Jovem abriu startup de permuta e já movimentou mais de R$ 20 milhões
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Empreendedorismo jovem: Ele abriu startup de permuta aos 22 anos e já movimentou mais de R$ 20 milhões em negócios


22/11/2021


Startup de permuta

O mineiro Matheus Albuquerque Durães empreende desde os 16 anos, e no início de 2021 apostou no mercado de franchising ao transformar sua startup de permuta em franquia.

Em seis meses, alcançou seis operações por Minas Gerais e Bahia e almeja encerrar o ano com faturamento de R$ 500 mil

Herança empreendedora. Há pessoas que com o passar do tempo descobrem aptidão para empreender, outras desde pequenas demonstram facilidade para inovações.

Matheus Albuquerque Durães se espelhou nos pais, exemplo bem sucedido no ramo da educação, na cidade de Montes Claros (MG), para ir em busca do empreendedorismo.

Com apenas 24 anos de idade, ele está à frente da startup Kaz – uma plataforma que permite que os empresários troquem os produtos e serviços que possuem pela moeda digital KAZ (Kz), assim, eles podem consumir qualquer produto ou serviço de outros empresários cadastrados nas cidades de inscrição.

Somente em Montes Claros, ele já movimentou mais de R$20 milhões em negócios realizados desde que a startup entrou em operação em 2019.

Tino para os negócios

Desde garoto Matheus arrumava um jeito de fazer renda, mas começou a empreender de verdade aos 15 anos, quando buscava as primeiras informações de como abrir o primeiro negócio próprio.

Aos 16 anos, abriu do absoluto zero duas lojas de roupas de artigos masculinos em sua cidade natal.

Foi a partir daí que começou a sentir na pele quais são as grandes dificuldades dos empresários e, ao mesmo tempo, como é apaixonante e prazeroso empreender.

Aos 17 anos foi convidado por um grande amigo para trabalhar em uma empresa de perfumaria, cosméticos e bem-estar que trabalha com venda direta e marketing multinível – para atuar no setor de marketing e relacionamento da rede.

“Como meus projetos são feitos com muita intensidade e eu gostava demais de gerir equipe e vender, com três meses de negócio atingi um patamar de Diamante e com sete meses alcancei o Duplo Diamante, ganhando viagens internacionais, prêmios e condecorações!”, relembra.

Seu crescimento profissional e pessoal foi muito rápido!

Lá ele liderava uma equipe de quase duas mil pessoas, formava líderes e os ensinava a formar novos líderes.

A rotina era muito puxada, mas a recompensa veio, e não demorou muito tempo.

“Me tornei o mais jovem empreendedor do Brasil nesse ramo, contando a minha história e falando sobre o marketing de rede em diversos palcos pelo Brasil”, conta Matheus.

Aos 19 anos, sua mãe, assistindo de perto toda a sua jornada no mundo do empreendedorismo, o convidou para fazer parte do time de executivos da empresa Sólido Kids, que atua no ramo da educação.

Lá assumiu o cargo de diretor na área financeira administrativa do colégio e só aceitou o desafio porque sabia que seria mais uma fase de grande aprendizado.

Dois anos depois, Matheus fez parte do quadro societário do Colégio.

Com o aprendizado adquirido durante esse tempo foi em busca de ter a sua própria instituição de ensino na cidade, o Colégio Vitória.

Lançamento da startup

Em 2019, o jovem empreendedor inaugurou a startup Kaz.

A ideia agradou em cheio empresários locais e, com o crescimento do empreendimento testado e aprovado na unidade piloto em Montes Claros, Matheus viu a possibilidade de formatar o negócio em microfranquia.

Foi então que no início deste ano o Kaz chegou no mercado de franchising apoiado em duas ferramentas muito utilizadas pela maioria dos empresários: a permuta e o networking.

“Meu objetivo com o Kaz é completar a minha história ajudando empresários e aspirantes a empreendedores a terem a sua mais alta performance no mundo do empreendedorismo.

Apesar do pouco tempo de atuação no mercado, já estamos recebendo feedback positivo dos empresários e franqueados e isso é uma verdadeira injeção de ânimo!”, enfatiza o jovem empresário.

Negócio inovador

O mercado de atuação do Kaz é uma evolução do modelo tradicional de permuta que ultrapassa gerações.

Na antiguidade, para conseguir o que queria ninguém precisava se preocupar em pagar tudo só com dinheiro. As pessoas trocavam o que tinham por aquilo que queriam.

Hoje, muitos anos depois, a marca foi em busca de repaginar a permuta para aumentar o poder de compra e preservar o fluxo de caixa das empresas.

Com a tecnologia, a rede criou uma moeda digital e uma plataforma que são apenas coadjuvantes em meio a um modelo de mercado que nunca deixará de ser tendência.

No Kaz, o empresário troca os produtos e serviços que possui pela moeda digital Kaz, que tem o mesmo valor do Real (1 kaz = R$ 1 real) e pode gastá-la consumindo qualquer outro produto ou serviço de outros empresários cadastrados em todo o Brasil.

Desta forma, o programa facilita a entrada de novos clientes nas empresas e o aquecimento do comércio.

Fácil operação

O maior diferencial de ser um franqueado Kaz é obter a exclusividade e o pioneirismo deste modelo de permuta na cidade, pois a troca é um modelo de negócio que, embora seja atemporal, despontou como tendência nos últimos anos.

Além do mais, a franquia tem outros diferenciais como alta rentabilidade e sistema automatizado; além de ser um negócio escalável, ou seja, o franqueado ganha sobre cada negociação realizada, mas continua com os mesmos custos fixos, o que aumenta o seu lucro com o passar do tempo.

O investimento do escritório Kaz custa em média R$ 28 mil para quem irá montar a estrutura do zero, mas é possível montá-lo em estrutura própria, cortando os custos praticamente pela metade.

Para iniciar uma unidade Kaz, a taxa de franquia varia de acordo com a quantidade de habitantes da cidade.

O valor da taxa mínima é de R$ 16 mil para cidades com até 200 mil habitantes; R$ 18 mil para cidades entre 200 mil a 500 mil habitantes, e de R$ 20 mil para cidades que tenham mais de 500 mil habitantes.

O faturamento do negócio é outro atrativo e pode chegar a R$ 60 mil por mês após o primeiro ano de implantação, com uma margem de lucro de 29% a 34% sobre o faturamento.

O franqueado consegue recuperar o dinheiro investido previsto entre 9 a 12 meses.

A estrutura da equipe Kaz é formada por cinco colaboradores: 1 Gestor Comercial, 1 Gestor Financeiro e 3 Executivos de Negócios.

Todos da equipe Kaz ganham um salário fixo mais as comissões pelas movimentações da franquia, o que incentiva a produtividade dos colaboradores.

Em ritmo de crescimento

A rede conta atualmente com sete unidades em operação, sendo uma própria em Montes Claros (MG), Patos de Minas (MG), Patrocínio (MG), Juiz de Fora (MG), Porto Seguro (BA), Eunápolis (BA) e Teixeira de Freitas (BA), além de mais cinco unidades em processo de implantação.

O objetivo da rede é comercializar três novas unidades por mês, totalizando 25 unidades Kaz para este ano.

O diretor executivo da rede almeja alcançar a marca de R$500.000,00 em faturamento no primeiro ano da marca no franchising.

Sobre o Kaz

Lançada no mercado em janeiro de 2021, o Kaz é uma franquia de permuta multilateral que, por meio de uma plataforma, tem como objetivo conectar empresários de todo o Brasil.

Por fomentar as permutas, a franquia permite que o empresário preserve o fluxo de caixa da empresa e aumente suas vendas.

O investimento inicial é a partir de R$ 41 mil com retorno do investimento entre 9 a 12 meses, tendo um faturamento médio de R$ 60 mil por mês após o primeiro ano, com uma margem de lucro de 29 a 34% sobre o faturamento.

A rede possui 7 unidades ao todo, sendo uma unidade própria em Montes Claros/MG, 1 recém inaugurada em Patos de Minas/MG e outras 5 espalhadas pelos estados de Minas Gerais e Bahia.

 

QUERO MAIS INFORMAÇÕES DESTA FRANQUIA!

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA
Fatos&Ideias Comunicação – [email protected]
Renata Brito – (17) 9 9107-4530 – [email protected]