Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Franquia de medicina acessível tem negócio de baixo risco, alta demanda de clientes e excelente rentabilidade

01/07/2019 | Publieditorial

franquia de medicina acessível - Clínica da Cidade

O desejo de todo empreendedor é investir e trabalhar em um negócio com sucesso garantido.

E, apesar de ser tecnicamente impossível prever esse êxito para qualquer tipo de empreendimento, está nas mãos do investidor o poder de escolher colocar as suas economias em negócios com maiores chances de triunfo e, ao mesmo tempo, menor probabilidade de dar errado.

Um dos segmentos que apresentam quadro semelhante a este é o de franquia de medicina acessível.

Esses espaços têm aproveitado uma demanda do qual o Estado brasileiro não é capaz de atender, além de oferecer serviços de qualidade superior aos oferecidos, por exemplo, pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e rede credenciada dos planos de saúde.

Vale lembrar também que o modelo de negócio desenvolvido permite que os custos dos serviços oferecidos sejam, em média, 60% mais baratos se comparados aos oferecidos em clínicas particulares, o que acaba por atraindo pacientes pelo custo-benefício.

Outro ponto a favor, é que saúde é uma demanda para o ano inteiro, NÃO HÁ SAZONALIDADE, não há crise, afinal as pessoas precisam se cuidar.

E diferente dos segmentos mais populares do franchising como alimentação e vestuário, há pouquíssimas clinicas semelhantes no Brasil.

Ou seja, entrando num mercado que ainda está começando sua chance de sucesso pode ser maior.

A rede de franquias Clínica da Cidade é uma das que surfam neste mercado.

Só no ano passado, a marca viu seu faturamento crescer 30% em relação a 2017, e a estimativa para este ano é de um avanço de dois dígitos.

Para isso, a empresa tem um plano de expansão que prevê a abertura de ao menos 15 novas unidades até o final deste ano.

Atualmente, a rede possui onze espaços em funcionamento.

Na avaliação do diretor-executivo da Clínica da Cidade, Rafael Teixeira, a franquia de medicina acessível se tornou um dos negócios mais promissores do mercado, o que levou a marca a se preparar por anos a fio e desenvolver um sistema de gestão eficiente e rentável.

“Quando pensamos investir em uma franquia, queremos ‘adquirir’ o know-how do negócio e apostar naquilo que gera menor risco de insucesso. A Clínica da Cidade só entrou para o franchising 14 anos após suas unidades próprias serem exaustivamente testadas e comprovarem o sucesso do empreendimento antes de efetivarmos a replicação.”

O diretor aproveita para destacar alguns diferenciais da marca.

Um deles é, por exemplo, o domínio da Clínica da Cidade na área de saúde, que é o seu core business.

Tem também uma diferença entre as franquias de alimentação, por exemplo, que tem uma maior complexidade com profissionais especializados, vigilância sanitária e atendimento aos finais de semana e feriado, isso sem falar da alta rotatividade de profissionais.

Segundo Teixeira, a maioria dos concorrentes são franqueadoras multi-segmentadas.

Ou seja, atuam em diversas áreas, não só em medicina.

“São holdings que possuem várias marcas a oferecer. Nós, por outro lado, já nascemos e somos especialistas em saúde e cuidados, com 16 anos de atuação. Conhecemos profundamente a área de saúde, sabemos o que funciona e não funciona dentro do nosso negócio, tanto que as primeiras operações comprovam o sucesso da franquia, com rentabilidade de 20% e faturamento líquido acima de R$20.000,00 com apenas 01 ano de operação”.

 

Hoje, a rede estima que sejam realizados mais de 30 mil atendimentos por mês em suas unidades.

Entre os procedimentos oferecidos estão: consultas acessíveis nas mais diversas áreas, exames laboratoriais e de imagem, entre outros.

A Clínica da Cidade trabalha somente com recepcionistas de nível médio, de segunda a sexta em horário comercial e aos sábados somente até as 12h, ou seja, grande oferta de mão de obra no mercado, baixa rotatividade e zero de absenteísmo.

 

QUERO FALAR COM A FRANQUIA CLÍNICA DA CIDADE

 

Mercado

Em 2019, o Governo Federal deve gastar mais de R$ 122 bilhões em saúde pública em todo o País, de acordo com o orçamento aprovado no ano passado.

Enquanto isso, segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), cerca de R$ 314 bilhões são movimentados pelo sistema privado de saúde como hospitais, clínicas e laboratórios, além dos convênios médicos.

Como atualmente o SUS sobrecarregado, temos um alto índice de desemprego o que acaba acarretando sérios problemas para os planos de saúde, nosso mercado se torna ainda mais atrativo.

Além disso, o franchising brasileiro, segundo levantamento da Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostrou que o segmento de Saúde, Beleza e Bem Estar, do qual a franquia de medicina acessível faz parte, cresceu 6,3% em faturamento no ano passado, na comparação com 2017.

No total, foram faturados R$ 31,9 bilhões, consolidando esse segmento como um dos mais consistentes do franchising brasileiro (veja quadro abaixo).

franquia de medicina acessível

Suporte

É importante ressaltar que, para se tornar um franqueado da Clínica da Cidade, não é necessária a formação em medicina ou em qualquer área voltada à saúde.

A franqueadora oferece suporte completo para os parceiros, que passam por um rigoroso processo de treinamento antes de atuar na gestão do negócio.

Veja o que mais está incluso no suporte da marca:

  • Projeto arquitetônico e escolha do ponto ideal;
  • Marketing especializado;
  • Sistema de gestão próprio;
  • Plataforma digital;
  • Agendamento online;
  • Business inteligence;
  • Consultoria de campo;
  • Apoio antes e depois da inauguração;
  • Prontuário eletrônico unificado;

 

A franquia

Fundada em 2003, em Campinas, a Clínica da Cidade expandiu sua atuação por meio de franquias apenas em 2017, nas cidades de Hortolândia, Jundiaí, Sorocaba, Americana, Sumaré, Piracicaba, Limeira e São Paulo.

A marca é pioneira na adoção do conceito de medicina acessível, que são centros médicos completos, com exames laboratoriais e de imagem e consultas médicas em diversas especialidades com valores acessíveis, ideais para quem não tem plano de saúde.

Outra vantagem do conceito “medicina acessível” é atrair o usuário de planos de saúde, que se queixam da dificuldade de agendar uma consulta com especialista.

Na Clínica da Cidade conseguem fácil agendamento no mesmo dia ou na semana e posteriormente solicitam o reembolso para o convenio.

As clínicas também oferecem uma grande variedade de exames realizados internamente e externamente, entre eles ultrassonografia, tomografia computadorizada, mamografia e exames cardiológicos.

A marca possui 3 modelos de comercialização da franquia, adequadas ao tamanho da cidade, pequenas, médias e grandes.

O investimento inicial para abrir uma unidade parte de R$ 250 mil e o retorno do aporte é previsto para ocorrer entre 24 e 36 meses após o início da operação.

  • franquia de medicina acessível
    Clínica da Cidade unidade Jundiaí

 

Raio x da franquia

Investimento inicial — a partir de R$ 250 mil
Royalties — fixo e mensal de 7% sobre o faturamento
Taxa de publicidade — Não é cobrado
Faturamento médio mensal — R$ 150 mil
Prazo de retorno — 24 a 36 meses

 

QUERO FALAR COM A FRANQUIA CLÍNICA DA CIDADE

 


Por Publieditorial