Código Girls avança na experiência omnichannel e espera crescer 40%
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Código Girls avança na experiência omnichannel e espera crescer 40%


07/10/2021


Marca de roupas voltada para o público infantojuvenil, a Código Girls usa solução de venda assistida da JET para conectar 500 colaboradores no mundo online

 

No mercado há mais de 20 anos, a Código Girls nasceu como fábrica de roupas femininas para o público infantojuvenil, criou lojas físicas e virou rede de franquias. Hoje, com 2 lojas próprias e 58 franqueadas, a marca busca formas eficientes de conectar as clientes, descritas como “garotas de atitude antenadas com a moda”, aos mais de 500 colaboradores de forma omnichannel, ou seja, o cliente escolhe onde compra e recebe o produto, se em casa, no whatsapp, nas redes sociais, no telefone ou na loja.

“Desde a pandemia, todas as lojas tiveram que se reinventar. Tivemos sorte, pois nossos líderes já eram visionários e desde que criamos o e-commerce há seis anos buscávamos a unificação por meio do conceito omnichannel. Nosso cliente também é mais jovem, assim sempre olhamos para o digital de uma forma mais atenta. Por isso, com a mudança para a plataforma da JET, acreditamos que nosso crescimento será de 40% até o final do ano”, conta a gerente de marketing da marca, Vanessa Furioso.

A mudança para o e-commerce da JET melhorou ainda mais o projeto de omnicanalidade, especialmente com a integração de solução de vendas assistidas. “Somos uma marca multicanal e com a nova solução ficou mais fácil identificar o vendedor, e a loja, para fazer os pagamentos de comissões, por exemplo”, afirma Vanessa.

A solução de venda assistida da JET é um módulo da plataforma de e-commerce que permite a comercialização de produtos no modelo de televendas, ou seja, a equipe de atendimento efetua o processo de venda na loja virtual, com os dados do cliente e as informações da venda que podem vir do WhatsApp ou do telefone e são incluídas no painel administrativo.

Na central do vendedor, é possível efetuar cadastro de novos clientes, consultar cadastros existentes, consultar informações de pedidos anteriores, alterar endereço do cliente, alterar e-mail do cliente, reenviar senha e vinculá-lo à compra. O módulo integra o e-commerce à força de vendas do físico e proporciona uma experiência para o consumidor.

“A proposta de vendas assistida para redes de franquias coloca a empresa à frente de seus competidores. Os franqueados ficam felizes por atender o cliente em diversos canais e são remunerados adequadamente por suas vendas. Isso cria vantagens na área de logística, pois a entrega fica por conta do franqueador e facilita o controle de produção na fábrica. O franqueador tem acesso a informações de board sobre quais produtos estão sendo vendidos, em que horário, por qual loja e muito mais”, afirma Gustavo Chapchap, CMO da JET.

As vendas online para qualquer loja do mundo da moda é sempre um desafio devido ao número de novos produtos que são lançados todos os meses em diferentes cores e estampas. “A Código Girls atua com moda no conceito ‘just in time’, traz novidades semanais e tendências. Isso facilita muito, pois nosso sistema trabalha de forma a produzir a quantidade exata de um produto, de acordo com a demanda, de forma rápida e sem a necessidade da formação de estoques, fazendo com que o produto chegue ao seu destino no tempo certo. E agora nossa meta é intensificar a omnicanalidade, estando literalmente em todos os canais possíveis, seja celular, site, telefone, rede social ou loja física”, explica Vanessa.

A mudança de hábito dos consumidores que ocorreu devido à pandemia fez com que o consumidor valorizasse mais as lojas que estão preocupadas com o conceito de omnicanalidade.  “Quando uma empresa coloca o cliente no centro do negócio, não tem como não ir para o híbrido entre o mundo físico e o digital. A pandemia só acelerou um movimento que já existia em direção às compras online e nos canais como redes sociais. A Código Girls tem sido visionária na área de franquias, que ainda engatinha nesse conceito”, comenta Chapchap da JET.

NOTÍCIAS RELACIONADAS