Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

A franquia de cookies caseiros que nasceu para ajudar uma pessoa e se tornou um negócio promissor

11/12/2019

Natalia Pavan da franquia de cookies caseiros My Cookies

Fundada em 2016 pela empresária Natalie Pavan, a franquia de cookies caseiros MyCookies nasceu de forma despretensiosa.

Os primeiros passos foram dados com a venda de cookies de receita própria sendo vendidos nas portas das escolas.

Hoje a marca conta com 25 unidades em seis estados, além de uma fábrica em Campo Grande (MS) e projeto próprio de franquia iniciado em 2018.

Até o fim de 2019, a rede apresenta planos ambiciosos com a expectativa de abrir 15 novas unidades, totalizando 40 unidades de franquia.

 

O começo

As primeiras fornadas do biscoito foram assadas para ajudar um amigo da família que passava por dificuldades.

As vendas começaram nas portas das escolas, com os cookies embalados, mas a empresária chegou à conclusão de que se fossem assados na hora, sendo vendidos fresquinhos, fariam ainda mais sucesso.

Natalie decidiu então, sem qualquer verba, alugar um espaço Supermercado Walmart, onde conseguiu negociar que o primeiro pagamento ocorresse após 30 dias de uso.

Comprou um balcão parcelado no cheque, um freezer usado e um forno residencial que assava apenas oito cookies a cada 15 minutos.

Já no primeiro mês, Natalie faturou o suficiente para quitar o aluguel, as parcelas do balcão e um salário para o amigo.

 

O crescimento

O sucesso e a demanda exigiram que a marca crescesse junto com as vendas e encomendas.

Natalie transformou o simples em extraordinário, inovou e movimentou a região, abrindo as primeiras 10 unidades, todas próprias.

Mais do que um simples cookie, Natalie passou a vender experiência.

Ela combinou a paixão pelos negócios com uma receita única de sabor e felicidade.

O cookie crocante por fora e macio por dentro virou um símbolo.

 

O propósito

Para a empresária,

“falar sobre a MyCookies não é falar sobre um produto, porque a marca surgiu já com o intuito de ajudar alguém que precisava de uma renda.

A ideia de vender cookies ajudou essa pessoa e transcendeu nossas expectativas, tornando-se no que é hoje e alimentando esse sentimento de gerar solidariedade e bons momentos”.

Para se dedicar à MyCookies, a empresária largou o trabalho em uma grande empresa, mantendo-se focada na produção e na busca de soluções para enfrentar os problemas que surgiam no processo de construção da marca.

“Hoje, com muito orgulho, gero emprego para mais de 80 famílias, com 80% de mulheres”, completa Natalie.

 

Para saber mais sobre a franquia My Cookies, CLIQUE AQUI!