Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

Escolha pelo menos um opção para sua busca

ABF participou da Feira Internacional de Macau (MIF)

31/10/2008

A convite da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos APEX-Brasil, a Associação Brasileira de Franchising (ABF) participou da Feira Internacional de Macau (MIF), que aconteceu entre os dias 23 e 26 de outubro, representada pelo Diretor de Mercado Internacional do O Boticário, Roberto Garcia Neves.

O evento foi realizado no Hotel Cassino e Shopping Venetian e contou com uma grande estrutura e alto padrão de organização. `A infra-estrutura do local era impressionante, um hotel muito imponente com grande área de lazer e entretenimento, mais de três mil quartos e três mil mesas de jogos`, admirou o diretor.

O executivo fez uma apresentação sobre o desenvolvimento e o crescimento do franchising brasileiro e falou, também, dos trabalhos desenvolvidos pela ABF, sua representatividade junto ao Governo e ao setor, além dos desafios e objetivos da entidade em busca do constante crescimento e disseminação do sistema.

Neves participou do painel sobre os aspectos investigativos e as tendências do franchising no mundo, que contou com a participação de  representantes da Associação de Franquias dos Estados Unidos, máster franqueado do McDonald`s na China e representantes da Amcham na China, entre outros.

O executivo levantou informações sobre o mercado de Macau para apresentar aos empresários brasileiros interessados em expandir sua marca para a região. `Fiz um levantamento sobre os custos para instalar uma empresa em Macau, como custos de espaço, de vida, logístico, e outros`, explica Neves.

Macau quer se consolidar como um Hub de turismo para a região asiática, se posicionando como ponto estratégico sem comprometer a economia da China.

Segundo Neves não existem grandes diferenças entre Macau e o mercado ocidental, apresentando valor agregado para o consumidor o negócio pode ser instalado sem a necessidade de muitas adaptações, independente do segmento.

`Acho que a melhor estratégia para instalar uma marca na região é pensar em montar uma estrutura com rede de lojas entre Macau e Hong-Kong, após se estabelecer nessas cidades a empresa se fortalece para entrar na China`, explica o executivo.
 
O segmento de fast food tem boas oportunidades de crescimento em Macau, pois esse mercado ainda é carente. `Se a marca apresentar qualidade e preço competitivo tem grandes chances de sucesso, embora seja um investimento para retorno a médio prazo`, afirma.

NOTÍCIAS RELACIONADAS