Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

BMZ Auto Brokers registra crescimento de 40% em buscas pela franquia

31/03/2020

Com custo operacional e investimento inicial baixos, rede de concessionárias digitais atrai novos investidores

 

O avanço do novo coronavírus tem provocado uma parada na economia global e nacional. Parte da população está em isolamento social, o varejo baixou as portas para ajudar a conter a propagação do vírus e fábricas precisaram interromper ou reduzir a produção. A pandemia pode provocar uma perda de até 4,4% no PIB brasileiro em 2020, de acordo com um estudo do Centro de Macroeconomia Aplicada da Fundação Getulio Vargas (FGV). Considerando um meio-termo, o documento projeta que o PIB fique negativo em 2,5%. Na contramão deste cenário, a BMZ Auto Brokers, rede  de franquias concessionárias digitais, registrou aumento de 40% em buscas de interessados em adquirir uma unidade da franquia, o que demonstra que o setor tem um potencial de crescimento sustentável.

 

Marcio Leitão, CEO e fundador da BMZ Auto Brokers, acredita que o recente aumento de interessados em investir na franquia é oriundo das condições que o modelo de negócio oferece. “Como comercializamos carros de terceiros, os franqueados não necessitam de ponto comercial e capital para investimento na contratação de funcionários e aquisição de veículos que podem sofrer depreciação do capital imobilizado”, diz. Ainda de acordo com Leitão, são esses os mesmos motivos pelos quais os franqueados da rede não vão sentir os efeitos do covid-19 na economia. “O faturamento médio do franqueado é de aproximadamente R$22.100,00 e o custo operacional é muito baixo comparado as possibilidades de ganhos.”

 

Um relatório divulgado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) aponta que o setor de franquias apresentou, em 2019, um crescimento no faturamento de 6,8% em relação ao ano anterior. Do mesmo modo, o segmento de serviço automotivo seguia aquecido e teve um desempenho ainda mais expressivo, com um aumento de 7,2% no mesmo período. No mesmo caminho, de acordo com a Federação Nacional das Associações de Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), a venda de usados e seminovos realizadas em janeiro de 2020 teve um resultado positivo de 4,6% se comparado ao mesmo mês do ano anterior.

NOTÍCIAS RELACIONADAS