var lazyload = new LazyLoad({ elements_selector: ".lazy" }); }
Center Panos franquia cresce 22% em relação ao ano de 2019
Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

‘Blindado’ contra crise em plena pandemia, artesanato cresce 22% em relação a 2019


20/07/2020


center panos

Busca por terapia ocupacional e intensificação do empreendedorismo por necessidade impulsionam mercado

A pandemia do coronavírus gerou prejuízo financeiro ao mercado brasileiro. Na contramão da crise, algumas empresas aumentaram o seu faturamento.

Esse foi o caso da Center Panos, a maior rede de franquias de artesanato do país.

A marca observou na quarentena um aumento do empreendedorismo por necessidade, uma imensa busca por terapia ocupacional e alta procura por tecidos tecnológicos.

Ao enxergar uma oportunidade de mercado, a rede investiu em mais alguns itens para sua variada linha de produtos, e comprou uma maior quantidade de TNT-60, recomendado pela ANVISA para a fabricação de máscaras de proteção, tecidos 100% algodão (tricoline), elásticos e outros aviamentos.

A medida deu certo, e resultou em um aumento de 22% no faturamento da rede caso comparado ao período pré-pandêmico.

“A fabricação de máscaras de proteção tornou-se tanto uma atividade terapêutica quanto também uma fonte de renda.

Com a quarentena percebemos que poderíamos ajudar na saúde pública do país e ao mesmo tempo disponibilizarmos outros produtos para o consumidor.

A ação deu tão certo que fizemos uma parceria com artesãs e iniciamos a fabricação de nossas próprias máscaras, ou seja, além de aumentarmos nosso faturamento, contribuímos também com a geração de renda para outras pessoas.

Além de iniciar ações para divulgar outras artesãs que também estavam produzindo este material. Hoje temos plena certeza que o artesanato é um segmento blindado contra a crise”, comenta Ronaldo Cordão, fundador da Center Panos.

Segundo um estudo recente realizado pela Universidade de Cambridge, do Reino Unido, as máscaras – incluindo aquelas de fabricação caseira – podem ser cruciais para evitar uma nova onda de infecções pelo coronavírus.

Mesmo com a retomada econômica, o uso de máscaras será obrigatório em quase todo o país e sua maior utilização refletiu no faturamento da loja de Tânia Monezi, sócia proprietária da Center Panos da Praça da Árvore, na capital paulista.

“Por meio do meu negócio, eu vi profissionais que estavam paralisados no mercado ganhando dinheiro com a fabricação de máscaras.

É um prazer enorme ver as pessoas se tornarem artesãs por conta de uma atividade que vem para proteger a sociedade como um todo.

Ao contrário de outras empresas, não tivemos prejuízos financeiros na quarentena. Em junho, nós dobramos o faturamento e tivemos o melhor mês do ano”, comenta Tânia Monezi, franqueada da Center Panos da Praça da Árvore.

A alta procura por máscaras de proteção é também uma realidade no interior de São Paulo, e já ofereceu bons resultados para a loja de Flavio Prudente.

Engenheiro automotivo, no mês de março, ele mudou de área para investir em uma franquia da Center Panos, em Pindamonhangaba.

A franquia deu tão certo que em menos de seis meses o empresário já assinou contrato para abrir outra unidade, dessa vez em São José dos Campos.

“Devido a quarentena, a sociedade está dando mais valor ao artesanato. É um setor que tem uma tendência de ser extremamente rentável.

Estou feliz com os resultados e por isso que eu e minha esposa decidimos abrir uma nova loja da Center Panos.

Assinamos contrato em junho e devemos abrir por volta de outubro”, finaliza Flavio Prudente.

Para saber mais sobre a franquia Center Panos, CLIQUE AQUI.

NOTÍCIAS RELACIONADAS