var lazyload = new LazyLoad({ elements_selector: ".lazy" }); }
Maple Bear acelera expansão na América Latina e já está em seis países
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Maple Bear acelera expansão na América Latina e já está em seis países


17/09/2021


Com isso, rede deve somar cerca de 20 mil alunos na Argentina, Colômbia, México, Panamá, Paraguai, Peru e outros países

 

Não é apenas no Brasil que a Maple Bear, líder mundial em educação bilíngue com metodologia canadense, segue um ritmo acelerado de expansão. Nos últimos meses, mesmo durante a pandemia, a rede inaugurou uma escola e fechou contratos para a construção de mais sete, nos principais mercados da América Latina, com inauguração prevista para 2022. Além do México – que deu início a este processo –, a Maple Bear possui negócios fechados no Peru, Argentina, Paraguai e Guatemala, além de negociações avançadas na Colômbia, Panamá, Bolívia e Equador. Globalmente, a Maple Bear opera com 553 escolas, em 30 países, tendo também recentemente chegado a nações como Albânia, Croácia, Oman e Sérvia.

 

O projeto de expansão na América Latina é liderado a partir do Brasil e tem como base o modelo de negócio aprimorado no País, sendo que a parte pedagógica continua 100% canadense. A Maple Bear conta também com parceiros locais para busca de investidores e suporte do Projeto Franchising Brasil, iniciativa da Associação Brasileira de Franchising (ABF) e da Apex-Brasil para a promoção de marcas no exterior que realiza missões empresariais e apoia a participação em feiras, eventos e rodadas de negócios. A expansão no México, por exemplo, teve como incentivador a participação em uma feira de educação em 2019. Este País conta com sete escolas, localizadas em Chihuahua, Puebla, Toluca, Morelia, Querétaro, Hermosilio e Pachuca. Inclusive, a Maple Bear foi uma das vencedoras do 1º Prêmio Destaque de Internacionalização, da ABF e Apex-Brasil.

 

Mesmo durante a pandemia, a Maple Bear fechou contratos para abertura de escolas em novos países, como a Guatemala. A rede visa o segmento premium frente, principalmente, às escolas internacionais. As inaugurações estão previstas para 2022. “Temos interesse em trabalhar em quase toda a região, mas fizemos um estudo por tamanho, afinidade e perfil mercadológico que apontou México, Peru, Colômbia, Argentina, além de cidades específicas em países como Panamá, Uruguai e Costa Rica, como localidades prioritárias. O setor educacional em muitos países, nesses em especial, oferece excelentes oportunidades para a Maple Bear, uma rede que, além de contar com uma metodologia sólida e reconhecida como uma das melhores do mundo, mostrou-se altamente relevante mesmo frente às transformações decorrentes do cenário de pandemia, o que fomentou ainda mais nosso crescimento”, explica o diretor geral da Maple Bear para a América Latina, Vitor Schmid.

 

A Maple Bear busca investidores com grande identificação com o mercado de educação, que tem suas especificidades principalmente em relação às licenças e regulamentações, além do capital necessário e experiência em gestão de negócios. Até o momento, tem predominado o perfil de empresários locais que já atuam na área, mas também há potencial para pais ou grupos de pais que desejam trazer esta opção inovadora para sua cidade ou País. Outra opção é o de investidores financeiros tradicionais que desejem diversificar seu portfólio.

 

Ao chegar a estes países, a Maple Bear se adapta em termos culturais, de legislação e, principalmente, de comunicação, sendo que na área pedagógica 50% do currículo atende aos parâmetros locais e os outros 50% a abordagem canadense, que conta, inclusive, com intensas agendas de treinamento, supervisão e acompanhamento in loco de profissionais do Canadá.

 

“O Canadá tem o ensino mais bem avaliado no PISA entre os países de língua inglesa, sendo também muito reconhecido por seu carácter multicultural e pelo pioneirismo no desenvolvimento de técnicas de educação bilíngue. Do ponto de vista acadêmico, essa proposta é muito bem recebida em toda a América Latina. Soma-se a isso o modelo Maple Bear, que permite a investidores ingressarem, ou aprimorarem-se no setor de educação por meio de uma estrutura consolidada e apoiados por uma marca forte e altamente atrativa frente as famílias”, finaliza Vitor Schmid.

NOTÍCIAS RELACIONADAS