Processo seletivo de uma franquia, sabe como funciona?

17/09/2015

Entenda como é o passo a passo para comprar uma franquia, o que você deve perguntar para o franqueador e saber sobre a rede e ter mais confiança no negócio.

Processo Seletivo de uma Franquia

Processo seletivo de uma franquia, especialistas apontam quais são os passos mais comuns e as recomendações necessárias

Não basta dinheiro guardado ou vontade de empreender para se tornar um franqueado. Segundo especialistas, o processo seletivo em uma franquia pode ser muito mais simples e produtivo se os candidatos estiverem preparados.

Para esclarecer como normalmente funcionam os passos dessa seleção, Pequenas Empresas & Grandes Negócios conversou com Guilherme Siriani, consultor de expansão de franquias da ba}STOCKLER, e Lyana Bittencourt, diretora do Grupo Bittencourt. Para Siriani, franquia não é um negócio fácil. “Se não tiver o pé no chão na hora da compra, há uma grande chance do negócio não dar certo. A pessoa tem que entender que não é só colocar dinheiro. É um trabalho que exige dedicação e seriedade”, diz.

Lyana afirma que muitos interessados tentam comprar franquias pelos motivos errados. “O candidato tem que saber que não basta gostar do que a franquia produz. Ele precisa gostar da operação”, diz.

Segundo os especialistas, os interessados passam em média de três a cinco meses para finalizar um processo seletivo. E, a cada 100 candidatos, apenas um se torna franqueado. “É preciso empatia com a marca, preparo financeiro e vontade de empreender”, diz Lyana.

Confira como funciona o passo a passo do processo seletivo de uma franquia:

1. Primeiro contato
Em um primeiro momento, o candidato deve entrar em contato com a rede por meios simples: e-mail, telefone ou até nas próprias lojas. “É normal a franqueadora pedir um preenchimento de relatório de qualificação para conhecer o candidato”, diz Lyana.

2. Reunião de apresentação

Segundo Siriani, neste primeiro encontro entre franqueador e futuros franqueados ocorre uma apresentação inicial, informativa e processual. “Este é o momento que a empresa explica como a marca e a franquia funcionam. São umas duas horas de conversa inicial”, diz.

3. Reunião de entrevista

Os candidatos chamados para a segunda reunião precisam prestar contas para os franqueadores. “Eles devem mostrar a origem do capital que será utilizado na franquia”, diz. Nesse momento, também é analisado o perfil psicológico dos candidatos. “É legal para descobrir se eles combinam com loja de rua ou quiosque de shopping, por exemplo”, afirma Siriani. Depois dessa entrevista, Siriani afirma que a empresa pode até entregar uma circular de oferta para os interessados, documento que reúne todas as informação da franquia. Este é o primeiro passo para assinar um contrato.

4. Test Drive

Quem chegar à quarta etapa vai participar de um “test drive”, afirma a consultora. Nesse processo, o candidato pode passar até cinco dias conhecendo as operações da franquia. “Nessa fase ele vai trabalhar como um gerente por alguns dias. É importante para a empresa, que conhece o trabalho do futuro franqueado, e do candidato, que sente a vida real na empresa”, diz.

5. Reunião final

Depois de todos esses passos, Siriani afirma que normalmente as empresas realizam uma reunião final, onde todos os diretores da franquia são convidados a participar. “Na hora de fechar o contrato é importante ter o aval de todo o comitê”, diz.

Dica extra:

Lyana dá duas dicas extras para quem realmente quer investir em franquias: conversar com outros franqueados da rede para conhecer o método de trabalho da empresa e se preparar financeiramente. “Não sabemos os cenários que o Brasil pode enfrentar. Por segurança, é importante ter 40% a mais do investimento inicial solicitado pela franquia”, diz.

Fonte: revistapegn.globo.com

Este é o processo seletivo de uma franquia, se quiser começar a pesquisar as centenas de franquias associadas que temos no portal e entrar em contato para falar com o franqueador, clique aqui!

NOTÍCIAS RELACIONADAS