Buscando Franquias?

Encontre aqui sua franquia

Escolha pelo menos um opção para sua busca

ABF e APEX visitam o mercado coreano

29/10/2010

Durante a visita técnica, a equipe da ABF pôde constatar que Seul, a capital do país, é moderna e bastante desenvolvida. A cidade oferece uma infra-estrutura eficiente e funcional, com muitos viadutos, pontes e grandes avenidas por toda a cidade.

`A gastronomia coreana é bem peculiar, mas as opções de cozinha internacional são bastante variadas, principalmente de comida italiana, além de operações de fast food, principalmente de origem americana. O Outback, por exemplo, possui 100 unidades no país`, constata Rogerio Feijó, gerente de relacionamento da ABF.

A economia da Coréia está baseada na indústria, principalmente a automotiva, eletrônica e naval, além do comércio e serviços. O país é sede de companhias como a Hyundai, KIA, Samsung, LG, dentre outras empresas globais. O comércio é um grande motor da economia coreana, predominando o de rua, com corredores comerciais muito movimentados por toda a cidade. Seul também oferece opções de compras em shoppings centers, como o Central City, o Sky City, o World Cup Mall, o Coex e o I`Park Mall, além de contar com operações de grandes lojas de departamentos, com corners e lojas de grifes internacionais, distribuídos em diferentes andares segmentados, com destaque para o Shinsegae, que opera em formato de franquia, o AK Plaza, o Galleria, o Hyundai, o LG Fashion e o Lotte. Há três outlets de moda, como o Mok-Dong Rodeo Street, o Munjeong-Dong Fashion Street e o Guro Fashion Valley.

Outro destaque do varejo coreano é o elevado volume de operações de alimentação, com muitos restaurantes típicos, redes de fast food e cafeterias. Estas, inclusive, estão presentes nas principais ruas da cidade, muitas vezes uma ao lado da outra. Há também um comércio varejista menos organizado e zonas de comércio especializado, principalmente de eletrônicos, instrumentos musicais e fotografia. `As visitas técnicas mostraram como o varejo se encontra organizado e um pouco dos hábitos de consumo dos coreanos`, comenta Ricardo Camargo, diretor executivo da ABF.

Outro lado do comércio da cidade que chamou a atenção foram os grandes centros comerciais subterrâneos, que ocorrem junto às estações de metrô. `São centenas de lojas, em sua grande maioria de apelo popular, vendendo todo tipo de produto. É possível encontrar celulares, malas, calçados, bijuterias, roupas, acessórios para o lar, etc. em corredores que parecem não ter fim`, compartilha o executivo. Há vários restaurantes de comida típica e algumas cadeias de fast food explorando o enorme fluxo de pessoas. Segundo a associação coreana, estas operações subterrâneas funcionam bem o ano inteiro, porém com maior fluxo no inverno, quando neva na cidade.

`O setor de franquias tem se desenvolvido a passos largos no país. Boa parte do varejo e prestação de serviços existe sob a forma de franchising, o que explica o número de unidades franqueadas em operação no país`, conclui. O mercado coreano já é o maior do mundo em número de marcas – 2.465, e o 2º em número de unidades – 343.860, segundo o World Franchise Council – WFC. Uma parcela significativa de negócios adotou o modelo de franquia para promover a sua expansão, o que fez com que o faturamento do setor atingisse em 2009 uma participação de 8,5% do PIB coreano, com um faturamento de US$ 95 bilhões e a geração de mais de um milhão e duzentos mil empregos diretos, o que equivale a 2,4% da população do país, que é de cerca de 50 milhões.

Diferentemente do Brasil, as atividades de franquia estão concentrados no comércio de rua e são predominantemente de origem nacional – 70%, contra apenas 30% de franquias internacionais, principalmente de marcas americanas e dos segmentos de alimentação, serviços e conveniência.
Outras franquias internacionais presentes são as de renomadas grifes, sobretudo européias, seguidas pelas americanas e australianas. O setor mais forte da franquia coreana é o de Alimentação e Bebidas (60%), seguido pelo varejo em geral (21%) e serviços (19%).

No quesito exportação de franquias, os principais mercados destino das marcas coreanas são os Estados Unidos, China, Japão, Cingapura e Sudeste Asiático. As marcas mais destacadas nestes mercados são: Genesis BBQ, Kyochon Bonjuk, Nolbu, Paris Baguette, Tudari, Mr. Pizza, Kimgane, Barb-Q Boss, Garten Bier e Wabar. Outro fato relevante do mercado coreano de franquias é que o setor está regulamentado por lei própria – Lei 10.168, promulgada em 2007.

NOTÍCIAS RELACIONADAS