var lazyload = new LazyLoad({ elements_selector: ".lazy" }); }
Amigas no franchising abrem segunda unidade da Rockeller
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Amigas de infância empreendem juntas com franquias da Rockfeller


12/05/2020


amigas no franchising

Há onze anos, Gabrielle Rauber e Tiani Loos abriram a quinta unidade da rede de ensino de idiomas. Há poucos meses decidiram ampliar os negócios e inauguraram a segunda unidade delas, 62ª da marca

Há pouco mais de uma década, em 2009, as amigas Gabrielle Marques Rauber e Tiani de Matos Loos abriram, em Blumenau, Santa Catarina, a quinta escola da rede de ensino de idiomas Rockfeller Language Center.

As duas tinham 26 anos quando investiram em uma rede que começava a dar seus primeiros passos no setor de franquias e encararam o desafio de empreender.

Aquele, aliás, foi um ano com representatividade feminina no empreendedorismo brasileiro.

De acordo com a pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), 2009 foi o ano em que, pela primeira vez, as mulheres brasileiras superaram os homens quando o assunto é empreendedorismo por oportunidade, considerando os negócios em estágio inicial.

“Éramos duas jovens mulheres se aventurando em uma empreitada que era mais favorável aos homens”, relembra Tiani.

“Ainda hoje, com toda a mudança que temos visto na sociedade, percebemos que as mulheres precisam se esforçar mais, provar a que vieram, que sabem empreender”, comenta.

Para elas, o apoio da família e o suporte que encontraram na franqueadora fez a diferença.

“Quando a gente pensa sobre esse começo, vemos que foi um voto de fé. Tanto nosso, porque acreditamos no plano de expansão da Rockfeller, como deles, que acreditaram em duas jovens”, pondera Gabrielle.


Relação com a marca começou antes da abertura da franquia

Tiani conta que foi aluna da Rockfeller antes de se tornar franqueada.

“Eu estava buscando um curso de inglês e um colega de trabalho me indicou a Rockfeller.

Depois de um tempo a escola da Rockfeller em Balneário Camboriú estava com uma vaga para a direção e eu indiquei a Gabi”.

Apesar de estar trabalhando naquele momento, Gabrielle, que é formada em letras e comunicação social, foi saber mais da Rockfeller e da proposta de trabalho.

“Ao conhecer o método, eu me encantei. Estudei inglês, fiz intercâmbio e já havia trabalhado dando aulas de inglês. A proposta era para ser diretora da escola, acabei aceitando e mudei de emprego”, conta Gabrielle que, ao assumir a direção da unidade, também trabalhou junto com a franqueadora no plano de expansão.

Foi nesse contexto que a oportunidade para abrir uma franquia da marca surgiu.

“A Tiani sempre falava que queria empreender, investir em algo dela, aí comecei a pensar em carreira, no que mais eu poderia fazer. Quando surgiu a oportunidade de ter uma franquia, acabou fazendo muito sentido”, explica Gabrielle.

“Nós conversamos e decidimos que iríamos investir juntas nesse sonho. Conversamos com o pessoal da Rockfeller e, em pouquíssimo tempo, surgiu uma oportunidade para uma franquia em Blumenau”, lembra Tiani, que pediu demissão do emprego em um banco e mudou a carreira de funcionária para empreendedora.

Empreender fez as duas amigas mudarem de cidade

Com a abertura do negócio, Gabrielle e Tiani  precisaram se mudar de Balneário Camboriú para Blumenau, onde administrariam a franquia. Ao lembrar disso, elas são categóricas:

“Foi um desafio, a nossa franquia foi a quinta unidade da rede”.

Hoje, a rede de ensino de idiomas conta com 62 escolas, com previsão de inaugurar mais 15 até junho e terminar o ano com 120 unidades.

“Hoje, os novos franqueados conseguem manter uma troca de experiência com todos os franqueados da rede, isso ajuda. A gente não teve essa oportunidade, porque estava todo mundo começando, todo o nosso suporte foi da franqueadora”, afirmam.

 

Crescimento lento e sustentável

Há 11 anos, o mercado de franquias e o perfil da sociedade eram outros.

As amigas contam que o crescimento foi lento, mas orgânico e sustentável.

“O método agradou e a gente sempre entregou o resultado prometido. Assim, os alunos gostavam e indicavam o curso. Fomos crescendo desse jeito.” Hoje, a escola de Gabrielle e Tiani conta com aproximadamente 550 alunos.

Com a primeira unidade sólida, as sócias viram a oportunidade de abrir uma segunda escola, na mesma Blumenau – a inauguração aconteceu em dezembro de 2019.

“Vimos que é um negócio sustentável e resolvemos investir em mais uma franquia em parceria com a Tatiana Borba, que era diretora da nossa primeira unidade”, explica Gabrielle.

“A escola recém-inaugurou e já temos aproximadamente 200 alunos matriculados”, conta Tiani.

Aos 37 anos, as sócias fazem um balanço dos últimos 11 anos.

“Foi desafiador, mas estamos felizes com a escolha pela Rockfeller.

Hoje, temos mais responsabilidade, mais autonomia e, principalmente, mais satisfação por estarmos investindo em algo que é nosso, que a gente acredita. Isso faz toda a diferença.”

Para saber mais sobre a franquia Rockfeller Language Center, CLIQUE AQUI.