Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

ABF Franchising Expo: franquia de serviços domésticos apresenta novos modelos de negócio na feira

10/06/2019

Maria Brasileira apresenta oportunidades

Nesta semana acontece em São Paulo a maior feira de franquias do país, a ABF Franchising Expo.

As marcas aproveitam o evento para divulgar as principais novidades e tendências do mundo das franquias.

A Maria Brasileira, por exemplo, apresenta na feira os seus dois novos modelos de negócios: franquia home office e a franquia para cidades com até 30 mil habitantes.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

 

As franqueadas da Maria Brasileira oferecem uma série de serviços domésticos, como babá, cuidador de idosos, limpeza residencial e empresarial, motoristas, jardinagem e outros que podem ser conferidos aqui.

Cidades pequenas, grandes oportunidades 

De acordo com dados do IBGE, mais de quatro mil municípios brasileiros têm até 30 mil habitantes.

Para atender aos moradores dessas regiões, a Maria Brasileira criou um modelo de franquias para cidades pequenas.
 

  • Maria Brasileira franquia em expansão

 
Dois franqueados já atuam em municípios deste porte na rede.

Um deles é o Uidemar Rodrigues dos Santos que, junto com sua esposa Aline Bavaresco dos Santos, abriu uma franquia da Maria Brasileira em Palotina, interior do Paraná.

O município conta com pouco mais de 30 mil habitantes e o casal encontrou na franquia de serviços domésticos uma oportunidade de oferecer algo diferenciado aos moradores da cidade.

 

“Foi uma ideia em conjunto, sempre quisemos abrir um negócio no ramo de limpeza. Fizemos uma pesquisa e chegamos a Maria Brasileira. Vimos que esse modelo nos permitiria abrir algo legal, padrão e diferente do que tem hoje na cidade. A principal oportunidade é a visibilidade, porque se começássemos do zero teríamos uma demora para se firmar no mercado e tudo isso tem um custo”, conta o Uidemar.

 

O franqueado explica que a aceitação da franquia de serviços domésticos na cidade tem sido bastante positiva, mesmo antes dela abrir as portas, o que ocorreu em abril.

 

“Estamos muito felizes com os resultados, a gente não esperava todo esse sucesso por ser algo novo e em cidade pequena. O pessoal procura referência na internet e se surpreende com o histórico da Maria Brasileira, como os prêmios, quantas franquias, o suporte. Isso soma e facilita muito o nosso trabalho. Todos os clientes gostam muito”, comenta o franqueado.

 

Luiz Rudinei Rodrigues é franqueado da Maria Brasileira em Não-Me-Toque, Rio Grande do Sul, município com quase 17.500 habitantes.

A decisão de investir em uma franquia também foi pela facilidade de abrir um negócio próprio.

 

“A Maria Brasileira foi escolhida pela segurança que passou, pelo conhecimento que demonstrou e pela credibilidade que transmitiu nas negociações, além de ser bem conceituada em nossas pesquisas”, conta o franqueado.

 

Luiz Rudinei abriu a franquia em setembro de 2015 e conta que no início foi complicado, pois a cidade estava recebendo uma novidade com cultura de cidade grande.

 

“Com muito trabalho e dedicação nós conquistamos o nosso espaço e a procura por nossos serviços aumenta a cada dia”, comenta.

 

Para ele, as vantagens de uma franquia em cidade pequena são as mesmas de uma cidade grande. “Basta aproveitar cada oportunidade que surge, a diferença é que aqui nos aproximamos e temos contato direto com os clientes, fazendo com que o relacionamento favoreça a propaganda do ‘boca em boca’, que é o melhor marketing em uma cidade pequena”, comenta.

 

Trabalhando de casa

Outra novidade apresentada pela Maria Brasileira na feira é a franquia home office, que é semelhante ao modelo tradicional da rede e pode ser adotada em cidades de todos os tamanhos.

O franqueado oferece aos seus clientes todos os serviços do portfólio e conta com o mesmo suporte, treinamento e benefícios de uma loja física.

A única diferença é que o franqueado trabalha de casa.

Assim, ele pode passar mais tempo com a família e ganhar mais qualidade de vida, porque não precisa gastar tempo se deslocando de casa até o escritório.

Além disso, ele economiza com gastos que uma loja física exigiria, como aluguel e energia, por exemplo.

De acordo com o último balanço da ABF, os modelos alternativos de franquia estão ganhando cada vez mais espaço.

O modelo home office, por exemplo, tinha participação em 4,9% das franquias em 2018 e passou para 6,7% em 2019.

Apesar das vantagens, o home office é um modelo que exige bastante profissionalismo, dedicação e disciplina.

Isso porque o franqueado precisa cumprir os horários estabelecidos e ter foco nas atividades do dia a dia da franquia.

Dicas dos franqueados

O franqueado de Palotina, Uidemar, dá algumas dicas para novos empreendedores da Maria Brasileira. A primeira delas é seguir o plano da franqueadora e, em caso de dúvidas, sempre perguntar.

 

“Além disso, é importante não ficar só dentro da unidade. Eu costumo dizer que o serviço não está dentro da unidade, está fora, então às vezes as pessoas não sabem que a gente existe e precisa do nosso serviço. Também é importante estudar e treinar para falar com propriedade. Foi uma coisa que eu e minha esposa fizemos e que deu muito certo, porque a gente foi para a rua e no primeiro dia fechamos muitos serviços”, ressalta.

 

A dica de Luiz Rudinei, de Não-Me-Toque, é o foco e a dedicação.

 

“É preciso aproveitar os espaços no mercado e temos que nos apaixonar pelo nosso trabalho, assim as coisas fluem naturalmente, pois a Maria Brasileira tem todo o suporte e conhecimento para o que precisarmos”, completa.

 

 

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

 


Por Publieditorial