Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Ricardo Camargo e Luiz Henrique do Amaral assumem diretoria executiva do World Franchise Council

08/08/2007

No segundo encontro anual do World Franchise Council, que reuniu  representantes de 21 países em Kuala Lumpur, capital da Malásia, entre 31 julho e 03 de agosto,  os representantes da  ABF, Ricardo Camargo e Luiz Henrique do Amaral, foram eleitos secretários executivos da instituição.

Em março de 2009, na primeira reunião do ano, que acontecerá em Paris, ocorrerá a cerimônia de posse dos novos representantes do WFC. O mandato é de quatro anos. Ricardo e Luiz Henrique substituirão a atual secretária executiva que é da Bélgica.

Clique aqui e confira os Países membros da WFC

Com a nova eleição, Luiz Henrique do Amaral, deixa ser o vice-presidente jurídico internacional do WFC, passando essa responsabilidade para o representante da Grécia.

Para Artur Noemio Grynbaum, presidente da ABF, ter membros da entidade no comando de instituições que representam mundialmente o setor é uma grande conquista. `Isso mostra o pioneirismo e credibilidade da ABF e também coroa o profissionalismo do franchising brasileiro`, afirmou.

Durante a reunião da Malásia, o WFC também aprovou o ingresso da Coréia do Sul no grupo.  Participaram da reunião, representantes dos seguintes países, entre outros: Inglaterra, Alemanha, França, Turquia, Egito, Austrália, Estados Unidos, Brasil, México, Filipinas, Hong Kong, Indonésia, Malásia e Japão. Dubai participou como observador da reunião.


O World Franchising Council é uma entidade que reúne associações de franquias de todo o mundo. A organização foi fundada em 1994 e conta atualmente com cerca de 38 países membros entre eles Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, China, República Tcheca, Dinamarca, Egito, França, Alemanha, Itália, Portugal, Estados Unidos, Grécia, Japão, Rússia e México. O WFC tem como objetivo informar seus membros sob o desenvolvimento mundial do franchising  e representar o sistema para órgãos internacionais.

NOTÍCIAS RELACIONADAS