Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

ABF firma parceria com a prefeitura de Guarulhos

16/12/2010

O diretor executivo da ABF, Ricardo Camargo, participou no dia 14 de dezembro do Fórum Regional de Guarulhos, onde ministrou a palestra com o tema `A Evolução e Oportunidades do Setor de Franquias no Brasil`, que contou com 60 participantes.  Na ocasião foi assinado um Protocolo de Intenções entre a ABF e a Prefeitura de Guarulhos, com o objetivo de promover ações para o desenvolvimento do franchising no município. `A parceria é inédita e muito importante para a Cidade, do ponto de vista estratégico, com isso esperamos ampliar o número de empresas franqueadoras e franqueadas em nossa Cidade`, afirmou o Secretário do Desenvolvimento Econômico do município, Antônio Carlos Almeida.

O Fórum, idealizado pelo presidente do Grupo RBCOM Rodrigo Barros, contou com a presença de importantes representantes da região, que debateram sobre o tema franchising após a palestra. De acordo com Barros, o documento firma a parceria com o intuito de realizar em 2011 a Feira de Franquias da cidade de Guarulhos. `O protocolo de intenções com a Prefeitura é para a chegada de franquias no município, não envolve questões financeiras e sim facilidades e apoio`, explicou. A parceria também irá ampliar o atual potencial de crescimento da cidade, e ainda servirá de apoio para o inicio das atividades de novas franquias no município, com suporte aos empresários que têm interesse em se instalar em Guarulhos.

Saiba mais sobre Guarulhos:

O Produto Interno Bruto (PIB) de Guarulhos em 2007 alcançou a marca de R$ 27,4 bilhões, situando-se na 9º posição no ranking nacional e em 2º entre municípios paulistas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), participou com 1,03% do PIB nacional. Guarulhos tem sua economia diversificada, ocupando o 9º PIB industrial, e 11º PIB de Serviços.
O reflexo do crescimento da economia de Guarulhos pode ser conferido pela chegada de novos empreendimentos econômicos e pela expansão da construção civil, processo que deverá ser potencializado a curto e médio prazo, pelo aporte de investimentos oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de cerca de R$ 480 milhões, destinados a obras de infra-estrutura urbana: saneamento e habitação, em especial.

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS