Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

ABF realizou no último dia 04, o Café da Manhã: Relações de Trabalho-Emprego: Presente e Futuro

04/12/2007

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) e o Sindicato das Cooperativas do Estado de São Paulo (SINDICOOPERATIVAS), realizaram na terça-feira (04), o café da manhã Relações de Trabalho-Emprego: Presente e Futuro.

Cerca de 15 profissionais puderam debater a legitimidade das cooperativas de trabalho e novos modelos de gestão para agilizar os negócios, com o objetivo de criar um ambiente de informações sobre os principais desafios que as cooperativas brasileiras enfrentam nas áreas política, econômica, jurídica e institucional.

José Eduardo Gibelo Pastore, especialista em direito cooperativo e associativismo, vice-presidente da comissão do cooperativismo da OAB/SP e consultor juridico falou da viabilidade econômica e jurídica. O consultor falou sobre os aspectos jurídicos e políticos relacionados à aplicação de cooperativas nas instituições e comentou sobre o programa de certificação para as cooperativas que deve ocorrer até o próximo ano e deu algumas dicas.  `Um bom modelo de cooperativa é aquela que possui auto-gestão, no qual o cooperado é dono e define o rumo da cooperativa`, conclui Pastore.

Na apresentação de Inácio Junqueira Moraes Jr, presidente do Sindicooperativas, detalhou algumas áreas de atuação do cooperativismo no Estado  de São Paulo, tais como; consumo, trabalho, educacional, saúde, crédito, entre outras. Foram abordados os riscos na contratação de cooperativas de trabalho. Entre os quais requer a devida afiliação dos sindicatos, a participação ativa dos dirigentes da cooperativa, informações atualizadas das centrais cooperativas para eliminar  qualquer vinculo empregatício.

Na ocasião, o especialista falou dos princípios cooperativistas, cujos tópicos estão relacionados a adesão, gestão democrática, participação econômica dos membros, autonomia e independência, educação, formação e informação, intercooperação e por fim o interesse pela comunidade, cujo principio básico é trabalhar para o desenvolvimento sustentado através de políticas aprovadas por seus membros. `A idéia  nesta apresentação foi auxiliar os participantes na tomada de decisão  com relação ao sistema de cooperação`, explicou.

Moraes apresentou, ainda, a cartilha que visa difundir as atividades e legitimar as relações jurídicas  frente as sociedades cooperativas, no sentido de auxiliar contra abusos, evitando assim a violação dos direitos cooperativos.

O Café da manhã ABF, faz parte da programação de eventos da associação. Em breve divulgaremos a programação de 2008.

NOTÍCIAS RELACIONADAS