De professor universitário a empreendedor e franqueado de escolas
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

De professor universitário a empreendedor e franqueado de escolas de inglês


08/10/2021


Raimundo Alvino Junior começou como professor substituto e hoje é dono do próprio negócio em Salvador

Professor é a carreira que dá base para todas as outras, não existiriam médicos, engenheiros, arquitetos ou qualquer profissão sem a orientação de um bom educador. A docência também pode ser um alicerce para o seu próprio caminho profissional e empreendedor. Esse é o caso de Raimundo Alvino Junior, que começou dando aulas de substituição na faculdade de Turismo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e, atualmente, está à frente de sua própria escola como franqueado da Minds Idiomas em Salvador.

Em um contexto nacional de crise econômica e desvalorização do cargo de professor, uma opção para muitos interessados no setor educacional é investir no empreendedorismo dentro da área. Dentro do franchising, os negócios de cunho pedagógico têm um crescimento promissor recentemente, com aumento de cursos profissionalizantes, de idiomas e reforço escolar, por exemplo. Tal aumento é evidenciado pelos dados da ABF – Associação Brasileira de Franchising, que apontam faturamento de R2.691 milhões apenas no primeiro trimestre de 2021. O segmento de franquias especializadas em educação teve, nos 12 meses acumulados, movimento de R10.686 milhões.

Para Raimundo, que sempre teve uma veia comercial forte, uma das motivações para se tornar um franqueado foi o desejo de agregar e contribuir para o crescimento de uma marca que já confiava. Antes de assumir a chefia da Minds Idiomas na capital baiana, ele passou pelo setor comercial da franqueadora:

“A valorização do inglês no país e estar antenado nisso junto com o fato de eu conhecer bem a Minds e o corpo diretivo da franqueadora criaram um cenário de oportunidades que me deu muita confiança para investir”, conta o pernambucano que entrou na Minds Idiomas com 32 anos e, agora, aos 43 anos e pai de dois filhos, se sente integrado à marca e seu crescimento.

Ele ainda reitera que a experiência como educador foi diferencial para sua trajetória dentro do empreendedorismo. O mesmo se aplica com os professores que, assim como Raimundo, sempre inspirado pelos ensinamentos de Paulo Freire, priorizam os interesses do aluno e valorizam seu potencial, independente do talento a ser desenvolvido. Esses alicerces podem ser praticados dentro do empreendedorismo e são qualidades muito valorizadas no meio.

“Eu deixei a docência porque, como empreendedor, a gente precisa acompanhar todos os processos do pilar pedagógico, do pilar administrativo e do pilar do marketing. Mas professor sempre se mantém professor, professor é uma carreira que nunca sai de você, ela nunca deixa de existir“, comenta Raimundo.

 

Família é a base do empreendedorismo

Raimundo Alvino Junior é um dos cinco filhos de Raimundo Pai e dona Ilka e sempre recebeu dos pais os valores de humildade, cuidado ao próximo e do valor do trabalho. Ele coloca em prática esses ensinamentos em seu negócio e na sua família: ” Eu tenho mais quatro irmãos e nós temos muita harmonia familiar. Então, a minha referência de família é de ter tido apoio dos meus projetos na maioria das vezes foi muito positivo.”

Ele é motivado a continuar empreendendo por estar conectado com pessoas que, hoje, considera parte de sua família. A partir dessa base familiar, ele se valoriza a sensação de liberdade, autonomia, empoderamento e a satisfação de gerar resultados:

“Empreender é vencer os desafios do dia-a-dia e, ao mesmo tempo, projetar lá na frente. Não se chega lá sozinho, você chega em equipe, e quando você procura transformar a própria vida, você tá ali fazendo a diferença na vida de outras pessoas”

 

Sonhos e expectativas da Minds Idiomas em Salvador

“Eu tenho apenas uma unidade, mas eu penso daqui a cinco anos em investir em outros formatos dentro da própria franquia para que a gente possa participar melhor do processo de expansão. O que eu quero é estar junto com a marca, expandindo-a e ele estaria na Bahia, esse é o meu sonho para daqui a cinco anos.”

NOTÍCIAS RELACIONADAS