Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Maple Bear atrai investidores e vai gerar investimentos de R$ 100 milhões

02/12/2020

  • Com geração de 500 empregos diretos, rede deve encerrar 2021 com cerca de 200 unidades em operação em todos os estados Brasileiros
  • A partir do Brasil, marca também acelerou sua expansão internacional, incluindo unidades no México, Peru, Estados Unidos, Portugal e Austrália

 

Apesar dos grandes desafios pedagógicos e operacionais, a educação básica está recebendo grande atenção por parte da sociedade e, mais recentemente, dos investidores e do mercado de capitais. A Maple Bear, rede de escolas de ensino bilíngue com metodologia canadense com mais de 25 mil alunos, fechou, de março a agosto de 2020, 30 novos contratos para abertura de unidades em várias regiões do País. Só no mês de agosto foram 8 novos contratos assinados, desempenho equiparado ao melhor mês já registrado pela marca. O montante representa um investimento somado a ser realizado nos próximos 18 meses de cerca de R$ 100 milhões e a geração de 500 empregos diretos. Neste movimento, a rede chegou ao Amapá, único estado brasileiro que ainda não estava presente, com uma unidade que será implantada na capital, Macapá. Com isso, a rede deve encerrar 2021 com mais de 200 unidades em operação no Brasil.

 

“Nossa abordagem canadense e bilíngue por imersão já estava sendo muito bem recebida nas capitais dos estados e em polos regionais, por formar um aluno/cidadão/profissional consciente, apaixonado pelo aprendizado e fluente em inglês. A pandemia, no entanto, trouxe elementos novos no campo dos negócios: a valorização de serviços essenciais – como as escolas básicas – e o bom retorno do negócio de educação frente a uma taxa de juros historicamente baixa. Não por acaso, alguns grupos de educação básica abriram ou pretendem abrir seu capital na bolsa. A percepção de valor da educação básica aumentou”, afirma o CEO da Maple Bear América Latina, Arno Krug.

 

E esse movimento não se restringe somente ao Brasil: por meio do Grupo SEB, a rede Maple Bear, seguindo os planos traçados antes da pandemia, acelerou seu processo de expansão internacional, com novas escolas em processo de abertura em países como México, Peru, Estados Unidos, Portugal e Austrália.  Esse trabalho é realizado a partir do Brasil e com base na experiência e modelos brasileiros de expansão e gestão.

 

O executivo completa que “Nesse cenário em que as famílias puderam acompanhar muito mais proximamente o ensino dos filhos em casa, ficaram ainda mais evidentes para os pais as vantagens de terem como parceira na formação de seus filhos uma rede estruturada, com metodologia consistente e apoio irrestrito, visando não somente a continuidade do ensino, mas uma abordagem que realmente promova o aprendizado dos alunos. Só para dar uma dimensão do suporte oferecido pela Maple Bear, foram ministradas mais de 2 milhões de aulas à distância pela rede ao longo do período de suspensão de aulas presenciais.”

 

A rede projeta também a ampliação da marca para cidades menores, onde algumas escolas particulares tiveram que encerrar as atividades. Esse é um movimento que também está acontecendo em outros países da Ásia e da Europa, por exemplo, onde a marca também atua. A rede já nota a procura de interessados para investir em tais locais. Um dos perfis de investidores são os próprios pais de alunos que buscam uma opção mais adequada para seus filhos.

 

Krug ressalta ainda que “nosso plano de expansão prevê muitas oportunidades ainda em quase todos os estados e fora do Brasil. É uma grande oportunidade para investidores locais se inserirem neste movimento, com taxas atraentes de retorno tendo como base um modelo de negócio testado, bem sucedido e que proporciona uma receita recorrente”.

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS