American Cookies prevê fechar o ano de 2022 faturando R$ 40 milhões
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

American Cookies prevê fechar o ano de 2022 com faturamento de R$ 40 milhões 

06/05/2022

Do Nordeste ao Sul, sócia fundadora conta os desafios de expandir do Centro-Oeste para outras regiões do país

Após dois anos de pandemia e um cenário econômico repleto de desafios para muitos empresários, um casal brasiliense vem se superando e mostrando resultados. Após fechar 2021 com mais de 40 lojas, no Centro-Oeste e no Sudeste, e faturamento de quase R$ 20 milhões, Francielle Faria e seu marido Rafael Macedo, que estão à frente da American Cookies – rede brasiliense especializada no biscoito americano –, estão alçando novos voos e chegam, este ano, a mais estados, como Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Alagoas e até Piauí. Criada em 2015, no bairro de Águas Claras, em Brasília, a marca se expande pelo sistema de franchising e finca sua bandeira no Nordeste e no Sul do país. O desafio do ano, porém, é crescer para essas áreas, que demandam uma logística especial, mas que entregam um caminho de ouro. Isso porque, segundo balanço anual realizado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), o Nordeste garantiu ao setor de franquias um faturamento de mais de R$27,5 bilhões em 2021, um crescimento de 14,6% em relação ao ano anterior, cujo lucro foi de R$24,07 bilhões. A alta nesses estados foi acima da média nacional.

Com a expansão para essas regiões, a previsão da American Cookies é fechar 2022 sendo a maior franquia de cookie americano no Brasil, tendo mais de 80 pontos de vendas. Neste início de ano, novas unidades da marca chegaram ao Nordeste, nas cidades de João Pessoa, Recife e Salvador. Para alcançar essa região, a rede precisou investir R$ 150 mil em um Centro de Distribuição em São Paulo, já que a logística Brasília X Nordeste não é viável, revelando assim um grande desafio dos empreendimentos do Centro-Oeste crescerem, como ocorre com mais facilidade quando se está no eixo Rio, São Paulo e Minas Gerais. O mesmo acontece com a chegada no Sul do país, que contará com a estreia da marca na região, em Florianópolis, em Santa Catarina e em seguida em Curitiba, no Paraná. Para isso, os produtos também serão enviados diretamente da capital paulista.

“Só conseguimos expandir em 2022 para outras regiões do país, a partir do nosso Centro de Distribuição em São Paulo. Tivemos que realizar esse investimento, mesmo em um cenário econômico cheio de desafios, porque a logística de Brasília para os estados fora do Sudeste, além de custosa, é muito lenta. Muitas franqueadoras que começaram no DF, inclusive, acabam migrando para SP por conta dessa facilidade de distribuição. O Centro-Oeste ainda carece muito de um setor de logística forte e eficiente para quem empreende por aqui. Além disso, nossos cookies são enviados congelados aos franqueados, ou seja, a distribuição por longas horas via rodoviário do Centro-Oeste para o extremo Sul ou Nordeste seria inviável, perderíamos tempo, qualidade e dinheiro. Até investimos R$ 1 milhão de reais em uma frota própria de caminhões refrigerados para transportar os produtos de Brasília para o Sudeste, mas para outras regiões seriam muitas horas de estrada, se saíssemos de Brasília, onde temos a fábrica, não é impossível, mas com os constantes aumentos no preço dos combustíveis, vai se tornando cada vez mais inviável”, explica Francielle Faria, sócia-proprietária da American Cookies.

Além da logística, a marca brasiliense também mostra sua força ao apostar em franquias de monoproduto, neste caso, os cookies americanos. Diferente de outras empresas de alimentação, a American Cookies traz uma receita exclusiva e artesanal, desenvolvida pela própria sócia-fundadora, e mostra como ser especialista em um único produto pode ser o caminho do sucesso no setor. Em meio aos novos desafios, a meta da American Cookies este ano é se tornar a maior franquia de cookies do país, com mais de 80 pontos de venda em pleno funcionamento.

“Temos plena convicção de que iremos atingir nossas metas de expansão até o final de 2022, pois nosso modelo de negócio é totalmente formatado e exaustivamente testado ao longo dos últimos cinco anos. Nossos franqueados contam com um produto de qualidade premium, versatilidade para realizar suas vendas presencialmente e através do delivery, facilidade operacional e de gestão, além de suporte completo por parte da franqueadora”, garante o Diretor de Franquias e Expansão da marca, Andrielle Ramalho.

Diante do fenômeno que se tornou a American Cookies, a empreendedora ressalta que pessoas comuns podem empreender e se tornarem um case de sucesso. “Eu gosto muito de contar a nossa história, porque eu sou a prova viva de que empreender e ter sucesso é para pessoas comuns, como eu e o meu marido. Nós não tínhamos formação ou experiência com alimentação e nem com gestão de negócios. Nós simplesmente somos apaixonados pelo produto e não desistimos até dar certo. Erramos muito, mas aprendemos e corrigimos. Hoje somos o que somos por conta de toda essa trajetória”, explica Francielle, que deu vida ao empreendimento ainda em 2015, na cozinha de casa, conseguindo crescer a partir de 2017, quando apostou no delivery, o que lhe rendeu um faturamento de R$12 mil ao mês e a possibilidade de expandir.

Cardápio com mais de 20 variações de cookies

Os primeiros passos rumo à expansão já começaram a ser dados este ano, com novas unidades no Nordeste. A mais nova loja fincou sua bandeira no 7° estado, em Pernambuco, no Shopping RioMar, em Recife. No cardápio, mais de 20 variações do biscoito, com opções tradicionais e outras recheadas. Um dos diferenciais da rede perante os outros players é a qualidade dos insumos utilizados na receita exclusiva da marca. Um exemplo disso é a substituição da margarina por manteiga de leite e a ausência de gordura vegetal – o que garante uma massa mais amanteigada, fofinha por dentro e crocante por fora.

Outra grande aposta da marca é a generosidade nas porções, com biscoitos maiores que os disponíveis atualmente no mercado (100g a unidade) e proporções de 30% de recheio para 70% de massa. Entre os best-sellers da American Cookies, merece destaque o Cookie deNutella com Chocolate ao Leite (R$ 13,00 – unidade) – biscoito de baunilha amanteigado e recheado com puro creme de avelã da marca nutella – e o CookieRed Velvet com Brigadeiro de Leite Ninho (R$ 13,00 – unidade) – biscoito vermelho de cacau, recheado de brigadeiro gourmet de leite ninho e gotas de chocolate branco.

A American Cookies também aposta em sabores mais inusitados, como o recém-lançado CookieJack Daniel’s (R$ 13,00 – unidade) – biscoito com massa de cacau com whisky Jack Daniel’s e gotas de chocolate branco, recheado com brigadeiro gourmet de chocolate meio amargo saborizado com whiskyJack Daniel’s. Outra novidade em cartaz no menu da marca é o New York (R$ 12,00) – biscoito com massa de baunilha com nozes e gotas de chocolate belga 54,5% cacau – sabor inspirado no melhor cookie do mundo, da famosa Levain Bakery. Os pedidos podem ser feitos pelo aplicativo ifoode as entregas compreendem as cidades de Brasília, Caldas Novas, Valparaíso de Goiás, Goiânia, Belo Horizonte, Contagem, Nova Lima, Uberlândia, São Paulo, Rio de Janeiro, João Pessoa, Recife, Florianópolis e Salvador.

 

Raio x da franquia American Cookies

Investimento Inicial: Quiosque: a partir de R$ 164 mil / Loja Física + Delivery: a partir de R$ 269 mil

Taxa de Franquia: R$ 46.900 mil para quiosques e R$ 56.900 mil para lojas

Previsão de Retorno: de 18 a 24 meses para todos os formatos

Projeção de receita mensal: Quiosque: deR$55 mil a R$100 mil / Loja Física + Delivery: de R$ 70 mil a R$ 150 mil

Número de funcionários: Quiosque: 4 / Loja Física + Delivery: 6

Royalties: 5%  FPP: 2%

NOTÍCIAS RELACIONADAS