var lazyload = new LazyLoad({ elements_selector: ".lazy" }); }
Mulheres alavancam a expansão da franquia Cuidare
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Empreendedorismo feminino alavanca expansão de franquia


19/03/2021 | Publieditorial


mulheres na franquia Cuidare

Com mais de 70% das unidades comandadas por mulheres, rede Cuidare lança ação para o Mês da Mulher

As mulheres já representam 48,7% do empreendedorismo no Brasil, de acordo com os dados da Global Entrepreneurship Monitor.

Mesmo diante de todos os obstáculos e preconceitos que persistem na sociedade, das crises econômicas, da pandemia e de ter que conciliar as gestões dos negócios e da família, elas seguem superando desafios e inovando em diversas áreas.

Um exemplo nesse sentido é a Cuidare Brasil, uma das maiores redes de cuidadores de pessoas do país. Fundada em 2016 na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, pelo casal Etevaldo Miranda e Izabelly Miranda, a Cuidare surgiu a partir da constatação da carência de serviços de cuidadores qualificados e que atuassem de forma humanizada.

A empresa cresceu rapidamente e, após dois anos liderando o mercado local, tornou-se franquia e passou a dar oportunidade para outras empreendedoras.

 

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

 

Atualmente, as mulheres correspondem a mais de 70% dos postos de liderança da rede, que está presente em 20 estados brasileiros, o Distrito Federal e Portugal com mais de 80 unidades.

Para o Mês da Mulher, a franqueadora lança uma ação para incentivar o empreendedorismo feminino e conectá-las aos propósitos da marca: aquelas que adquirirem a sua franquia no mês de março terão isenção no pagamento de royalties por seis meses.
 

Empreender na profissão que mais cresce no Brasil

A profissão de Cuidador de Idosos é a que mais cresce no Brasil. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho, de 2007 para cá, o número de profissionais saltou de 5.263 para 34.051, um avanço de 547%.

Números tão expressivos quanto o seu pano de fundo: o envelhecimento dos brasileiros. De acordo com o IBGE, a população com mais de 60 anos mais que dobrará até 2050.
 

Crescimento e inovação durante a pandemia

Com a pandemia do novo coronavírus e as regras de isolamento social, a procura por cuidadores de idosos disparou e a franqueadora precisou ajustar toda a cadeia de operação e a gestão da rede à logística dos profissionais.

Para tal, desenvolveu um software para ajudar no gerenciamento das suas unidades, que integra, por exemplo, um sistema de ponto de funcionários via celular por geolocalização, gerando relatórios com horários exatos, número de dias trabalhados, faltas, atestados, salário base, entre outros itens.

Todas essas medidas impactaram positivamente não apenas para que a rede conseguisse dar conta da demanda crescente, mas também no faturamento de 2020, que foi 30% maior.
 

Experiência de quem investiu e vem colhendo frutos

Há quase quatro anos, a publicitária Evelyne Bahiense, de 37 anos, deu uma grande virada na vida quando decidiu iniciar o seu próprio negócio. Trabalhava numa agência até que o sonho de empreender se concretizou ao resolver apostar nos cuidados com os mais vulneráveis. Investiu então na empreitada de levar a Cuidare para a Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

“Empreender representa uma virada na minha vida. Representa força, amor, carinho. Amo trabalhar num ramo fazendo a diferença de forma determinante na vida das pessoas e tenho muito orgulho de fazer parte de uma rede tão humana e forte” – conta emocionada.

Com foco especial nos idosos, ela vem revolucionando esse mercado na região disponibilizando profissionais altamente qualificados, uma carência do setor, e gestão logística digitalizada. Durante a pandemia, essa iniciativa se fez fundamental e ela tem colhido os frutos, com a procura crescente pelos serviços e a consequente ampliação da atuação da empresária.

“Todos os cuidados exigidos pelo novo normal já eram uma realidade nossa, como o uso de máscaras, óculos de proteção, jalecos exclusivamente na casa do assistido, higienização constante das mãos, banho e troca de roupa e sapatos. Agregamos a troca de turnos para evitar horários de pico no trânsito ”– destaca.

 

Raio-X completo da franquia

Investimento inicial: de R$ 25 mil a R$ 40 mil (dependendo do tamanho da cidade)
Royalties: de 1 a 1,5 salário mínimo por mês, a partir do 4º mês do treinamento (mulheres que adquirirem a franquia em março de 2021 são isentas nos seis primeiros meses)
Taxa de publicidade: isento
Faturamento médio mensal: de R$ 54 mil a R$ 180 mil
Lucro médio mensal: entre 16% e 23%
Prazo de retorno: de 12 a 18 meses
Site: www.cuidarebr.com.br

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

 


 
 Por Publieditorial