Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Ele largou o emprego em uma multinacional para criar a rede que é destaque entre franquias de publicidade; faturamento passa dos R$ 6 milhões

13/06/2018

Franquias de publicidade PremiaPão

Raphael Mattos, da PremiaPão, montou negócio que funcionou durante quatro meses no futuro quarto da bebê esperada pela esposa e hoje dirige mais de 260 franquias de publicidade.

No início de 2015, a gravidez da esposa e a necessidade de uma renda maior foram o ponta-pé inicial para que Raphael Mattos, 28, decidisse abandonar a carreira promissora em uma multinacional do setor de auditoria na cidade de Recife, capital de Pernambuco, para montar o próprio negócio.

Uma das maiores franquias de publicidade do Brasil, a empresa nasceu de uma percepção do jovem administrador que reparou que saquinhos de pão poderiam servir como impulso para propagandas de negócios locais.

Para chamar a atenção do consumidor, no entanto, apostou e aposta até hoje na distribuição de prêmios entre os clientes.

A PremiaPão já sorteou R$ 60 mil ao longo de dois anos, já conta com mais de 260 unidades franqueadas e faturou R$ 6 milhões em 2017.

“Eu tinha sete meses para fazer o negócio decolar e só restava trabalhar dentro do quarto do bebê que estava por vir. Largar o emprego foi uma decisão difícil. Comecei o negócio com R$ 10 mil, chamei o Pedro Machado e o Diego Castro, dois amigos de longa data, e assim nasceu a empresa”, explica Raphael Mattos co-fundador da PremiaPão.

Com a sociedade formada, ainda faltava a ideia de “ouro”.

Era preciso atrelar a publicidade em saquinhos a algo atrativo para o consumidor final.

“Após um dia intenso de trabalho em busca por um diferencial entre as franquias de publicidade tradicionais, veio a ideia dos prêmios. Deu muito certo”, analisa Mattos sobre os sorteios, que são pagos integralmente com verba da franqueadora.

 Na prática, a PremiaPão comercializa espaços publicitários em saquinhos de pão. Os sorteios acontecem uma vez por mês e, para participar, é preciso que o consumidor faça um cadastro no site da empresa – cada saquinho vem com um código promocional. Os sacos são fornecidos sem custos para as padarias e outros estabelecimentos que queiram utilizá-los.

Em quatro meses de operação, a empresa já contava com quatro unidades.

A função dos franqueados é simples, vender módulos de publicidade para pequenos negócios locais próximos à padaria em questão, por valores a partir de R$500.

 “A publicidade neste tipo de mídia é uma ótima maneira de fazer propaganda. É costume nacional tomar café da manhã com pãozinho quente. Ou seja, muita, mas muita gente mesmo tem contato com o que está escrito nos saquinhos”, explica Mattos.

O modelo de franquia da PremiaPão é home-based, e conta com valor de investimento a partir de R$ 8 mil, que pode variar de acordo com o número de habitantes da região do franqueado.

 “Já nascemos com essa proposta. A ideia inicial foi exatamente essa. Valor baixo com comodidade e flexibilidade para o franqueado. Talvez esse tenha sido o grande motivo para a PremiaPão entrar em evidência entre as principais franquias de publicidade do país. É um modelo que vem dando muito certo, pois se encaixa na realidade financeira atual dos brasileiros”, explica.

Em 2017 a empresa faturou R$ 6 milhões.

Para 2018, a previsão é que este número chegue a R$ 10 mi.

A projeção de abertura de unidades é que alcance 360 até o fim do ano.

 

Veja outros artigos que podem te interessar: