Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

ABF realizou o 4º Seminário Setorial de Redes de Alimentação

14/07/2010

A ABF realizou no dia 19 de agosto a quarta edição do Seminário Setorial de Redes de Alimentação. O evento reuniu mais de 150 participantes no Hotel Blue Tree, com o objetivo de discutir as tendências e desafios do segmento.

 

Na abertura do evento o Presidente da ABF Ricardo Bomeny destacou a importância do segmento de alimentação, que atualmente representa 22% no setor do franchising. `O setor de alimentação vem crescendo consideravelmente nos últimos anos e a tendência é continuar com esse crescimento`, afirmou Bomeny.

 

O coordenador do Comitê Setorial de Redes de Alimentação da ABF, João Batista da Silva Jr, comandou o evento e ressaltou a necessidade de discutir os rumos do segmento no cenário atual. Ele convidou ao palco a coordenadora de pesquisas da Gouvêa de Souza GSM&D Fabiana Castro, que apresentou o primeiro painel, cujo tema foi `O que vai na cabeça do consumidor fora do lar?`.

O painel abordou uma amostra da pesquisa feita pela GSMD sobre alimentação fora do lar. Segundo Fabiana, a mudança da família brasileira, aumento da presença das mulheres no mercado de trabalho, o crescimento das classes sócio-econômicas, mesmo com a crise, são os principais fatores do crescimento da alimentação fora de casa. A palestrante também apresentou uma pesquisa qualitativa sobre o perfil do consumidor brasileiro divididos em subgrupos: os principais atributos que levam o consumidor a comer fora de casa são: a necessidade, a praticidade, preço e diversidade.

O segundo painel, apresentado pela especialista Lívia Barbosa apresentou as `Tendências do comer contemporâneo`. A pesquisadora falou um pouco sobre a cultura da alimentação do brasileiro e afirmou que cada vez mais a alimentação deixou de ser um ato privado para se tornar um ato de conseqüências públicas, ligado principalmente à questões de saúde. `O consumidor está mais consciente e preocupado se a comida é saudável, se tem muito ou pouco sal ou açúcar`, declarou. Lívia destacou a questão da sustentabilidade como principal tendência, levando em conta que a saudabilidade, valor das origens e prazer e sensorialidade são os principais aspectos considerados pelo consumidor.

A diretora de gestão de produtos e serviços da Cielo, Anna Karen Schmidt no terceiro painel, apresentou a evolução dos `Sistemas de Meios Eletrônicos de Pagamento e Novo Cenário de Mercado`. Tendo como foco as perspectivas do mercado após a quebra de exclusividade das operadoras de cartões.

Na segunda etapa do Seminário, Hellen Steter, economista do Banco Bradesco apresentou o painel `Cenário Macroeconômico Global e Brasileiro`, onde destacou os principais pontos da economia mundial especialmente do cenário brasileiro. `Finalmente chegamos ao formato de crescimento econômico ideal`, afirmou a especialista.

Cláudio Tieghi, presidente da Associação Franquia Sustentável (AFRAS), braço social da ABF e Paulo Ishimura, sócio diretor da BR+10, empresa de gestão de embalagens pós-consumo falaram sobre `Gestão de Resíduos e Pós-consumo – integrando valores para o desenvolvimento sustentável das redes de alimentação`.

Tieghi ressaltou a importância da responsabilidade social como ferramenta de gestão das empresas. Para isso, segundo ele, os empresários devem focar as ações na educação do consumidor e na implementação de novos modelos de negócio. O presidente da AFRAS comentou ainda sobre o projeto Franchising de Baixo Carbono, que prevê um trabalho de redução da emissão de gases, reciclagem e compensação da produção de carbono junto às redes de franquia.

 

Já Ishimura mostrou como podem ser realizados processos de gestão de resíduos de forma sustentável, por meio de alguns exemplos. Ele também explicou aos participantes um pouco sobre as Política Nacional de resíduos sólidos. Segundo ele a tendência é que o poder público tome decisões nesse sentido e incentive a população a agir. `A responsabilidade ambiental está deixando de ser opção e passa a ser uma obrigação legal`, afirmou.

 

Ao final do evento o diretor da ECD Food Service Enzo Donna, apresentou a esperada pesquisa `Panorama Global das Franquias do Setor de Alimentação`. A amostra realizada entre os meses de abril e junho de 2010, referente aos dados do ano anterior apresentou alguns números da pesquisa que têm como finalidade levantar informações sobre o setor, suas tendências, inovações e mostrar a força do segmento. Para o pesquisador, o que mais chamou a atenção no estudo foi o crescimento permanente do sistema de franquias, mesmo diante da crise que afetou o País. `O modelo não só continua crescendo em faturamento como também em número de lojas. O sistema de franquias está, cada vez mais, ampliando a sua oferta gastronômica`, afirmou.

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS