Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Investir em franquia de idioma é um ótimo negócio

02/07/2019 | Publieditorial

Franquia de idiomas CNA

Investir em uma franquia de idiomas tem muitos benefícios.

Um deles é a satisfação em saber que você está contribuindo para algo muito importante, que é o desenvolvimento de outra pessoa.

O outro é, claro, ganhar dinheiro em um segmento que está em ascensão.

Segundo dados da ABF, as franquias de serviços educacionais faturaram R$ 2,8 bilhões no primeiro trimestre de 2019, um aumento de 8,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em 2018, o segmento faturou R$ 11,4 bilhões.

Muitos se perguntam: será que vale a pena investir numa franquia de idiomas?

Segundo o CNA, a resposta é sim!

A franquia educacional é uma das mais reconhecidas do mercado, existe há mais de 45 anos e oferece cursos de inglês e espanhol.

O CNA é 24ª maior franquia em número de unidades, segundo um estudo da ABF, com 579 escolas pelo País.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

Além disso, já mapeou mais de 1000 oportunidades em todo o território nacional.

Ou seja, há grandes oportunidades para os empreendedores explorarem em diversas partes do Brasil.

Grandes oportunidades no mercado

Quando alguém domina outro idioma, muitas oportunidades se abrem na vida pessoal, acadêmica e profissional.

Segundo uma pesquisa da Catho, saber inglês fluentemente pode aumentar em até 70% o salário.

Outros estudos revelam que apenas 2% dos brasileiros estudam um outro idioma e 8% da população pretende aprender uma segunda língua no curto e médio prazo.

Ainda neste ano, o CNA deve inaugurar novas escolas em diferentes estados do Brasil para atender a demanda.

Há 27 anos, o pai de Vanessa Urso Potenza abriu uma franquia do CNA em São Vicente, litoral de São Paulo.

Hoje, ela e a irmã administram o negócio.

“O ‘bichinho CNA’ mordeu a família há 27 anos e agora estamos partindo para a terceira franquia dentro da cidade. Queremos atender melhor o público que demora para se deslocar até a região central, onde estão as escolas. Temos muito trabalho pela frente, estou bastante ansiosa”, ressaltou Vanessa.

Danielen Pugliese e seu marido, Henrique Pugliese, são franqueados do CNA em Jundiaí, interior de São Paulo. Danielen trabalhou no CNA por seis meses, até que surgiu a oportunidade de abrir a primeira escola de idiomas.

“Agora, vamos abrir uma segunda unidade em Jundiaí, que é uma região com um grande potencial de crescimento. Quem sabe no ano que vem a terceira?”, comentou a franqueada.

Já William Braathesn é proprietário de uma escola de idiomas em Viçosa, Minas Gerais, há 30 anos.

No fim de 2018, ele decidiu adotar a bandeira do CNA e viu o ticket médio aumentar em 50%.

“Estamos em pleno crescimento e muito animados com os resultados. Vamos para a segunda escola também em Minas Gerais na cidade de Muriaé. Estou surpreso de inaugurar outra unidade em tão pouco tempo, vesti a camisa do CNA muito rápido”, afirmou o franqueado.

Atualmente, o CNA conta com diferentes formatos de franquias, que foram classificados em três categorias:

“P” – Com investimentos a partir de R$ 100 mil reais, os formatos são ideais para cidades pequenas.

“M” – Franquias com investimento a partir dos R$ 200 mil e indicadas para cidades de médio a grande porte.

“G” – O investimento da franquia é a partir de R$ 300 mil. O formato também é voltado para cidades de médio e grande porte.

 

 

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

 


Por Publieditorial