Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Contratos do segmento de franquias, entenda como funcionam

23/10/2013

Começar um negócio do zero pode ser uma ideia empolgante, mas nem sempre é viável, além de ter uma série de riscos. Para quem deseja investir com mais segurança e previsibilidade, as franquias podem ser uma ótima alternativa. Por ser estruturado a partir de marcas que já alcançaram sucesso no mercado, o sistema oferece uma série de vantagens e a cada dia surgem novas oportunidades no Brasil.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o segmento das franquias cresceu 16,2% em 2012. Desde 2001, essa evolução tem se mantido bem acima da do Produto Interno Bruto brasileiro. No ano passado, foram mais de 100 mil novos empregos gerados e o número de redes chegou a quase 2,5 mil.

O Presidente da ABF Rio, Beto Filho, explica que o grande diferencial das franquias de sucesso é o fato de as empresas já possuírem modelos interessantes e bem consolidados.  “Quando você abre um negócio novo, não há certeza de nada, já em relação às franquias, você sabe o quanto as lojas ganham e pode até ligar para um franqueado para ver se ele está satisfeito”, destaca.

Estes contatos constam na Circular de Oferta de Franquias (COF), enviada pela empresa aos interessados no investimento. O documento contém o máximo possível de informações sobre a empresa, o perfil esperado para os franqueados, balanços, investimento inicial, despesas estimadas com estoques e instalação etc. O contrato fechando o negócio só pode ser assinado depois de 10 dias, tempo para que a COF seja analisada.

Outro fator que reforça a segurança dos negócios é a preocupação do próprio franqueador com sua marca, que pode ser prejudicada caso um estabelecimento seja inaugurado e tenha de fechar. “As empresas estudam as propostas dos potenciais franqueados para avaliar se o empreendimento tem chances de dar certo”, diz Beto.

Um ponto importante para quem quer abrir uma franquia é o investimento inicial. “O empresário compra o direito de uso daquela marca por alguns anos, como se fosse um aluguel”, explica Beto. O valor para abrir um estabelecimento da maior rede de alimentação do Brasil fica entre R$ 270 mil e R$ 440 mil, por exemplo. Isso não significa, entretanto, que o modelo em si é tão caro. Existem franquias com investimentos a partir de R$ 5 mil.

O tempo de retorno também varia muito. Essa previsão diz quando o investidor provavelmente terá de volta o dinheiro usado para compra da franquia caso todos os procedimentos sejam corretamente cumpridos. O prazo vai desde poucos meses até alguns anos.

Outra questão fundamental da relação entre franqueador e franqueado é o pagamento dos royalties, as taxas em cima do faturamento bruto da unidade, que ficam entre 2% e 15%. Dependendo da franquia, também há um fundo de publicidade para o qual o empresário deverá contribuir mensalmente.

Matéria do Portal Globo Universidades – Redação – 19/10

NOTÍCIAS RELACIONADAS