Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia «

Escolha pelo menos um opção para sua busca

Franquias nordestinas apostam no Sudeste

07/07/2003

Fazendo o caminho inverso da maioria das franquias brasileiras, as empresas do Nordeste tentam ganhar o Sudeste

Um grupo de franqueadores pernambucanos – que a partir do próximo dia 2 participa da Franchising Expo 2003, em São Paulo – tem pela frente um desafio: conseguir avançar no mercado de franquias no Centro-Sul do País, uma vez que o caminho tradicional é justamente o contrário, ou seja, empresas daquela região sempre emplacaram suas franquias no Nordeste. Entre os grupos do Estado que estarão na feira, considerada a maior da América Latina no setor, estão a Bonaparte e Braccialetto.

De acordo com o diretor da Associação Brasileira de Franchising (ABF) de Pernambuco, Hamilton Marcondes, Pernambuco tem hoje 25 franqueadores, o que representa o maior número de toda a região. Desse total, alguns já se destacam fora do Nordeste como a Via Sports, além das próprias Bonaparte e Braccialetto, entre outras. “Dos franqueadores existentes hoje em Pernambuco, 10 já têm condições de atuar no Sudeste brasileiro.”

Segundo os dados da ABF, a abertura de franquias de empresas pernambucanas movimentou, nos últimos cinco anos, R$ 8 milhões. A expectativa é que, em 2003, o número de fraqueadores no Estado tenha um aumento em torno de 20%, enquanto a taxa média brasileira fica entre 7% e 10%. O diretor explica que a realização da Franchising Expo é a grande oportunidade dos franqueadores de apresentarem seus projetos é realizar novos negócios.

“A feira é uma de nossas estratégias de captação de novos empreendedores”, explica o diretor da Braccialetto, Edivânio Santos. Inaugurada em maio de 98, a empresa iniciou o processo de fraqueamento no ano 2000 e, hoje, conta com 50 franquias espalhadas por todo o Brasil, inclusive, Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal e Rio Grande do Sul.

O diretor acredita que entre as vantagens da marca estão o custo menor para implantação da franquia – que funciona em quiosques, a assistência ao franqueado e o produto diferenciado que, ele mesmo denomina, como um acessório de luxo com preço acessível. Para este ano, a empresa planeja abrir mais 30 unidades e franquear os quiosques em funcionamento no Recife que, atualmente, pertencem ao grupo.

Quem também está conseguindo trilhar o caminho inverso do processo de franquias é a rede de restaurantes Bonaparte que foi a primeira do segmento de alimentação a conseguir implantar uma filial no Sudeste, mais precisamente no Barra Shopping, no Rio de Janeiro.

Hoje, a empresa já conta com outra franquia no Espírito Santo e estará abrindo a segunda no Rio, no Shopping Tijuca. De acordo com o empresário Leonardo Lamartine, as redes tradicionais de alimentação já estão saturadas e o espaço começa a ser ocupado por franqueadores que ofereçam qualidade e produtos diferenciados. Assim como outras empresas, a Bonaparte exige que os empreendedores cumpram uma série de pré-requisitos para conseguir fechar contrato.

NOTÍCIAS RELACIONADAS