Histórias do franchising microfranquia: veja vantagens de investir
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Histórias do franchising: Investir em uma microfranquia vale a pena?


16/11/2021


Histórias do Franchising Microfranquia

Microfranquia nada mais é do que uma franquia com um investimento inicial menor.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), é considerada uma microfranquia os negócios que têm investimento inicial de até R$ 105 mil.

Investir em uma microfranquia tem muitas vantagens.

Uma delas é a possibilidade de trabalhar exclusivamente Home Office, já que há muitos modelos de negócios que permitem esse formato de trabalho.

Mas também há modelos presenciais, como quiosques em shopping, que fazem sucesso!

Outra vantagem é, justamente, o valor inicial menor, o que torna esse tipo de negócio mais acessível.

Além disso, o menor investimento também reduz o prazo de retorno, o que também é ótimo para quem está começando um negócio.

Com tantos benefícios, pode ser que você se pergunte:

Será que investir em uma microfranquia vale a pena? ou até mesmo: Será que investir em uma microfranquia é tudo isso mesmo?

Muitos empreendedores já perceberam o quanto o modelo de microfranquias é interessante e, por isso, decidiram investir neste tipo de negócio.

Com isso, eles conseguiram conquistar objetivos e superar dificuldades.

Fabiano Medeiros de Souza quem o diga.

Hoje ele é microfranqueado do Doutor Sofá, mas passou por muitas dificuldades antes de investir na microfranquia.

O ano de 2018 foi muito difícil para ele, pois sua mãe enfrentava um câncer de mama e havia sido desenganada.

Além disso, Fabiano temia perder seu emprego, pois seu salário era alto pelos padrões da empresa que trabalhava.

Em busca de alternativas, conheceu a Doutor Sofá em março de 2018.

“Nosso primeiro contato foi mais para conhecer a Doutor Sofá e sua forma de trabalhar, mas como estava empregado ainda ficou em off”, conta Fabiano.

Em outubro de 2018 sua mãe veio a falecer e em novembro ele foi mandado embora após 18 anos de trabalho.

“Veio a incerteza, pressão alta, e o medo do que aconteceria dali pra frente”, comenta Fabiano.

Foi então que ele decidiu investir na Doutor Sofá e comprou uma primeira unidade em Santo André.

“De lá pra cá foi só sucesso, adquirimos outra unidade, em São Caetano, e nossa vida deu uma guinada que nem em meus melhores sonhos poderia imaginar.

Melhorou tudo financeiramente, minha pressão normalizou, segundo o médico especialista era psicossomática, e o melhor de tudo foi a melhora na qualidade de vida em si, pois passo mais tempo com minhas filhas e sou dono do meu negócio”, conta Fabiano.

 

Microfranquia: uma ótima alternativa para começar um novo negócio

Outra história interessante de microfranqueados é a de Flávia Cardoso.

Cabeleireira e massoterapeuta de formação, Flávia Cardoso, atuou durante alguns anos nas duas profissões de forma autônoma, mas em 2019 foi acometida por um problema no ombro, o que a impediu de continuar trabalhando nestas áreas.

Depois de um tempo pensando em como se reinventar decidiu abrir uma distribuidora de lingeries onde todos os produtos eram consignados.

O que pareceu inicialmente ser maravilhoso já que isso “diminuiria” os custos de investimentos iniciais, foi o que tirou muitas noites de sono da empreendedora, já que a mesma era obrigada a utilizar o mesmo formato consignado para entregar as peças às consultoras, além de pagar impostos altíssimos para receber a mercadoria no seu estado.

“Ao invés de dormir eu passava a noite pensando se as consultoras a quem eu havia confiado mais de R$1000,00, cada uma, iriam retornar no final do mês, eu expressa à fábrica toda a minha insegurança e eles apenas me diziam q o formato era esse, e no caso de prejuízos o custo era todo meu”, relata Flávia.

A empresária entendeu que o modelo de negócio era totalmente perigoso e de baixo lucro, isso a deixava insatisfeita e insegura.

Junto com o marido começou a buscar algo mais sólido, que houvesse clareza.

Conversaram com muitas redes de franquias, de vários ramos de atividades, e nessa longa procura encontraram o SPA Express.

A transparência apresentada pela franqueadora, e o relato de outras franqueadas foram determinantes para a escolha.

“Falei com outras franqueadas que me motivaram muito com suas histórias.

No entanto, solicitei o contato de uma franqueada que tivesse fechado sua unidade, queria ouvir o outro lado, mas a resposta de que essa pessoa não existia, foi decisiva, neste momento tive a certeza que o negócio era bom, afinal mais de oito anos no modelo franchising e ninguém fechou uma operação”, conta.

A empreendedora se  desfez imediatamente da distribuidora de lingeries e mergulhou de cabeça, corpo e alma neste negócio.

“Hoje estamos, eu e meu esposo, satisfeitos e nos sentindo bem sucedidos diante de toda nossa entrega e trabalho.

Na rede temos segurança, pois sempre somos acolhidos e ouvidos quando precisamos.

Há 3 meses nossa unidade está em funcionamento e vem em crescimento desde então.

A prova da nossa satisfação é o fato de termos adquirido uma nova operação”, conclui a franqueada da SPA Express, rede de SPA a domicílio.

SAIBA MAIS SOBRE A FRANQUIA SPA EXPRESS

 

Microfranquia: novas oportunidades para vencer as adversidades 

Muitas vezes fazemos planos para o futuro e eles não dão certo.

O que fazer nesse momento?

Encontrar uma microfranquia que combine com o seu perfil!

O casal de baianos Maria Guimarães e Tiago Souza tinham empregos que exigiam muitas viagens.

Cansados do deslocamento e com vontade de empreender, decidiram aceitar o convite da amiga de infância e sair de Salvador e partir para Juazeiro do Norte com a empreitada de abrirem, em sociedade com a amiga, uma loja de colchões em um shopping da cidade.

Seis meses mais tarde, a relação com a sócia não deu certo e decidiram sair.

Com sensação de fracasso, não quiseram voltar para Salvador, mas o sonho de empreender ainda permanecia, com medo e sem dinheiro para investir em algo novo, optaram por uma franquia consolidada no mercado.

Em 2018 abriram a primeira unidade da CleanNew, rede especializada em higienização e blindagem de estofados.

Com o sucesso, o CEO da marca, Fritz Paixão, ofereceu a unidade de Fortaleza para o casal e em janeiro de 2019 assumiu a segunda unidade. 

A história de Jean Carlo, franqueado da Premiapão, é um pouco diferente.

Ele tinha uma oficina automotiva em Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul há 12 anos.

Com o início da pandemia e as restrições ao comércio, tentou renegociar o contrato de aluguel, mas em junho de 2020, sem muita opção, precisou fechar a oficina.

Jean começou a procurar na internet franquias com investimento baixo para que pudesse empreender, foi assim que conheceu a PremiaPão, rede especializada em anúncios em sacos de pão.

Após ponderar alguns pontos, adquiriu a franquia em janeiro deste ano.

Porém a situação ainda não estava tranquila, por morar numa cidade que faz fronteira com o Uruguai, as restrições ainda estavam muito fortes.

Depois de alguns meses de persistência, Jean Carlo já faz planos com o faturamento da empresa.

Já Ilana Albuquerque, 46 anos, trabalhou como editora-executiva de um portal de notícias por muitos anos em Natal (RN).

Formada em jornalismo, a potiguara cobria eventos sobre empreendedorismo e sempre sentia vontade de se desafiar.

Quando o portal de notícias no qual trabalhava fechou, achou que seria a oportunidade, pois o mercado de jornalismo na sua cidade estava encolhendo.

Após pesquisas e participações em feiras de franquia encontrou o que procurava na Acquazero, pois a franquia tinha todos os requisitos que buscava para empreender:  Investimento baixo, modelo home office, segmento que gostava de trabalhar (carros), além de ter algo no qual pudesse usar algum talento que já tinha (lidar com pessoas e network).

Ilana investiu R$ 15 mil inicialmente para montar uma unidade de atendimento delivery que não precisasse usar a energia do condomínio.

“Pois aqui muitos não permitem essa prática.

Esse seria meu diferencial.

Comecei a empreender em setembro de 2020, enfrentei um grande desafio logo de cara: a pandemia.

Depois foram os desafios do dia a dia, como a busca de clientes e conscientizar as pessoas de que limpeza ecológica é melhor para o carro e para o planeta”, diz.

A empreendedora pontua que possui parceiros nos negócios e não funcionários.

“Eu entrei com a gestão e eles com a mão de obra.

Dividimos custos e lucros. Assim, também reduzo custos da operação, incentivo o empreendedorismo de outras pessoas e gero renda”, finaliza.

 

Histórias do franchising microfranquia: trabalhando na profissão que ama

Paula Roberta Rocha Damásio Castro, de 40 anos, é formada em Letras e Pedagogia, e atuava como professora efetiva do estado de Minas Gerais há anos. Após seu esposo ser transferido para Mogi das Cruzes (SP), ela resolveu pedir exoneração do trabalho.

