Os caminhos da internacionalização de franquias nos Países Árabes

30/06/2006

Em uma iniciativa da APEX Brasil e Associação Brasileira de Franchising (ABF) com apoio da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB), ocorreu no último dia 29 de junho, na sede da Câmara em São Paulo, o seminário Os caminhos da internacionalização de franquias nos países Árabes

O objetivo inicial deste projeto é atrair e capacitar as empresas interessadas neste mercado com ênfase nos setores, acessórios pessoais, vestuário, perfumaria e cosméticos.

O encontro retratou diversos assuntos com foco nas áreas econômica e cultural e demonstrou que o mercado Árabe está em franco crescimento e é altamente receptivo para novos negócios.

Segundo Michel Alaby, diretor de Comércio Exterior da Câmara Árabe-Brasileira, é possível fomentar as relações entre o Brasil e os Países Árabes através das oportunidades de negócios e o fortalecimento das relações diplomáticas. `Estamos realizando este trabalho juntamente com a ABF e a APEX para mobilizar as franquias brasileiras para os Países Árabes`, afirmou o executivo.

Os Países Árabes oferecem atratividades que possibilitam a entrada das marcas brasileiras com mais flexibilidade na região. São livres de protecionismo, altamente competitivos e possuem barreiras tarifárias entre 4% e 40%. O PIB chega a US$ 1,03 trilhão, tem uma população de 32,3 milhões de habitantes e uma importação per capita de US$ 902, ou seja, de duas a três vezes a do Brasil.

Para Monique Sallas, gerente de Projetos Unidade de Eventos Internacionais da APEX Brasil, o evento ajudou os empresários brasileiros entenderem o mercado Árabe e é uma demonstração de como serão os próximos passos rumo a internacionalização para estes Países. `A APEX vai utilizar a expertise da ABF em franquias para a sensibilização e preparação dos investimentos, acreditamos neste modelo, somos entusiastas e parceiros deste setor`, declarou, Monique.

Os representantes da ABF no encontro – Ricardo Camargo, diretor executivo, João Batista da Silva, diretor de Cursos e Eventos da ABF e Rogério Feijó, gerente de Relacionamento, ressaltaram que são inúmeras as oportunidades no exterior, no entanto é preciso conhecer muito bem as peculiaridades de cada região ou país.  `O objetivo da ABF é preparar um mercado sadio para facilitar e fortalecer a expansão do sistema`, explica Camargo.

O evento contou ainda com a presença de Wagner Lopes de Almeida, diretor da Global Franchise Net, que falou sobre como encaminhar uma franquia para o exterior. `O investidor precisa de apoio, conhecimento e proteção. Deve se fazer estudos de viabilidade, seleção dos países, pré-estudo do mercado, definir quem será responsável pela a empresa lá fora e levar em consideração a cultura e o conhecimento da língua`.

Além das informações de mercado houve um foco jurídico que contou com a presença de Natan Baril, da Baril, Brandão & Brofman Advogados Associados e Andréa Oricchio da Viseu Cunha Oricchio Advogados.

Na ocasião os advogados relataram as experiências vivenciadas com grandes marcas brasileiras e os cuidados que se deve ter na entrada das redes na região.

No evento foram apresentados cases de franquias brasileiras presentes nos paises Árabes como o da rede de calçados Arezzo, que relatou sua experiência nos emirados árabes. `Hoje as empresas que têm interesse em exportar podem contar com apoio de iniciativas como essas e conseguem com mais propriedade obter sucesso das marcas lá fora`, afirmou, Mario Goldberg – Arezzo.

Avaliação

NOTÍCIAS RELACIONADAS