Mercado de franquias, o que podemos esperar?
Mercado de franquias, o que podemos esperar?

Encontre aqui as melhores franquias

«
  • Tipos
  • Tipos
Escolha pelo menos um opção para sua busca
mercado de franquias 2023

O que esperar do mercado de franquias em 2023

10/03/2023

*Por Mateus Queiroz

 

Quais as oportunidades e desafios do setor de franquias em 2023, já que ainda estamos em fevereiro?

A minha resposta imediata é: os mesmos de 2022! Quando falo isso, traduzo para: eles são muitos!

A previsibilidade é o melhor cenário para se atuar e, mesmo parecendo contrária à inovação, ela nos direciona de forma mais certeira para os nossos objetivos.

O final do ano passado foi imprevisível para o mercado, com muitos eventos acontecendo ao mesmo tempo: Copa do Mundo, Black Friday, eleições, Natal e com certeza algum outro que possivelmente deixei de citar.

Muitas operações colheram bons resultados, já outras nem tanto.

Anterior a isso, tivemos a pandemia.

O que quero colocar na mesa é que para marcas que viveram esses acontecimentos como a The Best Açaí, o mar de oportunidades de 2023 nos desafia a fazer valer toda essa experiência.

Esse histórico que citei aí em cima traçou tendências que neste ano devem permanecer.

A gestão de dados é uma delas.

O digital já vinha com força há alguns anos e nos últimos três se tornou um dos principais canais para as marcas e, claro, para as franquias.

Saber a forma certa de coletar os dados e a partir deles traçar projetos e soluções é um trabalho que deve ser desenvolvido pela marca e continuado pelos franqueados.

A The Best Açaí tem o maior Instagram de açaí self-service do mundo e isso mostra que quando o cliente não está na loja consumindo os produtos, ele está consumindo nossa informação.

E neste meio tempo é ela que vai guiá-lo (ou não) até a conversão da venda.

Em meio a atenção voltada ao universo digital e o boom de temáticas como inteligência virtual com o ChatGPT e APPs (quero falar sobre canais em outro momento), segundo o portal Pequenas Empresas & Grandes Negócios, a reconexão presencial marca este ano que se iniciou.

Percebo isso diariamente com os milhares de clientes que passam pelas 200 lojas da The Best Açaí.

Eles buscam não só o consumo do alimento, mas a interação social, a pausa e desaceleração que o ambiente virtual não consegue proporcionar.

As franquias precisam estar preparadas para oferecer experiência de qualidade e fazer o básico do bom atendimento funciona perfeitamente.

Mas o desafio é contínuo, pois quando falamos em franquias, o cliente quer de imediato que a qualidade e excelência sejam padronizadas desde que ele pisa na loja – e ele tem razão.

Por fim, enxergo na identificação entre franqueadora e franqueado a principal engrenagem para o segmento.

Nas duas pontas é preciso lutar pela continuidade dos negócios e entender da logística, da tecnologia, dos canais, até a montagem do ponto de venda.

A aproximação com o cliente é de suma importância, mas transmitir a essência da marca e prestar suporte são necessários para uma escalabilidade sustentável.

*Mateus Queiroz é CEO do Grupo The Best, que reúne as marcas The Best Açaí, Amadelli, Gracco Burguer e Gracco Express.

 

Fonte: Comunicação The Best Açaí