Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Franquias driblam a crise no Vale e têm avanço de 19% em três anos

22/03/2018

Franquias no Vales do Paraíba cresce 19%

ABF (Associação Brasileira de Franchising) atesta que as redes de franquias no Vale do Paraíba saltaram de 291 em 2015 para 347 este ano, na RMVale; unidades franqueadas atingiram 1.511 em 2017 contra 1.354, dois anos antes –alta de 11,5%

Na contramão da crise econômica, o mercado de franquias permanece em alta na região com crescimento de 19% nos últimos três anos.

As redes de franquias saltaram de 291 em 2015 para 347 no ano passado. Os dados são da ABF (Associação Brasileira de Franchising).

Já o número de unidades franqueadas atingiu a marca de 1.511 em 2017 contra 1.354, dois anos antes — uma alta de 11,5%.

Na comparação com 2016, os números são semelhantes. O número de redes saltou de 305 para 347, no ano passado, aumento de 13,77%. As unidades passaram de 1.432 para 1.511, salto de 5,52%.

MERCADO.

O setor de alimentação representa 30% do mercado de franquias na região do Vale do Paraíba, segundo balanço da ABF do ano passado. O setor de saúde, beleza e bem estar tem 15,8%, serviços educacionais 13,8% e moda 11,9%.

“Passamos três anos consolidando nossos processos para iniciar a expansão de franquias e agora podemos dar o suporte necessário aos nossos franqueados”, disse Alexandre Thibes, diretor de Expansão de Franquias da Haguanaboka. “As cinco lojas que já estão abertas seguem os padrões e transmitem confiança aos empreendedores que estão chegando”.

De acordo com o executivo, a meta da rede é crescer na RMVale. “Nossa principal estratégia hoje para crescer é garantir a satisfação do cliente final, como forma de manter a imagem de tradição e qualidade que temos na região”.

BRASIL.

No país, de acordo com dados da ABF, o faturamento das franquias alcançou R$ 163,3 bilhões no ano passado, alta de 8% ante o resultado do ano anterior, com R$ 151,2 bilhões.

Há 146,1 mil unidades franqueadas no país de 2.845 marcas em operação, que empregam 1,193 milhão de pessoas.

“Os princípios básicos do sistema de franquias foram colocados à prova nesses três anos de recessão econômica. Foco em gestão, treinamento e em inovação refletiram em bons resultados para o franchising como um todo”, disse Altino Cristofoletti Junior, presidente da ABF.

“O ano de 2017 foi de recuperação do setor, mesmo que lenta e gradativa, e a tendência é que o franchising, dinâmico e estruturado como é, cresça mais em 2018, dado o reaquecimento da economia brasileira.”

Segundo Cristofoletti Junior, a expectativa do setor é de aumentar em 10% o faturamento em 2018, com 3% de crescimento nas unidades e na geração de emprego.

 

Jornal O Vale – Danilo Alvim – 14/03/18

Leia também:

– Conheça 35 franquias ideais para abrir em cidades pequenas

– Franquias lucrativas para investir na opinião dos próprios franqueados

– 15 Microfranquias baratas para você investir

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS