Definir o perfil do investidor é o primeiro passo para o sucesso
Definir o perfil do investidor é o primeiro passo para o sucesso

Encontre aqui as melhores franquias

«
  • Tipos
  • Tipos
Escolha pelo menos um opção para sua busca
Perfil do Investidor

Definir o perfil do investidor, primeiro passo no sucesso do empreendimento

04/08/2023

*Por Eduardo Santinoni

Vivemos um momento em que há um crescente número de pessoas desejando abrir seu próprio negócio.

Pesquisa divulgada pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), revela que 60% dos brasileiros desejam empreender na atualidade, um aumento em comparação com o ano de 2021, no qual esse número registrava 46%.

Existem diferentes perfis dentro do empreendedorismo.

Entre eles, aquele da criação, de quem corre atrás, constrói e vê oportunidades.

Outros que ingressam, têm as franquias como porta de entrada dos próprios negócios.

Esses, não são tão expansionistas e procuram um modelo de negócio já ajeitado.

Também são empreendedores, mas ainda estão desenvolvendo competências para se tornarem empresários de maior porte.

Para exemplificar, eu sempre uso o Steve Jobs, fundador da Apple, que é um ícone no empreendedorismo, mas como franqueado de alguma rede, seria como colocar “um siri na lata”.

Ele iria ficar se debatendo, com a necessidade de desenvolver coisas novas e trabalhar a inovação o tempo inteiro.

É um cara que tem perfil empreendedor de líder, a locomotiva que conduz toda a equipe, gera empregos, entre outros.

Por outro lado, do mesmo jeito que um empreendedor que está começando, na posição do Steve Jobs, não seria uma locomotiva.

Quando pensamos nisso, faz muito sentido que o primeiro lugar para olhar é para si mesmo, entender como o negócio vai fazer sentido para você.

Antes de sair procurando, eu tenho que olhar para mim mesmo e pensar no que faz sentido.

Aí você pega o que tem de capital e fala: “beleza! Quais são as alternativas para esse meu capital dentro do setor que eu escolhi, de tamanho de negócio e tipo de atividades que eu vou desempenhar?.”

Quando o investidor já possui um valor para começar, mas nenhuma experiência, a dica é não ficar parado, mas começar pelo básico: aprender sobre o processo.

Isso porque os riscos ficam muito altos quando a pessoa está com a qualificação muito baixa.

Nunca vou falar para ficar parado, ao invés disso “se capacite e comece pequeno”.

 

*Eduardo Santinoni é sócio fundador da Y Consultoria, especializada em crescimento de redes, formatação de franquias e implantação de OKR. Também é credenciado como instrutor de cursos da ABF e está presente nos principais eventos mundiais de Redes, Franquia e Varejo.

 

Fonte: Oficina da Comunicação Integrada