Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Franchising fatura R$ 43,122 bilhões no 2º trimestre, veja o segmento que mais cresceu

09/08/2019

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) divulgou o seu balanço trimestral, com dados que mostram um crescimento positivo no franchising, tanto no faturamento, quanto no número de unidades e no de empregos gerados.

Segundo a pesquisa, o setor de franquias cresceu 5,9% no 2º trimestre de 2019 se comparado ao mesmo período do ano passado, com uma receita de R$ 43,122 bilhões.

Crescimento no franchising números

 

 

 

 

 

 

 

o aumento no semestre foi de 6,4% (R$ 79,496 bilhões para R$ 84,586 bilhões).

O desempenho positivo está relacionado com a abertura de novas unidades e também com a aderência de franquias de serviços.

Outro motivo é que as franquias estão em busca de inovação, tanto em processos internos que tornam as operações mais eficientes, quanto em soluções que atendam aos desejos dos consumidores atuais.

“Os dados mostram que o setor de franquias manteve sua trajetória gradativa de crescimento, grande parte em virtude dos seus fundamentos básicos, como trabalho em rede, ganhos em escala, marcas consolidadas, treinamento contínuo, dentre outros fatores”, afirma André Friedheim, presidente da ABF.

Outro dado positivo da pesquisa é o aumento de 10% no número de empregos diretos do franchising frente ao mesmo período de 2018.

Para o ano, a ABF projeta um crescimento de 7% do setor em faturamento.
 

Franquias de Serviços e Outros Negócios em destaque

Todos os 11 segmentos elencados pela ABF registraram variação positiva no segundo trimestre frente ao mesmo período de 2018.

Mas o segmento que mais cresceu no segundo trimestre foi o de Serviços e Outros Negócios, com alta de 8,9%.

Segundo a ABF, contribuíram para esse avanço o aumento da demanda por serviços administrativos e processos de automatização, a atuação de fintechs e de fornecedores da cadeia de meios de pagamento e crédito.

Ao observarmos o desempenho dos segmentos no 1º semestre de 2019, Serviços e Outros Negócios também lidera, com crescimento de 9,3%.

As franquias de Serviços Educacionais são segundo lugar entre os que mais cresceram no entre abril e junho, com variação de 8,7%.

O bom resultado se justifica pela forte investimento das franquias de educação em novos modelos, mais alinhados às demandas da sociedade atual.

O aumento da confiança do consumidor no 1º trimestre, que alavancou investimentos de longo prazo, e o período de renovação de matrículas também explicam esse crescimento.

O terceiro melhor desempenho foi registrado em Comunicação, Informática e Eletrônicos, com 8,5%.

O segmento cresceu no período, alavancado especialmente pelos reparos de aparelhos eletrônicos e venda de acessórios.

Saúde, Beleza e Bem-Estar ficou em quarto lugar (6,6%), puxado pelo bom desempenho das redes de odontologia, saúde e farmácias no período pesquisado.

O segmento Casa e Construção (6,0 %) ficou em quinto lugar, favorecido especialmente por reformas.

Crescimento no frachising ranking

 

Muito além do eixo Rio-São Paulo

No segundo trimestre, o volume de unidades de franquia em operação no País chegou a 159.656.

O movimento de abertura e fechamento de lojas na comparação entre os meses de abril a junho deste e do ano passado teve um saldo positivo de 2,1%, com 4,3% operações abertas e 2,2% fechadas.

A pesquisa da ABF indica também que o movimento das franquias para além do eixo Rio/São Paulo mantém sua trajetória.

Tanto em termos de faturamento, como de unidades, houve um aumento da participação das Regiões Sul (9,7% para 10,3% em faturamento), Nordeste (13,6% para 13,9%) e Centro Oeste (8,4% para 8,6%) no total do mercado.

Em relação aos Estados, os que mais ganharam participação foram Santa Catarina (4% para 4,5% em faturamento), Mato Grosso (1,9% para 2,1%) e Minas Gerais (7,7% para 7,9%).

“As redes continuam a cultivar sua estratégia de buscar novos mercados e consumidores, aumentando sua capilaridade. O Brasil é um País muito grande, com várias ilhas de prosperidade nem sempre tão conhecidas. Esses mercados, de forma geral, apresentam menos concorrência, custos menores e um consumidor ávido por grandes marcas, sendo uma ótima oportunidade para o setor”, observa o diretor executivo da ABF Marcelo Maia.

 


Agora que você viu que o crescimento no franchising é promissor, encontre uma franquia para chamar de sua: