Empreendedorismo: Como funciona o mercado de franquias?

08/06/2017

Jornal do Commercio/RS – Redação – 31/05 Na contramão da crise econômica, o segmento cresceu 8% em 2016 Uma modalidade de negócios bastante utilizada hoje em dia são as franquias. Mesmo diante da crise econômica do País, o segmento possui um crescimento. É o que mostra os números divulgados da Associação Brasileira de Franchising (ABF). […]

Jornal do Commercio/RS – Redação – 31/05

Na contramão da crise econômica, o segmento cresceu 8% em 2016

Uma modalidade de negócios bastante utilizada hoje em dia são as franquias. Mesmo diante da crise econômica do País, o segmento possui um crescimento. É o que mostra os números divulgados da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Segundo o órgão, o mercado de franquias no Brasil registrou um aumento de 8% em 2016, enquanto outros países, os números foram negativos. Os segmentos com maiores índices de crescimento foram o de saúde, beleza e bem-Estar com 15,5%, seguido de serviços automotivos com 11,6% e moda com 10,4%. Em Pernambuco, foram registrados em 2016 4.278 unidades e 76 redes. A expectativa da ABF é de crescer 7% a 9% em 2017.

Franquia é o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração do negócio desenvolvido pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que fique caracterizado vínculo empregatício.

Para os especialistas, a franquia é a melhor opção para quem deseja investir no próprio negócio. “Nesse cenário de incertezas, a franquia é a opção mais segura de investimento”, garante a diretora da Fecomércio Brena Castelo Branco. Para o consultor de investimento e diretor da HM Consultoria Hamilton Marcondes a segurança é outro fator positivo. “A franquia é um negócio seguro. Começar com uma franquia tem sido uma opção cada vez mais procurada pela segurança que oferece ao investidor”, comenta. Para o diretor regional da ABF Nordeste Leonardo Lamartine,a franquia é uma ótima alternativa para quem procura melhorar a renda. “Muitas pessoas que perderam o emprego ou que estão paradas buscam uma oportunidade de se recolocar no mercado de trabalho através das franquias”, explica.

Segundo a ABF, a taxa de mortalidade do setor de franquias é de 5%. Já o Sebrae indica que essa taxa nas micro e pequenas empresas convencionais, é de 46%.

Dicas

Quem deseja embarcar no setor é preciso ter o perfil do segmento que deseja abrir uma franquia, possuir o dinheiro necessário para o investimento e ser aprovado pelo franqueador.

Vantagens e Cuidados

O empreendedor não “começa do zero”. O franqueador já possui todo o Know-How do negócio, testado e aprovado e auxilia no processo de escolha do ponto, um dos fatores determinantes para o sucesso de qualquer negócio. O franqueador fornece o Projeto Arquitetônico da loja, suporte em todas as áreas do negócio, treinamento gratuito ao franqueado e aos seus funcionários e suporte na implantação e inauguração da loja. Outro grande benefício é a consultoria de campo que o franqueador oferece ao franqueado para eventuais correções na gestão da loja. Acesso a financiamentos com taxas mais baixas. A marca já é conhecida. Marketing de rede: As ações de marketing são realizadas em conjunto, o que traz mais visibilidade para a marca. Alguns cuidados precisam ser tomados antes de entrar no ramo, como por exemplo, informar-se muito bem sobre o franqueador no qual está apostando todas a sua fichas. Uma escolha errada pode trazer grandes prejuízos ao empreendedor. Outra questão é que o negócio não é adequado para quem não gosta de seguir nenhum padrão ou regra. Afinal, existem projetos padronizados, procedimentos e normas que devem ser seguidos para garantir o sucesso da franquia.

Avaliação

NOTÍCIAS RELACIONADAS