é master fraqueado da Calzoon Sucos e Calzones em São Paulo. Atuam no negócio a sua esposa e sócia, Priscila Borghi, e sua filha Nicolli Cerchi.

“A Priscila cuida de toda a parte operacional da empresa, desde a contratação da equipe e treinamento, compras e tudo que envolve a satisfação do cliente, de forma que tudo esteja dentro dos padrões para o perfeito funcionamento da unidade.

A Nicolli cuida do atendimento do cliente no balcão, do planejamento de marketing e está diretamente ligada na geração de conteúdo nas mídias sociais da unidade.

A Priscila e eu desde quando nos conhecemos sempre tratamos e falamos muito de negócios, já empreendo há 12 anos e ela tem cargos de gerência há algum tempo, uma empreendedora nata.

A Nicolli foi uma grata surpresa, precisamos dela para dar uma força no atendimento e ela se saiu muito bem, acredito que tenha na veia a paixão pelo comércio herdada dos avós que estão há décadas trabalhando com atendimento ao público nas padarias da família.

Os benefícios são inúmeros, posso dizer que a confiança é o principal, e como todos serão muito beneficiados com o sucesso do negócio a dedicação é maior também.

Se planejem, é muito importante que o projeto escolhido tenha afinidade total entre todos os membros da família que vão fazer parte do negócio, definam tarefas e alinhem expectativas, e principalmente estejam preparados financeiramente para o desafio de empreender, é preciso falar de dinheiro e que todos saibam os riscos inerentes de qualquer negócio.”

Saiba mais sobre a franquia Calzoon Sucos e Calzonones.

 

Miriam Gonçalves, 62 anos, é franqueada de duas unidades da Arena Baby, uma no bairro do Rio Pequeno, em São Paulo capital, e outra em Osasco, também no estado de São Paulo.

“Tenho dois filhos envolvidos no negócio, desenvolvendo a gerência, um em cada unidade.

Apenas o meu filho mais velho entrou comigo no negócio e em menos de um ano o outro filho demonstrou interesse, daí a ideia de montarmos outra unidade da mesma marca.

O maior benefício de ter a família no negócio é poder contar com a disposição, interesse, comprometimento e confiança, qualidades difíceis de ser encontradas.

O desafio é manter o foco no negócio, tratando o familiar como um empresário, impedindo que os laços familiares se coloquem a frente como impeditivo de qualquer tomada de posição quando necessária.

Para os empreendedores que pretendam incluir a família em seus negócios eu diria que não se deve esperar do familiar mais do que se espera de outra pessoa, não exigir que o familiar trabalhe ou tenha o mesmo desempenho que você.

As pessoas são diferentes, o familiar pode ser até melhor que você, portanto o aceite como ele é.”

Saiba mais sobre a franquia Arena Baby.

 

Leila Batista, 44 anos, é franqueada da Gigatron unidade Osasco (SP).

Meu irmão Heleno trabalha na área comercial, vendas, apresentação e pós-vendas da unidade. Na primeira semana de Gigatron, meu irmão já entrou.

Expliquei a ele o negócio e em numa saída casual ele fez sua primeira venda e se envolveu totalmente, agregando ao sistema também a venda de equipamentos, fazendo uma complementação.

Minha filha, Ana Clara, indiretamente estava envolvida desde que comecei, mas era criança ainda. Ela acompanhava, tanto que quando ela começou oficialmente já sabia o sistema inteiro, apenas de me ‘ouvir’ falar, com um breve treinamento hoje ela comanda o suporte com mais duas pessoas.

Sem dúvida alguma, o maior benefício é a confiança, confio plenamente nos dois. O orgulho também. Eles vendem e se entregam ao sistema, ao projeto, ao negócio assim como eu, conhecem, valorizam.

Tenham paciência e discernimento, não é porque é da família que é obrigado a estar ali.

A remuneração, deveres e benefícios devem ser equivalentes a qualquer profissional da área e eles têm que ter a capacidade correta para exercer, não é impor e nem fechar os olhos para deficiência.

Os dois que trabalham comigo são competentes e fariam bonito em qualquer outro lugar.

Tenho muito orgulho de ter minha família perto, passamos isso aos clientes que também, na sua maioria, são formados por família, quando chego em um cliente, e não são poucos, e vejo a família lá junto, já comento que nós somos iguais. Tenho orgulho.”

 

Rene Perim, 59 anos, investiu na Água Doce Sabores do Brasil em 1998, na cidade de Avaré, São Paulo.

“Estão envolvidos diretamente no negócio minha esposa Nelci, que coordena a parte de administração financeira da empresa como principal função, como também ajuda no operacional quando necessário.

Meu filho Rene Vinícius, que está mais no operacional, focado no atendimento de forma geral, seja ele de clientes na casa (salão), assim como o atendimento de delivery pelos aplicativos e telefones.

E eu, Rene Perim, que tenho como foco o operacional na cozinha, coordenando todos os cozinheiros, com o objetivo de não deixar perder o padrão dos pratos, além de ir direcionando os funcionários na melhor forma de operar em certos momentos.

Todos nós estamos diretamente envolvidos na empresa, buscando sempre o melhor para os clientes e colaboradores.

Temos áreas em que estamos mais focados, porém todos estão de certa forma envolvidos e desenvolvendo um pouco de cada área, quando necessário.

O envolvimento da família foi acontecendo de forma gradual, visto que quando abrimos a empresa nossos filhos eram crianças.

Assim, conforme foram crescendo, foram se interessando e aprendendo a ajudar gradativamente. Após ambos se formarem, começaram a se envolver mais diretamente na empresa.

Minha filha, Franciele, se formou em gastronomia e logo que se formou começou a trabalhar na nossa cozinha, porém hoje foi seguir sua paixão que é na confeitaria e não está mais morando na mesma cidade que nós.

E meu filho, Rene Vinicius, se formou em Direito e está conosco desde então. Por fim, vemos que, a princípio, o planejado era somente o envolvimento meu e de minha esposa, porém, com o decorrer do tempo foram todos se ajudando e se interessando.

O maior benefício é o de dividir as tarefas. Sabemos que cada setor será liderado uma pessoa que vai querer realmente o bem e o sucesso da empresa. Além disso, é alguém de confiança e são pessoas que sabemos que vão agir de acordo com os princípios e a cultura que a empresa desenvolveu durante mais de 20 anos.

São atitudes que, possivelmente, se deixadas para terceiros poderia ter maior desinteresse do que quando são os próprios donos diretamente ligados a estas questões.

Os maiores desafios estão ligados às divergências de ideias, visto que em três fica mais difícil de se chegar a um consenso do que quando a empresa é propriamente de uma só pessoa.

Porém, há de se ver o lado mais positivo desse desafio, já que quanto mais pessoas pensando e engajadas na mesma ideia, tende a surgir ideias e atitudes que melhor solucionem os problemas.

Outro desafio, financeiramente falando, é o que a renda fica concentrada tudo em um lugar só.

A principal dica é usar tudo isso como uma ‘arma’ para desenvolver melhor o negócio, pois com a família envolvida você terá mais pessoas dispostas e engajadas para seguir os princípios e buscar o sucesso da empresa.

Além disso, terá mais ideias para discutir e chegar a uma ideia principal, poderá estrategicamente dividir as tarefas e ter os donos presentes em todos os setores da empresa, além de usar da intimidade que a família tem por si só para as discussões de crescimento e alavancagem.

Por fim, os benefícios são muitos e podem ser usados para solucionar muitos dos problemas que todas empresas enfrentam diariamente.”

Saiba mais sobre a franquia Água Doce Sabores do Brasil.

 

O casal Verônica Nunes e Adevaldo Ferreira de Alencar lidera a MicroPro Desenvolvimento Profissional e Comportamental de Itapetininga, cidade do interior de São Paulo.

A história de Verônica é comovente. Nascida em Brasília e criada em Porto Velho, Rondônia, pelo pai, que tinha mais oito filhos, ela se recorda da situação de alta vulnerabilidade social que a família enfrentou.

“Meu pai, pedreiro, analfabeto, fazendo o papel de pai e mãe ao mesmo tempo, não mediu esforços para educar os nove filhos com dignidade e, hoje, todos são pessoas de bem, trabalhadoras e honestas.

É para honrar a memória dele, todos os dias, que eu trabalho com afinco. Deixei meu pai e irmãos em Porto Velho em 2003 para tentar uma vida melhor no estado de São Paulo.

Em Americana, trabalhei em algumas funções dentro do segmento educacional e conheci a MicroPro em 2012, onde trabalhei por seis anos como supervisora na unidade de Santa Bárbara.

Meu marido desligou-se do seu trabalho e, juntos, decidimos investir em uma franquia MicroPro.

Meu esposo acreditou no meu sonho. Juntamos o dinheiro dele com uma quantia que minha irmã mais velha havia me enviado para dar entrada em uma casa. Minha irmã sempre foi muito importante e me ajudou muito também.

Não tenho palavras para dizer o que meu marido significou nesta etapa de minha vida. Sem o apoio dele, jamais eu teria dado o passo necessário para me tornar franqueada.

Nós nos mudamos de cidade e não foi fácil, a adaptação foi necessária para toda a família. Sem o apoio e o amor que sentimos, nada seria possível, minha filha de dez anos, Júlia, nos dá força para batalhar todos os dias. É por ela que lutamos”.

Saiba mais sobre a franquia MicroPro Desenvolvimento Profissional.

 

Eduardo Caires, engenheiro, 52 anos, franqueado do Divino Fogão desde 2002. Foi o primeiro integrante da família Caires a investir neste modelo de negócio.

Quatro anos depois, investiu na segunda unidade que é operada até hoje por sua esposa, Edna.

O crescimento dos negócios do casal chamou a atenção dos sobrinhos que, aos poucos, também foram entrando na franquia, cada qual com o seu restaurante e em determinada área geográfica não conflitante.

Atualmente, quatro sobrinhos e seus cônjuges, têm duas unidades cada.

Ao todo são 10 unidades administradas pela família (São Paulo, Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraná).

“Trazer parentes para a franquia traz a essência da administração, que está no DNA, garantindo um padrão e confiança no negócio.

Esta opção permite sinergia entre os familiares, estimulando a união dos mesmos em torno de um negócio comum, usufruindo os resultados trazidos por várias situações experimentadas.

As redes de franquia neste conceito também tornam o processo de crescimento nos negócios mais simples, sustentado no padrão estabelecido, com a divisão de tarefas pelos familiares.”

Saiba mais sobre a franquia Divino Fogão.

 

Rai Paschoto Silva Rufino, 24 anos, trabalha junto com a família na Gou Odonto em Trindade (GO).

“O meu núcleo familiar todo está envolvido no negócio. Meu irmão mais velho, o Raphael Paschoto, é odontologista e junto com meu pai são donos da clínica.

Eu e meu outro irmão estamos como gerente administrativo.

O nosso envolvimento partiu do nosso irmão mais velho. Por ser da área, ele sempre quis ter o próprio negócio e encontrou na GOU essa oportunidades.

Após isso, veio o interesse do meu pai entrar no consultório, alguns anos depois a família toda estava no negócio.

Como nos conhecemos e temos a intimidade familiar, tudo se resolve mais fácil e rápido dentro da franquia.

Se você quer ter uma franquia junto com a família, invista sem medo de errar, pois quando reúne a família tudo se resolve, os problemas vão existir em qualquer negócio, então vá em frente que com o apoio familiar tudo dá certo.”

 

Júlia Mareto, 22 anos, é franqueada do Instituto Gourmet Recreio (RJ)

“A família já possuía um negócio no ramo alimentício antes de entrar para o Instituto Gourmet.

Atualmente, eu atuo na gestão da franquia, responsável pelo financeiro e exercendo o papel de controle das atividades, contato com as gerentes administrativa e comercial, mas com foco no processo Administrativo da franquia.

Meu pai, José Cláudio, 55 anos, fica mais diretamente na outra empresa, mas o envolvimento dele com o setor comercial é constante, porém, mais remotamente.

Basicamente, eu fico responsável pela cobrança do administrativo e ele do comercial. Apesar da aparente separação, as duas áreas, e as respectivas gerentes, trabalham sempre juntas. É praticamente um time com membros com funções específicas.

Meus pais trabalham juntos desde antes do meu nascimento. Fundaram uma fábrica de tortas e sobremesas há 25 anos.

Quando eu estava para escolher a área de atuação na faculdade, aos 17 anos, resolvi optar por Administração, que fiz na PUC-Rio, pra poder ajudar na administração dos negócios familiares posteriormente.

Mas antes que eu finalizasse o curso, meus pais me surpreenderam com a compra da franquia do Recreio! Foi realmente inesperado já que eles só me contaram depois que fecharam a compra na ExpoFranchising em 2018.

Assim, desde sempre ficou estabelecido que eu seria a responsável pela franquia e que meus pais continuariam tocando a fábrica.

O maior benefício de ter uma família empresária é que os membros conseguem se dividir de forma que temos a certeza de que a gestão está sendo feita por pessoas que podemos confiar de olhos fechados. Isso é um fator importantíssimo para fazer as coisas evoluírem!

O desafio principal é dividir os momentos de família e trabalho… É muito comum acabar falando de problemas profissionais que acontecem na mesa de almoço do domingo.

Tenho uma irmã de 16 anos que ainda não se envolve nas empresas da família e para ela ainda é meio chato ouvir de problemas de trabalho que são inevitáveis de serem falados.

Acabamos ‘respirando’ trabalho quando estamos em casa, então temos que nos policiar para que os momentos em família não virem reuniões de negócios.

Tentar definir logo de cara qual vai ser o papel funções esperadas de cada um no negócio é bom pra não haver pontas soltas e falhas de comunicação.

Outro ponto é sempre dividir o que acontece com os sócios familiares. Ter uma gestão bem transparente e ser organizado para poder apresentar os resultados do que você está fazendo.

Isso vale muito para filhos, como eu, que são sócios operacionais e os pais os sócios investidores. Isso é muito importante já que quando a família faz investimentos em um negócio, é o benefício de todos que está em jogo!”

 

Veja a seleção que fizemos para você investir em negócios de família:

 

Negócios de família: Franquia Posé

Franquias de beleza - Posé

A Posé é uma clínica especializada em beleza expressa, com produtos e serviços agregados, com ambiente e qualidade de serviços diferenciados que resultam em maior satisfação do cliente. Conheça os diferenciais de ser franqueado.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA POSÉ

 

Franquia Sterna Café

Seja dono da sua própria cafeteria! O Sterna Café apresenta um modelo de negócio diferenciado e inovador, aliando rentabilidade, ambiente arrojado e produtos de qualidade. Prova disso é que a rede cresce a cada dia e conquista mais adeptos. Afinal, todo bom negócio, começa com um café.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA STERNA CAFÉ

 

Franquia Muniz Autocenter

Muniz Autocenter é uma rede de serviços automotivos que oferece troca de pneus, cambagem, alinhamento e balanceamento, conserto de todas, manutenção de freios, suspensão, sistema de arrefecimento e ar condicionado, troca de óleo. Não desista do seu sonho! Converse com a gente e seja franqueado.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA MUNIZ AUTOCENTER

 

Franquia SUPERA

A franquia SUPERA é um sistema de ensino e treinamento individualizado que visa ao desenvolvimento pessoal e profissional, potencializando a criatividade, a concentração, o raciocínio lógico, a autoconfiança, a autoestima, a disciplina e a perseverança. Desenvolve, também, conceitos como planejamento pessoal, relacionamento interpessoal, inteligência financeira, atitudes construtivas e muitos outros.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES da franquia

 

Negócios de família: Franquia Lugano Chocolates

O sabor artesanal de Gramado ao seu alcance! Agora você pode fazer parte desta marca sendo um franqueado e juntos podemos espalhar o sabor do chocolate e a delícia de empreender!

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA LUGANO

 

Negócios de família: Franquia Virtuosa Clínica Estética

A Virtuosa é uma clínica estética nascida na cidade de Joinville, em Santa Catarina. Com os ótimos resultados atingidos em cada unidade aberta, a Virtuosa decidiu iniciar seu programa de franchising. Faça parte de um dos segmentos que mais cresce no país, com a segurança de investir na franquia com o melhor retorno sobre o investimento.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA VIRTUOSA

 

Franquia Casa do Construtor

A Casa do Construtor, rede de franquias para construção civil e pioneira no segmento de locação de equipamentos de pequeno porte direcionados à construção civil, está há 25 anos no mercado. A Franquia Casa do Construtor é a maior rede de aluguel de equipamentos de pequeno porte da América Latina. Atuamos nos mercados de construção civil, limpeza e jardinagem.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA CASA DO CONSTRUTOR

 

Negócios de família: Franquia Tip Top

Franquia de roupas - Tip Top

Fundada em 1952, em São Paulo, a Tip Top, referência nacional em vestuário infantil, com foco em roupa para bebês, está no mercado há mais de 60 anos. A entrada no mercado de franquias ocorreu em 2008, com o objetivo de instalar uma rede de lojas tradicionais com 150 lojas pelo país. O projeto de Mega Store começou a ser desenhado em 2013, com a primeira unidade, com 600m² de área de venda e mais de 3 mil itens. Seja franqueado.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA TIP TOP

 

Franquia Loft

Franquias de Sucesso Franquia Loft

A Loft é uma marca onde o conceito de design é uma paixão. Somos a maior e melhor rede do segmento de acessórios para celular e gadgets no Brasil. O sucesso das nossas lojas e quiosques está na alta rentabilidade do negócio ao franqueado, uma das maiores do mercado.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA LOFT

 

Franquia Bob`s

Hoje a franquia Bob`s é nacionalmente reconhecida por seus produtos de excelente qualidade e com sabor genuinamente brasileiro. Receitas próprias e exclusivas foram desenvolvidas ao longo de mais de 50 anos, procurando atender o gosto e o paladar brasileiro. Daí o nosso slogan: `Gostoso é no Bob`s.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA BOB’S

 

Negócios de família: Franquia Empório Essenza

Franquias do Sul - Empório Essenza

Quem não gosta de aromas e cuidados? Invista em um negócio marcante: Franquia Empório Essenza, uma rede de lojas de cosméticos inspirados na natureza e nos vinhedos da Serra Gaúcha..

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA EMPÓRIO ESSENZA

 

Franquia Puket

Franquias até 500 mil Puket

A Puket é muito mais que uma rede de lojas meias, lingeries, homewear, pijamas, moda praia e acessórios de moda, somos referência em produtos que unem famílias e conectam pais e filhos. Um mundo repleto de cores vivas, onde a diversão é o que não falta. Faça parte desta rede de sucesso.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA PUKET

 

Negócios de família: Franquia Sorridents

Fundada em 1995, a Sorridents nasceu com o objetivo de trazer a todos o direito fundamental de sorrir, é uma das maiores e mais conceituadas redes de clínicas odontológicas com mais de 270 unidades. Faça parte desta rede de sucesso, seja franqueado.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA SORRIDENTS

 

Franquia Jorge Bischoff

Em quase duas décadas de história, a grife JORGE BISCHOFF construiu uma imagem sólida, reconhecida pelo design, pela elegância e pela qualidade, vantagens competitivas que se destacam no mercado nacional e já despontam também no exterior.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA JORGE BISCHOFF

 

Franquia Pink Lash

Franquia barata Pink Lash

A maior rede de franquias de extensão de cílios no Brasil! O método Pink Lash é direcionado a todas as mulheres que buscam embelezar o olhar, ter maior praticidade sem abrir mão da saúde dos fios naturais. Conhecido pela qualidade diferenciada em extensão de cílios, o método Pink Lash oferece uma experiência sem traumas, fios sintéticos colados individualmente em cada cílio natural.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA PINK LASH

 

Negócios de família: Franquia The Kids Club

O método THE KIDS CLUB foi implantado no Brasil em 1994, e vem se expandindo dia a dia. Atualmente, possui unidades em todo o país, oferecendo curso de inglês para crianças a partir de 2 anos de forma dinâmica, divertida e exclusiva.

 

Franquia Caverna do Dino

Uma rede de franquias de vestuário infantil que explora o segmento bebê e infantil e que se tivesse uma forte identificação com o público alvo de todo o território nacional.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA CAVERNA DO DINO

 

Negócios de família: Franquia Bubble Mix Tea

A Bubble Mix Tea é uma empresa especializada no preparo do bubble tea, uma bebida de origem taiwanesa que possibilita combinações deliciosas, saudáveis e divertidas de chás, café, cremes, aromatizantes naturais, pérolas de tapioca, poppings e jellys. Seja dono de uma franquia que faz o melhor gelado do Brasil.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA BUBBLE MIX TEA

Franquia O Burguês

Inovamos o mercado de hamburgueria delivery no Rio de Janeiro! Com nosso modelo de negócio de administração simples e risco baixo, alcançamos números altamente expressivos! Seja O Burguês!

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA O BURGUÊS

Negócios de família: Franquia Casa Bauducco

Franquias para aposentados - Casa Bauducco

A Casa Bauducco nasceu em 2012, um mix de cafeteria e empório com produtos exclusivos Casa Bauducco. A ideia é aproximar a histórica empresa familiar do seu público. Uma das irresistíveis atrações é a nossa fatia de Panettone ou Chocottone aquecida na chapa, polvilhada com açúcar e canela. Um sucesso!

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA CASA BAUDUCCO

 

Franquia Dr. Shape

Rede de franquias de suplementos alimentares e artigos esportivos, a franquia Dr. Shape é uma marca forte e consagrada, podendo explorar a loja física, delivery planejado, pontos de venda avançados e serviços especializados.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA DR. SHAPE

 

Negócios de família: Franquia Snack Saudável

A Snack Saudável é maior rede de franquias do Brasil especializada em alimentação saudável! Presente em todas as regiões do Brasil, a Snack Saudável é uma franquia que se originou da necessidade da uma mãe para mandar lanches saudáveis para suas filhas. Saiba mais sobre esta grande rede.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA SNACK SAUDÁVEL

 

Franquia Bio Mundo

Franquia Bio Mundo

Bio Mundo é a loja de produtos naturais que vem promovendo saúde e bem estar à vida das pessoas desde 2015, quando suas portas foram abertas pela primeira vez, em Brasília. Com estratégia agressiva, ousada e bem planejada, em pouco tempo expandiu o mercado, aumentando expressivamente o número de lojas e aderindo ao processo de franquias.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA BIO MUNDO

 

Investir em franquias — Le Biscuit

Franquias de decoração - Le Biscuit

Le biscuit foi fundada em 1968, na cidade de Feira de Santana, na Bahia. A marca cresceu aos poucos e em 1992 seu processo de expansão começou com abertura da primeira loja em Salvador e Aracaju. É uma rede de lojas especializadas em artigos para o lar. Rede de sucesso com mais de 130 unidades.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DA FRANQUIA LE BISCUIT

 


 

Agora que você conheceu relatos de ter negócios de família, veja também: