var lazyload = new LazyLoad({ elements_selector: ".lazy" }); }
Bibi calçados infantis, um sucesso que precisa ser compartilhado
Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

«
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Bibi: conheça a história de sucesso da pioneira dos calçados infantis


22/01/2020


bibi calçados infantis

Criada há 70 anos em Parobé, no Rio Grande do Sul, a marca leva o nome da atriz Bibi Ferreira, graças à admiração que o fundador da empresa, Albino Eloy Schweitzer, falecido em 2014, que também é sogro de Marlin Kohlrausch tinha.

A companhia não só sobreviveu a crise como hoje já exporta 26% de toda a sua produção para mais de 70 países, incluindo a China.

Do total produzido pela Bibi, mais de 2 milhões de pares de sapatos por ano, 42% é vendido para lojas multimarcas e 32% é colocado no mercado por lojas próprias e franquias, outro plano ousado de Kohlrausch, que há 11 anos decidiu investir no varejo para fortalecer sua marca.

Para contar a história da rede, Marlin explica que eles analisaram o cenário e perceberam que 70% dos calçados do mundo são produzidos na China. Para sobreviver, a equipe precisava vestir a camisa. “Com o time engajado, administramos os custos.

Sabemos que nada teria sucesso se não fosse o engajamento dos funcionários, o ponto chave de toda nossa estratégia”, diz o executivo.

Outro ponto importante para longevidade corporativa é a construção de uma marca forte.

Marlin percebeu que, se não fosse para o varejo, como tantas outras calçadistas fizeram, não conseguiria ter o controle do processo.

Após observar e analisar o mercado, a marca decidiu abrir lojas próprias e depois franquias.

Hoje são 123 unidades da marca, sendo oito delas internacionais: três em Lima, uma em Trujillo e uma em Arequipa, no Peru; uma em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia; uma em Quito, no Equador; e uma Bucareste, na Romênia.

A rede está presente em mais de 3.500 mil pontos de venda multimarcas e exporta os produtos para mais de 70 países.

Para a construção de marca, a empresa estabeleceu pontos cruciais para diferenciação dos produtos, como a não utilização de produtos tóxicos, e calçados totalmente flexíveis, com palmilhas especiais que massageiam os pés das crianças, dando a sensação de estar descalça.

Para Kohlrausch, esses diferenciais são percebidos pelo consumidor, que está disposto a pagar para que seu filho tenha mais segurança e conforto.

Tal decisão, inclusive, levou a Bibi a abrir mão de um sucesso que ela mesma criou.

O tênis com rodinhas. Segundo ele, quando os especialistas disseram que o uso do produto era similar ao uso de salto alto e que poderia prejudicar as crianças eles desistiram e retiraram o modelo do portfólio da marca.

Marlin acredita que ações como essa fazem parte de um “capitalismo mais consciente” que hoje norteia o código de ética da empresa.

Hoje, a empresa mantém uma fábrica em Parobé (RS) e outra em Cruz das Almas (BA).

Ao todo, já são 1,5 mil funcionários.

A Calçados Bibi anunciou em abril deste ano os próximos passos de seu processo de sucessão, iniciado há sete anos.

O empresário Marlin Kohlrausch, que atua na empresa há 45 anos, sendo 30 deles como presidente, terminou seu mandato no dia 25 de abril, data em que a marca completou 70 anos no mercado.

Para sucedê-lo, sua filha Andrea Kohlrausch foi indicada pelos diretores e pelo Conselho Consultivo para ocupar o cargo de presidente, a partir de então.

A indicação da executiva, atualmente responsável pela área de varejo e expansão de franquias da rede, tem o apoio da diretoria e está em linha com as diretrizes estratégicas do Conselho Consultivo.

O processo começou há sete anos e, desde então, os herdeiros da terceira geração começaram a ser desenvolvidos e capacitados para a sucessão.

A escolha de Andrea Kohlrausch para assumir o cargo teve como base o desafio dos próximos anos para perpetuação da marca.

Por isso, a diretora que atua na Bibi há mais de 20 anos foi eleita como nova presidente.

Todos os envolvidos estavam aptos para atuar como líder e, após o anúncio, se colocaram à disposição para auxiliar de forma efetiva a nova gestão.

Andrea Kohlrausch tem MBA em Gestão empresarial pela Fundação Dom Cabral de Minas Gerais, especialização em Liderança pela FDC/Kellogg School of Management em Evanston (EUA), participação do IEE (Instituto de Estudos Empresariais) e experiência na área internacional, implantando a área comercial de exportação interna na Bibi e expandindo as exportações para além da América Latina.

Além disso, atuou também em diversas áreas da empresa e, em 2010, liderou a estruturação da Bibi Franchising, expandindo o projeto de lojas exclusivas da marca para mais de 62 cidades em 23 estados brasileiros, além dos pontos internacionais, registrando um crescimento da rede desde o ingresso no mercado de franquias, em 2008.

Dessa forma, Marlin irá auxiliá-la no processo de transição até abril de 2019.

Em seguida, passa a atuar como presidente do Conselho Consultivo, composto por Cristina Franco, empresária e ex-presidente da ABF (Associação Brasileira de Franchising), e Volnei Garcia, da Dom Cabral.

A diretoria segue a mesma, com Camila Kohlrausch, como diretora de desenvolvimento de produto, marketing e franquias; Rosnei Alfredo da Silva, como diretor administrativo e financeiro; e Rosnaldo Inácio da Silva, como diretor de competitividade.

Para mais informações da franquia Bibi, CLIQUE AQUI!