Portal do Franchising - Tudo sobre franquia - O que o mercado de franquias espera da Copa do Mundo

O que o mercado de franquias espera da Copa do Mundo

O que o mercado de franquias espera da Copa do Mundo

Portal Exame – Priscila Zuini - 10/01 
 
Faltando pouco mais de 150 dias para a Copa do Mundo no Brasil, obras atrasadas e problemas na organização podem atrapalhar o evento e o faturamento de quem se preparou por anos. O mercado de franquias, por exemplo, tem uma expectativa morna para o torneio. “A princípio, o impacto não é muito grande. Os baixos investimentos em infraestrutura estão impedindo estarmos em uma situação melhor”, diz Paulo Cesar Mauro, presidente da Global Franchise.
 
Segundo a Associação Brasileira de Franchising, o faturamento do setor em 2013 deve ser de 117 bilhões de reais, com um crescimento de 14%. Os dados devem ser consolidados até o final do mês. Apesar da Copa, a ABF trabalha com uma perspectiva de crescimento menor para 2014, cerca de 12%. “Nós entendemos que vai a Copa ser muito positiva, mas o resultado ainda é uma grande incógnita”, diz Rogério Feijo, diretor de inteligência de mercado da associação.
 
De acordo com Feijo, o excesso de feriados e a movimentação atípica em dias de jogos podem prejudicar alguns setores. Mesmo com a possível alta nas vendas de alimentação e vestuário, outras áreas podem ter resultados piores do que em 2013. “A tendência é que tenha um fluxo de turistas e capital relevantes, o que irá ajudar as vendas do varejo. De forma geral, os setores que mais irão se beneficiar serão o de turismo e de alimentação”, diz José Carlos Fugice Jr, sócio-fundador da Goakira Consultoria Empresarial.

Os setores mais prevalecidos
 
As áreas de educação e infraestrutura já passaram da fase de preparação para o evento. Agora, os especialistas apostam em tudo ligado ao turismo, como hospedagem e locação de veículos, serviços, como alimentação, e varejo especializado, como uniformes e materiais esportivos.

Na área de alimentação, por exemplo, Feijo ressalta a criação de novos tipos de pontos comerciais para as franquias. “Áreas de alimentação em estádios e aeroportos têm aberto novas frentes de atuação”, indica o porta-voz da ABF.

Outro impacto no mercado será a atração de redes internacionais. A ABF espera a chegada de ao menos 30 novas redes ao país só em 2014. “Os dois grandes eventos esportivos que estão por vir vão contribuir para o aumento de produtos relacionados à marca Brasil. Além disso, espera-se um aumento do consumo em geral, tanto por parte dos brasileiros quanto dos turistas que estarão no país em 2014”, afirma Claudia Bittencourt, diretora geral do Grupo Bittencourt.
 



Publicado em 27/01/2014

Clique nas Franquias para ver os dados completos

Publicidade

Clique nos Fornecedores do Franchising para mais Informações

Publicidade