Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Para garantir qualidade na entrega, Dídio Pizza aposta em treinamento e contratação CLT dos entregadores

28/02/2019

Didio Pizza treina entregadores

“Não adianta ser a melhor pizza, se entregue atrasada e fria”, acredita Elidio Biazini, fundador da rede

Pedir e receber pratos prontos em casa via delivery, além de ser uma grande comodidade, também é um grande negócio. Só no Brasil, esse mercado movimenta cerca de R$10 bilhões anuais conforme levantamento da Abrasel. Porém, com a popularização dos aplicativos de entrega de comida a domicílio a oferta aumentou e para se fidelizar os clientes e se diferenciar da concorrência, a qualidade da entrega é a aposta de quem quer crescer no negócio.

De acordo com dados do Reclame Aqui, portal que recebe registros de reclamações de clientes, entre janeiro e abril de 2017 a categoria de Delivery Alimentação recebeu 1.158 queixas (número pouco menor que o ano de 2016 inteiro) sendo que a reclamação mais recorrente é “atraso na entrega”. No ranking de reclamações dos clientes divulgado pelo portal, a qualidade do produto aparece apenas no 4º lugar comprovando que entregar bem o que se produz é muito importante para a reputação do restaurante.

“Não adianta fazer a melhor pizza, se entregue atrasada e fria”. Essa é uma das frases que norteiam o trabalho da rede de pizzaria delivery Dídio Pizza. A marca que possui 24 unidades no Estado tem por meta entregar pizzas em 30 minutos e possui apenas entregadores treinados e amparados pela CLT e Convenções Sindicais.

Todos os meses, a rede entrega cerca de 45.000 pizzas em suas unidades. Para isso, a franquia aposta em uma estratégia ainda pouco utilizada pela maioria dos deliverys: todos os 200 entregadores são contratados com carteira assinada e treinados pela Dídio Pizza para atender os clientes dentro do padrão de qualidade estabelecido pela marca.

Após criterioso processo seletivo, o entregador recebe treinamento básico de manuseio de equipamentos eletrônicos, informações sobre principais canais de vendas da marca, orientação quanto a utilização de nosso aplicativo, postura com cliente e apresentação do regulamento interno da Didio Pizza.

Os entregadores da Dídio Pizza são vistos como os verdadeiros embaixadores da marca, como os chama Elidio Biazini, fundador da rede. “São eles o único contato pessoal com os clientes. Somos 100% delivery, nosso cliente não nos vê, não vê o pessoal da cozinha, somente 35% dos pedidos são por voz em nossa Central Atendimento, sendo nossos entregadores são o  único contato da marca com cliente ”, comenta.

Para a rede, a grande vantagem em atuar com entregadores próprios é a garantia da qualidade do serviço. A marca acredita que o entregador contratado e treinado, tem produtividade 40% melhor comparado aos entregadores de aplicativos, se sente parte do resultado da empresa. “Ele é um funcionário como os demais e recebe o mesmo tratamento e responsabilidades, isso faz toda a diferença”, encerra Biazini.

A Dídio Pizza encerrou 2018 com um faturamento de R$22 milhões. Em 2019, a rede busca abrir novas unidades em São Paulo e cidades do interior como Guarulhos, São José dos Campos, Mogi das Cruzes Americana, Sorocaba, Limeira, Santos, Piracicaba, Paulínia e pretende chegar a 32 unidades.

Mais sobre a Didio Pizza em www.didio.com.br

Ranking Reclame aqui https://noticias.reclameaqui.com.br/noticias/confira-os-6-servicos-de-delivery-mais-reclamados-no-reclame_2825/

NOTÍCIAS RELACIONADAS