PIX está extinguindo o dinheiro?
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

PIX está extinguindo o dinheiro? Empresários e especialistas apontam que sim

18/03/2022

Para alguns lojistas da American Cookies, rede especializada no cookie americano, transações via PIX já superam o pagamento em dinheiro

Em pouco mais de um ano em operação no país, o pagamento via PIX já é responsável por mudanças significativas nos meios de pagamentos instantâneos. Segundo dados da 13ª Pesquisa de Impacto da Pandemia do Coronavírus nos Pequenos Negócio, realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) no final de novembro, 86% dos pequenos negócios já utilizam essa modalidade de pagamento. Em alguns empreendimentos, como em algumas lojas da American Cookies, rede brasiliense especializada no cookie americano, as transações via PIX já superam as realizadas com dinheiro físico.

“Em Goiânia, por exemplo, já temos unidades com pagamento via PIX superiores ao dinheiro em espécie. Em dezembro, tivemos o crescimento de 105% nesse modelo. Além de ser um meio prático e seguro, já que o cliente não precisa andar com um valor considerável em mãos, também é um sistema que facilita a vida do empresário. O controle do caixa é feito de forma eficaz e rápida e as taxas, normalmente cobradas nas transações com cartão, são bem menores”, explica a sócia-fundadora da rede, a brasiliense Francielle Faria.

Desde que o pagamento via PIX foi criado, há pouco mais de um ano, já foram realizadas mais de 1,2 bilhão de transações, que movimentaram R$623 bilhões. Para a educadora financeira, Aline Soaper, a transação é prática e ágil, mas exige atenção por parte dos consumidores. “O pagamento via PIX é um facilitador, mas pode se tornar um problema para quem não sabe controlar bem as finanças. Como o dinheiro não está na mão, ou seja, não se vê, a tendência é usar e, após um tempo, perceber que gastou mais do que precisava ou podia. Por isso, é importante ficar atento ao uso desse dinheiro. Colocar limite nas transações diárias, além de servir como um controle, também pode contribuir para evitar golpes financeiros”, esclarece a educadora financeira.

Para a empresária à frente da American Cookies, Francielle Faria, o sistema facilita a vida dos clientes e dos franqueados e promete ser um recurso que tende a ganhar cada vez mais adesão. “Sem dúvidas, aos poucos, o dinheiro deve ficar para trás, permanecendo assim as compras via PIX e cartão de crédito ou débito”, conclui a empresária.

NOTÍCIAS RELACIONADAS