Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Quanto custa abrir uma franquia de empréstimo?

04/05/2021

franquia de empréstimo

O investimento nas franquias de empréstimo disponíveis no mercado varia de acordo com os benefícios propostos por cada uma aos seus franqueados, e cada valor do investimento inicial é referente a uma finalidade específica.

Esse capital envolve a quantia que você precisa ter disponível no momento da assinatura do contrato e geralmente é dividido em três partes: taxa de franquia, reforma da loja e capital de giro.

A seguir, a Franquia Empresta explica todos os custos envolvidos na aquisição de uma franquia de credito. Confira!
 

Investimento inicial

  1. Taxa de Franquia

A primeira parte do investimento é a taxa de franquia, que corresponde ao uso de marca e ao know-how da franqueadora que são repassados ao franqueado.

O know-how envolve toda a expertise da empresa sobre o negócio, o modo de operação e os treinamentos iniciais. O pagamento dessa taxa é a porta de entrada para se tornar parte da rede de franquias. Esse valor varia muito conforme o modelo de franquia e a estratégia de expansão da franqueadora.

  1. Reforma do ponto comercial

A reforma do ponto comercial é a padronização do imóvel de acordo com o layout da marca, se adequando ao padrão arquitetônico de loja de cada empresa. Nela está incluída a compra dos equipamentos e da mobília, além de pintura e fachada.

As lojas de empréstimo costumam ter uma estrutura básica para atendimento dos clientes, não havendo necessidade de grandes imóveis ou de equipamentos exorbitantes. Alocar um imóvel que não precise de grandes reformas e obras estruturais pode ajudá-lo a economizar e manter esse valor dentro do esperado.

  1. Capital de giro

Já o capital de giro é o valor que você precisa ter em caixa para manter a operação da sua loja nos primeiros meses até atingir o ponto de equilíbrio, isto é, até que ela se pague mensalmente e comece a gerar lucros. Esse custo envolve as contas de consumo, aluguel, salários e benefícios dos vendedores, entre outras despesas.

É importante ressaltar que o valor para locação do imóvel é de responsabilidade exclusivamente do franqueado. Como não há estoque em lojas de empréstimo, já que não há movimentação física de dinheiro, não há custos relacionados à manutenção de um.
 

Taxas periódicas

Ao calcular o quanto custa abrir uma franquia de empréstimo, é importante considerar, além do valor do investimento inicial, as taxas periódicas cobradas pela franquia e a forma de arrecadação de cada uma delas. Entre as mais comuns, podemos destacar:

  1. Royalties

Os royalties podem ser considerados a manutenção do direito de uso da marca, do acesso ao know-how da empresa e do suporte recebido pelo franqueado.

Esse valor pode ser fixo ou percentual sobre o faturamento da unidade, e geralmente é cobrado mensalmente, mas há franquias que adotam outros sistemas, como a cobrança bimestral. Contudo, é possível encontrar redes de franquia com isenção de royalties.

  1. Taxa de propaganda

Assim como os royalties, a taxa de propaganda pode ser arrecadada periodicamente e é uma opção de cada franquia, o que deve ser averiguado diretamente com a empresa.

O intuito dela é custear as ações de marketing da rede para trabalhar a imagem da marca, atrair novos clientes e fidelizar o público, formando um fundo de propaganda.

Por isso, essa verba não é destinada à receita da franqueadora, que se responsabiliza por administrar o dinheiro e realizar os investimentos necessários.

A definição do valor da taxa de propaganda também é variável em cada rede, podendo ter um custo fixo ou percentual.

Antes de assinar o contrato, procure saber sobre as ações publicitárias da marca nacionalmente e na região onde você abrirá a sua unidade para confirmar se elas são efetivas e geram resultado.

  1. Uso de sistemas

A franqueadora também pode cobrar pela utilização do sistema, como uma licença por usuário. Isso garante que a área de TI mantenha o sistema sempre em funcionamento, atualizado e também permite que a franqueadora invista em inovações para atender melhor as franquias.

Além de analisar cada um dos valores citados, analise também se o retorno do investimento se dá conforme prometido em cada rede para entender se o negócio vale a pena e se está de acordo com as suas expectativas.

Por essa razão, é importante perguntar sobre a existência de todas elas ao representante da sua franquia de interesse e ler com atenção à Circular de Oferta de Franquia que você receberá durante o processo seletivo.

Independentemente do capital que você tem disponível para investir, as franquias são um ótimo empreendimento para quem busca segurança na sua operação e a credibilidade de uma marca reconhecida.

Mesmo se tratando de franquias financeiras, há opções para todos os bolsos. Vale pesquisar e encontrar aquela com a qual você se identifica e pode arcar com os custos de aquisição. Lembrando que o retorno do seu investimento será proporcional a ele.

Clique aqui para saber mais sobre a franquia Empresta.