Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

Escolha pelo menos um opção para sua busca

Pipoca, hamburger e muita emoção na Ação Solidária promovida pela ABF e AFRAS

27/08/2007

Dando continuidade às iniciativas de incentivo ao voluntariado, a ABF e a AFRAS proporcionaram um domingo (26/08) muito feliz para as crianças do Abrigo Reviver e também para seus funcionários e acompanhantes.

26 de agosto é o Dia Mundial de Fazer a Diferença e vários países celebram a data incentivando a prática do voluntariado. `Estamos alinhados ao que se faz mundialmente e certos de que toda caminhada tem sempre os primeiros passos`, afirma Eleine Bélaváry, diretora da AFRAS.

Ao todo, mais de 70 pessoas participaram da iniciativa. Alguns  funcionários da ABF levaram seus cônjuges, filhos e irmãos. `A idéia é envolver cada vez mais as pessoas e mostrar a elas que a prática do voluntariado pode ser uma atividade muito prazerosa`, explica Ricardo Camargo, diretor executivo da ABF.

A programação da Ação Solidária, promovida trimestralmente, foi muito divertida. Às 10h da manhã as crianças e adolescentes do abrigo já estavam com pipoca e refrigerante na mão à espera do início do filme Ratatouille. 

A sessão promovida especialmente para o grupo terminou próximo do meio dia e todos foram convidados para almoçar na lanchonete Bob`s da Av. Paulista.

O Bob`s recebeu a equipe da ABF de forma extraordinária.  Além do lanche completo, as crianças receberam kits com mochila, copos, bonecos e bexigas. Porém, mais bacana do que o lanche e os presentes foi o atendimento. `A equipe do Bob`s foi nota 10 ao atender as crianças e a todos nós com dedicação e muita simpatia`, afirma Keller De Paula, gerente de marketing da ABF.

O garoto Elder, de 6 anos, era um dos mais animados. `Gostei muito do filme, mas o que eu gosto mesmo é de jogar videogame`, comentou.  Taylon, 6 anos, também aprovou o  passeio. `O filme foi super legal. Eu gosto de ir ao cinema`.

Anderson, 8 anos, um dos mais tímidos, também gostou. As crianças contaram que ele é quieto pois ainda não freqüenta a escola. Segundo elas, ele chegou há pouco tempo no abrigo. Darlete, 17 anos, diz que o dia-a-dia no abrigo tem regras e todos precisam ajudar. `Nós, os mais velhos, ajudamos com as crianças menores, principalmente, em dia de passeio. Temos que ficar de olho`, disse ela, que mora no abrigo desde muito pequena.

Para as crianças do abrigo, sem dúvida, o dia foi de muita diversão. Já para os participantes da ABF e AFRAS foi, certamente, um dia de aprendizado. `A oportunidade de conviver, ainda que poucas horas, com essas crianças provoca mudanças no nosso olhar sobre a realidade`, afirma Debora Freire, assessora de  imprensa da ABF, que participou do evento pela primeira vez.

O Abrigo Reviver tem sede na zona oeste da cidade de São Paulo e acolhe crianças e adolescentes que estão sob a tutela do Poder Judiciário. 

Atualmente, o Abrigo Reviver, acolhe 53 crianças e adolescentes entre 0 a 18 anos que recebem alimentação, assistência médica, odontológica e psicológica. Muitas crianças que chegam ao Abrigo Reviver foram abandonadas pelas famílias biológicas, ou mesmo retiradas de seu convívio por Ordem Judicial, devido a maus tratos causados pelos genitores dependentes químicos ou sem condições financeiras.

NOTÍCIAS RELACIONADAS