Buscando Franquias? Encontre aqui sua franquia «
Escolha pelo menos um opção para sua busca

Empreendedoras que Fazem a Diferença no Franchising

17/03/2020

empreendedoras no franchising

Elas já são a maioria da população, do eleitorado e no ensino superior, mas ainda tem que contar com as diferenças quando o assunto é liderança.

Isso porque as mulheres ocupam menos do que a metade dos cargos de chefia.

No Brasil, por exemplo, só 8,6% dos assentos em conselhos de administração são ocupados por mulheres, de acordo com um estudo divulgado pela Consultoria Internacional Deloitte.

Na contramão dos números, muitas empreendedoras investiram em seus negócios e hoje são donas de verdadeiros impérios, graças ao empenho e dedicação ao fundarem suas marcas.

Abaixo estão bons exemplos do que foi citado: quatro histórias de superação de mulheres que lutaram e hoje fazem parte do franchising.

 

Mulheres empreendedoras: Monique Silva – Clinicão

mulhres empreendedoras
Com 27 anos no mercado, a Clinicão é a primeira franquia veterinária do Brasil.

Comandada pela carioca Monique Silva, a empresa possui unidades nos estados de São Paulo e Minas Gerais e, até o fim ano, o plano de expansão é abrir mais 12 novas clínicas na região Sudeste.

O processo de criação do negócio começou em 1987, quando Monique foi aprovada no vestibular para veterinária na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Com o apoio do Sebrae e muito estudo, fez do seu negócio uma referência e ingressou no franchising.

Um aspecto marcante no negócio é que, além do suporte padrão de uma franqueadora para a franqueada, Monique, que também tem MBA em Gestão Empresarial e Economia, dá todo o suporte para o franqueado ou a franqueada – em geral, profissional da área da saúde – na sua formação e preparação para administrar um negócio.

“Sei das dificuldades por experiência própria. Quando criei a clínica, foi bem complicado, pois na faculdade de veterinária não tive nenhum aprendizado na área de gestão”.

 

Cláudia Teixeira – Clínica da Cidade

mulheres empreendedoras

Os altos preços dos planos e seguros de saúde tradicionais e a queda no padrão de vida do brasileiro impulsionaram a assistente social, Cláudia Teixeira a criar em 2003, a Clínica da Cidade, primeira clínica de medicina acessível e humanizada do interior de São Paulo, no município de Campinas (SP), onde reside.

Esse novo modelo não apenas quebrou um paradigma, como também estimulou a expansão pelo interior e a capital paulista, com unidades próprias e, desde 2018, franqueadas.

Atualmente, a rede conta com dez unidades em operação e outras quatro em implantação, localizadas em Campinas, Hortolândia, Jundiaí, Sorocaba, Sumaré, Americana, Bauru, Limeira e São Paulo.

A Clínica da Cidade oferece três modelos de franquia, Compact, Essential e Premium, com investimentos iniciais que variam entre R$ 255 mil e R$ 460 mil, direcionados de acordo com o número de habitantes do município.

Até o fim de 2020, a expectativa é inaugurar mais 20 unidades. Além do interior de São Paulo e capital, o Distrito Federal também está no seu radar de expansão, bem como as cidades do Rio de janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Goiânia, Cuiabá, Recife, Fortaleza, Salvador, Maceió e Palmas.

 

Natalie Pavan – MyCookies

mulheres empreendedoras
A advogada Natalie Pavan é sul-mato-grossense, tem 31 anos e sua trajetória como empreendedora teve início de forma despretensiosa.

Tudo começou em 2016, quando ela decidiu preparar uma receita própria de cookie (guardada a sete chaves, por sinal) para ajudar um amigo desempregado, para que pudesse vender o quitute nas portas das escolas e ter uma renda.

O biscoito crocante por fora e macio por dentro acabou virando febre no seu bairro e, em seguida, na sua cidade, Campo Grande.

O sucesso foi tão rápido que, em pouco tempo, o negócio ganhou fábrica própria, tornou-se franquia em 2018 e hoje conta com 37 unidades em sete estados brasileiros. Em 2019, a rede faturou mais de R$ 10 milhões e um dos planos para 2020 é chegar ao mercado do Rio de Janeiro e, até o fim do ano, a todos os estados da federação.

Atualmente, a marca está presente no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Para conseguir conciliar a demanda crescente da MyCookies com a família, a empresária e mãe largou o trabalho em uma grande empresa, mantendo-se focada na produção e na busca de soluções para enfrentar os problemas que surgiam no processo de construção da marca.

“Hoje, com muito orgulho, gero emprego para mais de 80 famílias, com 80% de mulheres”, completa Natalie.

Além da sua atuação empresarial, Natalie dá palestras falando da sua experiência para empoderar mulheres a empreenderem.