Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

Escolha pelo menos um opção para sua busca

Motivação para ter um negócio próprio ao invés de um emprego

26/04/2013

Por Claudio Luiz Miccieli

Para quem não está familiarizado com o sistema de franquia, há dois termos que causam mais estranheza que os demais: royalties e fundo de propaganda. Como se entender isso? Ambos podem ser considerados taxas cobradas pela franqueadora. A quantia arrecadada é utilizada para desenvolvimento de produtos e tecnologias, pesquisas, capacitação de pessoal, investimento na divulgação da marca em campanhas publicitárias, folhetos e assessoria de imprensa, entre outros.

Previstos pela Lei de Franchising (Lei n 8.955, de 15 de Dezembro de 1994), royalties e fundo de propaganda devem estar expressamente descritos no projeto de franquia e no contrato assinado entre franqueadora e franqueado.

Cada marca franqueada estipula o percentual tanto para o royalty como para o fundo de marketing. Para ter uma idéia em valores, um exemplo hipotético:

Um determinado franqueado tem um faturamento de R$ 70 mil por mês. Por ter aceitado no contrato de franquia uma taxa mensal de 4% a título de Royalty e 4% de Fundo de Marketing, ambos incidentes sobre o faturamento bruto mensal, ele deve pagar à franqueadora um total de R$ 5.600.

Se esse mesmo franqueado tiver despesas operacionais, incluindo desde aluguel e compra de mercadorias até folha de pagamento e impostos , no valor de R$ 56.700, o lucro liquido desse franqueado será de R$ 7.700 , equivalente a 11% do faturamento bruto.

Os royalties são como um investimento que os franqueados fazem coletivamente para sustentar a operação da empresa franqueadora, visando a constante melhoria dos padrões, serviços e produtos da rede.

O Fundo de Marketing é usado para custear o posicionamento da marca junto aos diversos públicos envolvidos: franqueados e demais investidores, consumidores, órgãos de defesa do consumidor e formadores de opinião.

É importante ressaltar que, em alguns casos, a franqueadora administra esse Fundo de Marketing de forma compartilhada com os franqueados, que se reúnem em associações para discutir interesses comuns e se aproximar do centro de decisões.

Esta integração entre franqueadora e franqueado permite o fortalecimento da parceria entre ambos, propiciando comprometimento, ética e respeito à marca.

[email protected]

Quer aprofundar-se neste assunto?
Participe do curso “Entendendo Franchising”, para informações clique aqui!