Paula aproveitou esse momento para ficar mais perto dos filhos. Fora do mercado há quase dois anos, ela não queria mais voltar à função anterior como professora e enfrentar uma sala de aula cheia.

“O meu plano pessoal era encontrar uma forma de trabalho on-line dentro da área de educação.

Nunca me imaginei sendo empreendedora, ainda mais a frente de uma franquia.

Mas me identifiquei tanto com o modelo de negócio da Monitorias Reforço Escolar que resolvi arriscar”, diz a empreendedora que abriu uma unidade há cinco meses.

Paula investiu cerca de R$ 8 mil (incluso taxa de franquia e capital de giro) no novo empreendimento.

Ela conta que a franquia foi um investimento interessante, tanto para contribuir com a superação das dificuldades geradas pela pandemia sobre as famílias quanto para sua vida pessoal e profissional.

“A pandemia acabou provocando um número ainda maior de alunos com defasagem e necessidades específicas de aprendizagem.

Além disso, os pais estão enfrentando inúmeras dificuldades no acompanhamento da educação dos filhos.

Hoje recebemos pais de escolas públicas em busca de ajudar os filhos no aprendizado, mas a procura maior é por alunos da rede privada, principalmente aqueles que irão passar pela avaliação do Enem e prestar vestibular”, diz.

Paula afirma que hoje encontrou sua realização profissional.

A possibilidade de estar próximo aos filhos, trabalhando da própria casa e na sua área de formação tem superado suas expectativas, que segundo ela, o negócio só tende a crescer ainda mais, principalmente nesse momento de retorno às aulas de forma presencial em alguns estados.

Rodrigo Pelagano tem uma história parecida com a de Paula, mas no ramo da tecnologia.

Ele começou a trabalhar em uma empresa como desenvolvedor de software em 2002, com o tempo, se aprimorou na área comercial, principalmente como suporte e atendimento ao cliente.

Foi quando teve o primeiro contato com a franquia Gigatron Franchising – rede com foco em soluções de software.

Com o sonho de ter o próprio negócio, Rodrigo amadureceu a ideia de empreender, e aproveitou o dinheiro do acerto do antigo trabalho para abrir seu empreendimento em Ibitinga (SP).

“Investi e acreditei no modelo de negócio da Gigatron para eu fazer o que fazia de melhor, que é a parte de consultoria, suporte e treinamento.

Posso afirmar que estou realizado com o meu trabalho”, diz.

O empreendedor enfatiza sobre a importância de contar com um suporte eficaz e rápido, além da franquia estar antenada em oferecer as melhores soluções do mercado e acompanhar as tendências.

“O mais interessante é que todas as vezes que precisei de auxílio e suporte a franqueadora me ajudou de forma muito rápida, isso é importante, porque não deixo meu cliente esperando”, finaliza.

 


Agora que você conferiu histórias de franqueados que investiram em microfranquias, veja outros artigos que irão ajudá-lo(a) a empreender:

 


Veja também:

Você quer adquirir uma franquia e tem dúvidas? Aqui temos um guia completo sobre o sistema de franchising para que você esclareça todas elas. Como adquirir uma Franquia

Conheça os detalhes de um contrato de franquias e o que deve ser analisado antes da assinatura. Temos vários artigos para você consultar, acesse agora mesmo. Saiba tudo sobre o contrato de franquias

Entenda como é o passo a passo para comprar uma franquia, o que você deve perguntar para o franqueador e saber sobre a rede e ter mais confiança no negócio. Como funciona o processo seletivo de uma franquia

 


 

Confira também o curso Entendendo Franchising da ABF.

Com linguagem simples e exemplos práticos, trata-se da capacitação ideal para quem deseja conhecer e se envolver com o universo das franquias.

Se você quer se tornar um franqueado de sucesso este é o caminho para você se capacitar.

 


 

Acesse os conteúdos que temos aqui no Portal do Franchising, conhecer mais sobre franquias e as redes franqueadoras associadas, veja:

  • Saiba o que é franquianesta cartilha completa com informações essenciais para quem quer entrar no mundo do franchising, seja franqueador ou franqueado
  • Conheça as franqueadoras mais contempladas com o Selo de Excelência em Franchising da ABF ao longo dos últimos anos. Elas são consideradas pelos próprios franqueados como franquias excelentes para se gerir

  • Encontrar a franquia certa é o sonho de todo mundo que quer abrir um negócio próprio. Tem vários caminhos para isso, nenhum é fácil, porque talvez o mais fácil mesmo, é evitar escolher a franquia errada, e nisso podemos te ajudar bastante, confere aqui!