Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Bancos criam linhas de crédito específicas para franquias

09/10/2007

Durante a 7ª Convenção ABF do Franchising, que aconteceu na última semana, os bancos parceiros da Associação anunciaram a criação de linhas de crédito específicas para o setor de franquias.

Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste destinarão recursos para o pagamento da taxa inicial de franquia e capital de giro.

O Banco do Brasil financia crédito para a taxa de franquia, expansão e reforma com juros de 5,15% ao ano mais a variação da TJLP (6,25% a.a). Atualmente, a área de micro e pequenas empresas é responsável por 80% do volume de empréstimo do banco. Este ano, o total destinado para as MPE`s  será de R$ 27 bilhões, contra R$ 22 bi do ano passado.

Segundo José Carlos Soares, diretor de micro e pequeno negócio do BB, no franchising a linha mais utilizada é a Proger Urbano Empresarial, com funding de recursos do FAT e 72 meses. O ticket médio nessa linha para as franquias é de R$ 35 mil.

A Caixa Econômica Federal apresentou o Programa Caixa Franquia, que oferece financiamento entre 30% e 60% do valor total do investimento necessário para a implantação de uma franquia, limitado a R$ 400 mil com juros de 5% ao ano mais a TJLP. O prazo para pagamento é de até 48 meses, com até seis de carência.

`Desde o início do ano financiamos 45 unidades franqueadas, o que corresponde a cerca de R$ 4,09 milhões. Ainda é pouco, mas o crescimento é acelerado`, afirma Zaqueu Soares Ribeiro, superintendente nacional de micro e pequenas empresas da CEF.

Este ano, a CEF dispõe de R$ 40 bilhões para serem destinados a créditos para pessoas jurídicas, especialmente, micro e pequenas empresas.

O Banco do Nordeste lançará em 2008 o Fundo Constitucional do Nordeste (FNE Franquias), com taxas mais atrativas para o setor. A nova linha financiará a taxa de franquia, o que não é feito hoje.  A taxa será de 7,25% ao ano, com prazo de 12 anos para pagamento, com até quatro de carência, dependendo da atividade econômica.

Entre as vantagens, estarão a ampliação da análise de crédito e facilitação na liberação do crédito. O programa estará disponível em todos os estados de atuação do BNB, abrangendo todo o Nordeste, além do norte de Minas Gerais e Espírito Santo. O crédito servirá tanto para capital de giro quanto para melhorar as condições e instalações das empresas.

Segundo Jorge Mendonça, gerente de negócios para micro e pequenas empresas do banco, a taxa é muito competitiva, já que não tem indexação como a de outros bancos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS