Empresária fatura R$ 2 mi com franquia de sapatilhas no Rio de Janeiro
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Empresária fatura R$ 2 mi com franquia de sapatilhas populares no Rio de Janeiro


28/01/2020


franquia de sapatilhas

Nascida e criada no Sul de Minas Gerais, Suzana Andrade, 37, desde pequena sonhava em ser dona do seu próprio negócio.

Em sua cidade natal, a empresária trabalhava em uma tecelagem, fábrica que produz tapetes artesanais, e sua vida sempre foi em torno das linhas de crochê.

Ao se mudar para o Rio de Janeiro para ficar mais próxima do marido, se viu sem rumo em uma localidade nova.

Foi em uma das andanças ao centro de Niteroí que conheceu a Mil e Uma Sapatilhas, se apaixonou pelo produto e decidiu que seria franqueada da marca.

Hoje, com duas unidades abertas, Itaboraí e Magé, a empresária faturou R$ 2 milhões em menos de dois anos de operação da franquia de sapatilhas.

“Comprei a sapatilha e saí da loja já usando. Foi incrível.

Cheguei em casa e comentei com meu marido que tinha encontrado um calçado que não machucou meus pés e que queria um estabelecimento igual.

Nem sabia que era franquia.

Foi paixão foi a primeira vista”, conta a franqueada, que abriu a primeira unidade em Junho de 2018.

 

Inauguração bombástica da franquia de sapatilhas

Suzana Andrade da franquia de sapatilhas fatura alto com 2 lojas

Em uma cidade com 200 mil habitantes, no final de semana da inauguração, foram comercializados quase 4 mil pares de sapatilhas.

Com fila na porta, foram necessários seguranças para conter as clientes que queriam entrar dentro da loja que se encontrava lotada.

“A surpresa foi enorme.

Tinha cliente que pegava um pé do par de sapatilha, ia até o caixa e me dizia que queria o outro pé com medo de não encontrar mais o modelo”, relembra Suzana.

Após cinco meses da abertura da primeira unidade, Magé recebeu uma loja da Mil e Uma Sapatilhas também administrada por Suzana.

“Fizemos muito barulho no calçadão principal da cidade e alugamos um trio elétrico para atrair ainda mais o público.

Sem dúvida, repetimos a experiência da inauguração de Itaboraí.

A loja lotou”, comenta.

Para a empresária, vestir a camisa, participar de processos e motivar a equipe foram os motivos que fizeram com que as suas lojas se tornassem umas das que mais faturam dentro da rede, segundo um ranking divulgado pela franqueadora.

“Sou apaixonada pela Mil e Uma Sapatilhas e por tudo que a marca proporciona para os franqueados, revendedores e funcionários.

Respiro rosa e isto me motiva a querer sempre melhorar”, finaliza a franqueada.

 

Para mais informações sobre esta franquia, CLIQUE AQUI!