Franqueada da Mary Help vence a depressão investindo em negócio
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca
Franquias Mary Help leva selo de excelência

Ela venceu a depressão investindo no próprio negócio

03/12/2021

Franqueada da Mary Help, pioneira no Brasil para seleção e intermediação de diaristas e mensalistas, no bairro Vila Mariana (SP), desde 2015, Marta Regina colhe hoje os frutos de quando aceitou o desafio de empreender mesmo estando em meio à uma depressão.

Sua unidade que registra lucro líquido anual de R$ 120 mil, atende cerca de 600 clientes por mês.

A expectativa agora é atingir a marca de 800 clientes atendidos e lucro de R$ 159 mil para o próximo ano.

Mesmo em meio à uma depressão, resolvi pensar diferente e tentar um negócio próprio, no qual eu poderia colocar em prática tudo o que eu não havia conseguido trabalhando em uma empresa pública.

Tentar ganhar dinheiro e me sentir recompensada por ser inovadora, empreendedora.

Comecei então a procurar e em meio à tantas ideias que pareciam incríveis, encontrei a Mary Help”, declara Marta.

Ela começou sua trajetória profissional em uma empresa pública, em 1998, depois de passar em um concurso.

O que me chamou a atenção na época, foi a estabilidade de um emprego público, coisa que muita gente ainda hoje procura.

Como eu já tinha curso superior – Bacharel em Letras, a minha carreira foi meteórica, chegando em menos de três anos ao cargo de analista sênior.

Porém, eu sempre tive um espírito empreendedor e confesso que quando me deparei com a vida de funcionária pública fiquei um pouco frustrada, pois nesse tipo de trabalho as pessoas são avessas à inovação”.

Ela não se acomodou e durante seu trabalho público concluiu Bacharelado em Administração, além de uma pós-graduação e MBA e, gestão empresarial.

O resultado logo veio, ela se tornou Gestora e Gerente de Marketing, Gerente Comercial, Gerente Financeira e Gerente Administrativa.

Após 18 anos trabalhados em cargo público, Marta foi demitida.

“Fui pega totalmente de surpresa. Entrei em depressão, emagreci 15 quilos e achava que não servia mais para nada, havia sido jogada no lixo.

Era início de 2015, uma crise financeira já estava em franco crescimento e eu estava sem emprego. Tentei as vias normais e comecei a mandar currículo. Eu estava com 47 anos, desempregada”.

Na tentativa de encontrar outro emprego e em meio à tantas ideias incríveis para empreender, ela encontrou a Mary Help.

A simplicidade do negócio em princípio me intrigou, mas as possibilidades eram reais. Avaliei o risco e a recompensa e aceitei o desafio.

Iniciei então com a primeira unidade da Mary Help na Zona Sul de São Paulo em dezembro de 2015 e a partir de então comecei a colher os frutos de meu espírito empreendedor.

Venci a depressão, pois trabalhar como franqueada da Mary Help só me traz desafios que eu tenho alegria de superar. E os números podem falar por si mesmos.

Hoje somos uma das maiores unidades do Brasil e outras vieram a partir de nosso sucesso, como por exemplo as do meu filho, que adquiriu duas unidades da rede, uma em Americana e outra em Limeira, no interior de São Paulo”, relata a franqueada.

A unidade oferece os serviços de faxineiras, passadeiras, cozinheiras, lavadeiras, babás, copeiras, higienização de estofados. As maiores demandas atualmente são de faxineiras.

 

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

 

Fonte: Lucky Assessoria